Luigi Giglio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luigi Giglio
Nascimento 1510
Cirò
Morte 1576 (66 anos)
Roma
Ocupação filósofo, astrônomo, professor universitário, matemático, médico, físico
Empregador Universidade de Perúgia
Religião Igreja Católica

Luís Lilio (Luigi Lilio or Giglio, em latim Aloysius Lilius circa 1510 em Cirò, Calabria (provincia de Crotone1576, talvez em Roma) foi um médico, filósofo, astrónomo e cronologista italiano.[1]

Sabe-se muito pouco sobre sua vida, e o pouco que se descobre encontra-se nos seus escritos. Vinha de Calabria. Estudou medicina em Nápoles, onde entrou ao serviço do Conde de Carafa. Em 1552 foi nomeado mestre de conferências da Universidade de Pérouse.

Com seu irmão António Foi o principal autor da reforma do calendário gregoriano, promulgada em 1582. Publicou seus estudos sobre esta questão em 1577 sob o título de Compendium novae rationis restituendi kalendarium. Conduziram, depois de exame pela comissão apostólica e algumas correções propostas por o padre jesuíta Cristóvão Clávio, ao sistema actualmente em vigor.

François Viète criticou a interpretação que Clávio fez dos estudos de Giglio.

Em homenagem à obra deste sábio, deu-se seu nome (Lilius) a uma cratera da Lua.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Luigi Giglio». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 10 de maio de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.