Lucy (sonda espacial)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Impressão artística da sonda Lucy realizando um sobrevoo de um troiano de Júpiter.

Lucy é uma sonda espacial planejada da NASA que visitará cinco troianos de Júpiter, asteroides que compartilham a órbita de Júpiter em torno do Sol, orbitando à frente ou atrás do planeta.[1]

Em 4 de janeiro de 2017, a Lucy foi escolhida, juntamente com a missão Psyche, como as próximas missões do Programa Discovery da NASA.[1][2]

A nomenclatura da missão faz referência ao icônico fóssil do hominídeo "Lucy", porque o estudo dos troianos poderá revelar os "fósseis da formação dos planetas": materiais que aglomeraram-se na história adiantada do Sistema Solar para formar planetas e outros corpos. [3] O próprio Australopithecus foi nomeado devido a uma canção dos Beatles, "Lucy in the Sky with Diamonds".

Referências

  1. a b Chang, Kenneth (6 de janeiro de 2017). «A Metal Ball the Size of Massachusetts That NASA Wants to Explore». New York Times. Consultado em 5 de abril de 2017 
  2. Northon, Karen (4 de janeiro de 2017). «NASA Selects Two Missions to Explore the Early Solar System» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lucy (sonda espacial)