Lucia Bosè

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lucia Bosè
Nascimento 28 de janeiro de 1931
Milão
Morte 23 de março de 2020 (89 anos)
Segóvia
Cidadania Itália, Espanha
Estatura 173 centímetros
Cônjuge Luis Miguel Dominguín
Filho(s) Miguel Bosé, Paola Dominguín
Ocupação modelo, competidora de concurso de beleza
Causa da morte COVID-19

Lucia Bosè (Milão, 8 de janeiro de 1931 - Segóvia, 23 de março de 2020) foi uma miss e atriz italiana muito presente nos filmes neorrealistas da década de 1950. É mãe de Miguel Bosé.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Lucia Bosè em 1954

Quando tinha 16 anos e trabalhava numa pastelaria, o cineasta Luchino Visconti avistou-a atrás do balcão de atendimento e falhou-lhe que com sua aparência, poderia trabalhar no cinema. Em 1947, ganhou o Miss Itália. No final da década de 1940, por intermédio de Visconti, foi convidada para participar de um curta-metragem de Dino Risi. Sua atuação chamou a atenção de Giuseppe De Santis que a escalou no seu filme "Non c'è pace tra gli ulivi".[2]

Em seu currículo estão várias atuações em filmes de Luis Buñuel, Federico Fellini e era a atriz preferida de Michelangelo Antonioni, um dos grandes cineastas do neorrealismo.

Morte[editar | editar código-fonte]

A atriz morreu na Espanha, aos 89 anos, no dia 23 de março de 2020, em decorrência de uma pneumonia.[3]

Referências