Luís Sérgio Person

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luiz Sérgio Person
Nascimento 12 de fevereiro de 1936
São Paulo, SP
Morte 7 de janeiro de 1976 (39 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação diretor, ator, roteirista

Luiz Sérgio Person (São Paulo, 12 de fevereiro de 1936 — São Paulo, 7 de janeiro de 1976) foi um ator, diretor, roteirista e produtor brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É conhecido sobretudo por ter dirigido dois importantes filmes do cinema brasileiro dos anos 1960, "São Paulo S.A.", um contundente retrato da alienação e do desespero do cidadão médio perante a emergente e aguda industrialização iniciada no final dos anos 50, e "O Caso dos Irmãos Naves", no qual usa um episódio verídico de injustiça e abuso de poder ocorrido durante o Estado Novo para traçar um paralelo com a repressão da ditadura militar da época, de forma crua e bastante corajosa.

Também dirigiu a sátira "Panca de Valente", no qual tenta retomar um estilo próximo ao das chanchadas da Atlântida e o irreverente e talvez subestimado "Cassy Jones, o Magnífico Sedutor", uma delirante comédia urbana com toques da chanchada erótica ou pornochanchada, no qual se utiliza de vários estilos. Depois disso, decidiu enveredar pelo meio teatral, adquirindo o Auditório Augusta, no centro de São Paulo, e dirigindo espetáculos que obtiveram boa repercussão, como "Orquestra de Senhoritas", de Jean Anouilh e "Entre Quatro Paredes", de Jean Paul Sartre.

Faleceu em um acidente automobilístico em 7 de janeiro de 1976[1], deixando duas filhas pequenas, Marina e Domingas Person, que futuramente se tornariam bem-sucedidas apresentadoras de televisão, sobretudo de programas musicais.

Em seus trabalhos, percebe-se a necessidade de Person de avaliar as pressões da sociedade contemporânea sobre o indivíduo, se utilizando de um estilo bastante moderno, inspirado no cinema italiano, sobretudo no Neorrealismo e na obra de cineastas como Francesco Rosi.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Revista Veja Ed. 384». Veja. 14 de janeiro de 1976. p. 53 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.