Lubycza Królewska

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lubycza Królewska
Lubycza Królewska
Flaga Lubyczy Królewskiej.png Lubycza Krolewska COA.svg
Kościół Parafialny w Lubyczy Królewskiej.JPG
Igreja paroquial da Mãe de Deus do Rosário e dos Anjos da Guarda em Lubycza
Voivodia Lublin
Condado Tomaszów Lubelski
Comuna Lubycza Królewska
Área 3,92 km²
População (2017) 2 469[1][2] habitantes
Densidade 629,8 hab/km²
Código telefônico (+48) 84
Matrículas de automóveis LTM
Localização
Localização de Lubycza Królewska na Polónia 50° 20' 26,89" N 23° 31' 10,65" E
Cidade da Polónia Flag of Poland.svg

Lubycza Królewska é um município da Polônia, na voivodia de Lublin, condado de Tomaszów Lubelski e sede da comuna urbano-rural de Lubycza Królewska. Estende-se por uma área de 3,92 km², com 2 469 habitantes, segundo os censos de 2017, com uma densidade de 629,8 hab/km².[1][2]

A cidade está localizada no leste de Roztocze, na antiga terra de Belz,[3], pela estrada nacional n.º 17.

História[editar | editar código-fonte]

Antigo assentamento valáquio, o povoado teve os direitos de cidade nos anos de 1759 a 1787. Antiga propriedade real. Antes de 1939, 90% dos 1 000 habitantes eram judeus. Durante a Segunda Guerra Mundial, na manhã de 4 de outubro de 1942, houve uma pacificação sangrenta de Lubycz Królewska, Lubyczy-Kniazie, Szalenik e Żyłka, realizada pelos invasores alemães. Naquela época, os alemães assassinaram cerca de 53 civis inocentes. O pretexto foi uma falsa acusação de civis por vigias da guarda do campo de extermínio alemão SS-Sonderkommando Belzec em Bełżec, que guardavam os cavalos do comandante do campo SS-Hauptsturmführer Gotlieb Hering - por incendiar um estábulo com três cavalos. Os autores do incêndio criminoso eram guardas bêbados do campo de extermínio. A vingança (baseada em falsas acusações dos vigias) do comandante do campo de extermínio alemão em Bełżec, Gotlieb Hering, contra a população civil foi sangrenta. Ele partiu à frente de cerca de cem guardas e vigias alemães do campo para assassinar os civis ao redor.[4]

Em Lubycza Królewska, os alemães assassinaram 24 pessoas.[5] Algumas das vítimas do assassinato foram enterradas na igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Lubycza Królewska.[6] Em 21 de julho de 1944 a cidade foi capturada pelo Exército soviético. A vila tem um cemitério judeu com uma área de 40 ares, uma igreja paroquial de 1904, neogótica, com a imagem da Virgem Maria com o Menino Jesus, do século XVI, originária de Rawa Ruska, e um monumento aos soldados poloneses mortos na luta com partidários do Exército Insurreto Ucraniano (UPA). Em 1 de janeiro de 2016, Lubycza Królewska recuperou seus direitos municipais. Zatyle-Osada e Dęby também foram incorporadas à cidade recém-criada.[7]

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade possui um jardim de infância local, o Complexo Escolar, que inclui a Escola Primária General Nikodem Sulik.[8] Além disso, a educação também é ministrada pela Escola Secundária.[9]

Monumentos históricos[editar | editar código-fonte]

  • Cemitério grego-católico "novo", de meados do século XIX [10]
  • Campanário de madeira movido de Teniatysk, 1754, 1988 [10]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Estádio em Lubycza Królewska
  • Nome completo: Gminny Ludowy Klub Sportowy Granica Lubycza Królewska
  • Fundado em 1976
  • Cores: vermelho-verde-azul
  • Estádio da Comuna em Lubycza Królewska
  • Capacidade: 2.000 assentos (1.000 assentos)
  • Campo de jogos: 104 m × 68 m

Liga atual (a partir de 2012/2013): Campeonato Polonês de Futebol 5ª Divisão Na rodada da primavera de 2007/2008, suas partidas na 4.ª liga foram disputadas pelo Spartakus Szarowola. Em 23 de outubro de 2009, um pavilhão esportivo e campo poliesportivo foram comissionados.[11][12]

Comunidades religiosas[editar | editar código-fonte]

Igreja Católica
  • Paróquia de Nossa Senhora do Rosário
Testemunhas de Jeová
  • Igreja em Lubycza Królewska

Referências

  1. a b «Lubycza Królewska (Lublin) mapas, imobiliário, GUS, acomodações, escolas, região, atrações, códigos postais, desemprego, salário, ganhos, educação, tabelas, demografia, jardins de infância». Polska w liczbach (em polonês). Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  2. a b GUS. «Área e população no perfil territorial em 2016». stat.gov.pl (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  3. „Archiwum Jana Zamoyskiego, kanclerza i hetmana wielkiego koronnego”, tom IV: 1585–1588. Polska Akademia Umiejętności, Cracóvia 1948, p. 40.
  4. Peter, Janusz (1891-1963).; Tomaszowskie Towarzystwo Regionalne im. dra Janusza Petera. (2019). Tomaszowskie za okupacji Wydanie drugie poprawione i uzupełnione ed. Tomaszów Lubelski: Tomaszowskie Towarzystwo Regionalne im. doktora Janusza Petera. OCLC 1126631501 
  5. Peter, Janusz (1891-1963).; Tomaszowskie Towarzystwo Regionalne im. dra Janusza Petera. (2019). Tomaszowskie za okupacji Wydanie drugie poprawione i uzupełnione ed. Tomaszów Lubelski: Tomaszowskie Towarzystwo Regionalne im. doktora Janusza Petera. OCLC 1126631501 
  6. «Historia Gminy». Lubycza Czyta (em polonês). Consultado em 28 de maio de 2020 
  7. «Zniknie Stargard Szczeciński, pojawią się nowe miasta na mapie Polski. „To spełnienie aspiracji lokalnej społeczności"». www.tvp.info (em polonês). Consultado em 28 de maio de 2020 
  8. «zslubycza.pl». www.zslubycza.pl. Consultado em 28 de maio de 2020 
  9. «Onet – Jesteś na bieżąco». www.onet.pl. Consultado em 28 de maio de 2020 
  10. a b «Rejestr zabytków nieruchomych – województwo lubelskie» (PDF). Narodowy Instytut Dziedzictwa 
  11. «zslubycza.pl». www.zslubycza.pl. Consultado em 28 de maio de 2020 
  12. «Aktualności - Lubycza Królewska - Gminny Portal Internetowy». www.lubycza.pl. Consultado em 28 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lubycza Królewska
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da Polónia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.