Lucy van Pelt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lucille van Pelt é a irmã mais velha de Linus e Rerun na HQ da série Peanuts de Charles Schulz.

Lucy apareceu pela primeira vez em 3 de março de 1952 como um bebê de olhos grandes que constantemente atormentava os pais. Ainda no início, Schulz eliminou os círculos em volta dos olhos dela e permitiu que ela crescesse até alcançar a idade dos outros personagens e rapidamente se tornou familiar a sua personalidade mandona, sarcástica e egoísta.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Ela tem uma forte e predominante personalidade, é muito cínica, grita muito, é impaciente, hipócrita, muito mal humorada e freqüentemente é malvada com os outros personagens da série, particularmente com o irmão Linus e Charlie Brown. Os seus sorrisos e motivos raramente são verdadeiros. Costuma apresentar argumentos sem lógica e as suas perspectivas são sempre egocêntricas, a sua maneira de ver as coisas é única.

Lucy gosta de Schroeder, que prefere tocar Beethoven a estar com ela.

Excertos de algumas tiras[editar | editar código-fonte]

Talvez a imagem mais famosa de Lucy seja uma em que ela segura uma bola de futebol americano para que Charlie Brown a chute e tira a bola no último momento, fazendo com que Charlie tenha sempre quedas muito aparatosas. A primeira vez que isto aconteceu foi a 16 de Novembro de 1952, mas repetiu-se algumas vezes e tornou-se um clássico.

Num episódio do desenho da TV, em que a turma disputa uma partida de futebol, e mesmo ciente que faltava só um ponto para a vitória, ela não hesitou em tirar a bola da frente de Charlie Brown, entregando a vitória, só pelo prazer de vê-lo cair. Mais tarde no baile, ela já demonstra sua hipocrisia, reprendendo Charlie pela derrota, quando na verdade foi ela que causou isso.

Lucy é frequentemente fastigada pelo seu irmão que é mais novo e também mais passivo. Ela enerva-se muitas vezes ao ver Linus sempre agarrado ao seu cobertor tentando por vezes roubá-lo ao irmão e enterrá-lo. Uma vez ela fez um papagaio com o cobertor e "acidentalmente" largou-o. O cobertor voou por todo o país e havia pessoas que escreviam a Linus para lhe dar noticias sobre o seu cobertor. A força aérea acabou por salvá-lo quando este já voava sobre o Oceano Pacífico.

Além de tentar curar o irmão do seu vício (cobertor), Lucy costuma tratar Linus como lixo, sujando os lápis de cor, mudando o canal de televisão ou desligando-a enquanto Linus está vendo, e o forçando a tratá-la com generosas palavras antes de compartilhar comida com ele ("Obrigada, querida irmã, a melhor irmã do mundo, sem a qual eu não poderia sobreviver!"). Lucy também trata Linus como seu servente pessoal, forçando-o a trazer-lhe um lanche ou algo para beber enquanto ela assiste tv.

Certa vez, Lucy gabava-se de conduzir Linus "como um pianista conduz um piano de cauda", o que não está tão longe da verdade. As tentativas de Linus de se auto-afirmar e resistir à sua irmã tipicamente resultam em derrota verbal ou física. Lucy não esconde o fato de que ela gostaria de ter sido filha única, e já tentou expulsar Linus de casa algumas vezes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Lucy van Pelt