Ludvig Holberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Setembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ludvig Holberg
Nascimento 3 de dezembro de 1684
Bergen
Morte 28 de janeiro de 1754 (69 anos)
Copenhague
Cidadania Noruega, Dinamarca
Etnia Noruegueses
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação escritor, filósofo, dramaturgo, historiador, ensaísta, autobiógrafo, romancista, roteirista, professor universitário
Influências
Empregador Universidade de Copenhague
Assinatura
Signature of Ludvig Holberg.gif

Escritor e erudito dinamarquês (Bergen, 3 de Dezembro de 1684 - Copenhague, 27 de Janeiro de 1754).

De 1702 a 1704, estudou teologia na Universidade de Copenhague. Em 1704, decide viajar e conhece a Holanda, a Inglaterra e depois a Alemanha, cuja vida literária lhe agradou muito menos que a inglesa.

Sua Introdução à história dos Estados da Europa, de 1711 - o primeiro ensaio dinamarquês de uma história universal - valeu-lhe reconhecimento acadêmico. Passou o inverno de 1715/16 em Roma e escreveu a respeito uma espístola latina. Em 1717 foi nomeado professor (de metafísica, depois de eloqüência e finalmente de história) da Universidade de Copenhague. Iniciou-se também na poesia com o poema cômico Peder Paars (1719/20), no qual é sensível a influência de Cervantes.

Escreveu também comédias (cerca de trinta entre 1722 e 1726), inspiradas em Molière e na Comédia dell'Arte (entre estas, Jeppe de Bjerget, Erasmo Montanus e O atarefado).

São notáveis suas epístolas latinas de conteúdo autobiográfico e o romance fantástico Viagem subterrânea de Nicola Klim, de 1741.

Entre suas obras de tema histórico estão: A Dinamarca e a Noruega descritas, de 1729 e História do reino da Dinamarca (1732/35).