Luís da Silva Maldonado de Eça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Luís da Silva Maldonado de Eça[1] ComTEComA (Elvas, 4 de Abril de 1808 - 7 de Agosto de 1879), foi um militar e político português.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de António da Silva Maldonado de Eça, General de Cavalaria, e de sua mulher D. Mariana Justina da Cruz e Brito, neto paterno de José da Silva Maldonado de Eça, Governador de Cabo Verde, e irmão de Jerónimo da Silva Maldonado de Eça, General de Divisão e Governador Civil do Distrito de Lisboa.[2]

Assentou Praça em Cavalaria em 1823 e foi promovido a Alferes em 1826, tomou parte na Guerra Civil Portuguesa e foi promovido a Tenente em Abril de 1833 e a Capitão a Julho de 1833, e pertenceu à Divisão Auxiliar a Espanha,[2] que foi defender os direitos de D. Isabel II de Espanha contra D. Carlos de Bourbon, Conde de Molina, de 1835 a 1837.

Regressando a Portugal, foi promovido, sucessivamente, a Major em 1845, a Tenente-Coronel em 1851, a Coronel em 1858.[2]

Desempenhou várias Comissões, foi Comandante do Regimento de Cavalaria N.º 2 de Lanceiros da Rainha, do Regimento de Cavalaria N.º 3 e do Regimento de Cavalaria N.º 4 e da 5.ª Divisão Militar e foi Presidente da Comissão de Remonta.[2]

Com o General Joaquim António Velez Barreiros, 1.° Barão de Nossa Senhora da Luz e 1.° Visconde de Nossa Senhora da Luz, e o Coronel José Maria de Magalhães foi a França em 1860 assistir às manobras do Exército Francês em Châlons.[2]

Foi promovido a General de Brigada em 1869.[2]

No que respeita à carreira política, era filiado no Partido Histórico, e foi eleito Deputado em várias Legislaturas. Em 1869, fez parte do 4.º governo da Fusão, presidido pelo 2.° Marquês de Loulé e 1.° Duque de Loulé e 9.° Conde de Vale de Reis, D. Nuno José Severo de Mendoça Rolim de Moura Barreto, sendo responsável pela pasta de Ministro da Guerra.[2]

Recebeu diversas condecorações e louvores, destacando-se:

Traduziu em 1863[3] e publicou em 1871 o trabalho Postos avançados de cavalaria ligeira. Recordações pelo General Brack, Lisboa, 1871.[2]

Referências

  1. Arqnet
  2. a b c d e f g h i j k l m n Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume IX. 384 
  3. Biblioteca Nacional de Portugal