Luis Abinader

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luis Abinader
Presidente da República Dominicana
Período 16 de agosto de 2020
até a atualidade
Vice-presidente Raquel Peña de Antuña
Antecessor Danilo Medina
Dados pessoais
Nome completo Luis Rodolfo Abinader Corona
Nascimento 12 de julho de 1967 (53 anos)
Santo Domingo, República Dominicana
Nacionalidade Dominicano
Alma mater Hult International Business School
Cônjuge Raquel Arbaje
Filhos
  • Esther Patricia
  • Graciela Lucía
  • Adriana Margarita
Partido Partido Revolucionário Moderno
Profissão Economista

Luis Rodolfo Abinader Corona (Santo Domingo, 12 de julho de 1967) é um economista e político dominicano, atual presidente da República Dominicana desde 16 de agosto de 2020. Ele foi candidato pelo Partido Revolucionário Moderno à presidente de seu país nas eleições gerais de 2016 e 2020.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Abinader nasceu em Santo Domingo em 12 de julho de 1967. Seus pais são da região de Cibao, sua mãe é Rosa Sula Corona Caba,[1] uma linhagem colonial dominicana branca das Canárias da província de La Vega. Seu pai é o empresário e líder político José Rafael Abinader, um dominicano de origem libanesa e nativo da província de Monte Cristi.[2]

Cursou o ensino médio no Colégio Loyola, agora Instituto Politécnico Loyola. Ele se formou em economia pelo Instituto Tecnológico de Santo Domingo. Fez pós-graduação em Gerenciamento de Projetos na Hult International Business School (na época chamada Arthur D. Little Institute) em Cambridge, Massachusetts. Ele também estudou Finanças Corporativas e Engenharia Financeira na Universidade de Harvard e Gerenciamento Avançado no Dartmouth College em Nova Hampshire.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ele foi eleito vice-presidente do Partido Revolucionário Dominicano em convenção nacional de 2005.

Atualmente, é presidente executivo do Grupo ABICOR, que desenvolveu e operou grandes projetos de turismo no país. Esse grupo familiar liderou o plano de negócios da atual empresa Cementos Santo Domingo, da qual ele é vice-presidente.

Foi presidente da Associação de Hotéis de Sosúa e Cabarete e é membro do Conselho de Administração da Associação Nacional de Hotéis e Restaurantes (ASONAHORES).

Ele é membro do Conselho de Administração da Fundação da O&M University.

Ele foi reconhecido pela Assembléia Geral de Rhode Island por sua carreira em serviços públicos, educação e negócios. Ele também recebeu agradecimentos da prefeitura de Boston e do senado de Massachusetts por suas contribuições ao ensino superior, participação cívica e serviço comunitário.

Abinader foi candidato a vice-presidente do Partido Revolucionário Dominicano nas eleições de 2012 e em 2005 foi pré-candidato a senador da província de Santo Domingo.

Eleição presidencial de 2016[editar | editar código-fonte]

Ele foi o candidato presidencial do Partido Humanista Dominicano e do Partido Revolucionário Moderno para as últimas eleições gerais de 15 de maio de 2016.[3][4]

Abinader foi, juntamente com Soraya Aquino, um dos dois candidatos à presidência em 2016 que não haviam nascido durante a ditadura de Rafael Trujillo (1930-1961).[5] Os parceiros da Giuliani, especificamente Rudy Giuliani e John Huvane, assessoraram a Abinader na campanha como consultores de segurança.[6][7]

Eleição presidencial de 2020[editar | editar código-fonte]

Concorreu com sucesso à presidência nas eleições de 2020.[8] Rudy Giuliani e John Huvane mais uma vez aconselharam a Abinader na campanha como consultores de segurança.[6][9]

Abinader será o primeiro presidente dominicano nascido após a ditadura de Rafael Trujillo e o primeiro presidente eleito a não viver durante a ditadura desde Ramón Cáceres, assassinado em 1911.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Abinader é casado com Raquel Arbaje Soni, filha dos empresários Eduardo e Margarita Soni, ambos descendentes de libaneses. Eles têm três filhos: Esther Patricia, Graciela Lucía e Adriana Margarita.[10]

Referências

  1. «Abinader felicita y da las gracias a las madres por el apoyo | SIN RESERVAS» (em espanhol). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  2. «El Caribe » José Rafael Abinader: "Me arrepiento del tiempo que le dediqué a la política"». web.archive.org. 14 de agosto de 2014. Consultado em 2 de agosto de 2020 
  3. Diario, Listin (8 de dezembro de 2014). «Partido escoge a Abinader como candidato presidencial». listindiario.com (em espanhol). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  4. «Luis Abinader le ganó ayer la convención del PRM a Hipólito Mejía». www.diariolibre.com (em espanhol). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  5. «Luis Abinader se reunirá con la comunidad dominicana de Nueva York». Acento (em espanhol). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  6. a b Partlow, Joshua; PartlowNational, closeJoshua; America, foreign affairs Former correspondent focusing on Latin; HouseEmailEmailBioBioFollowFollow, the Middle East EmailEmailBioBioFollowFollowJosh DawseycloseJosh DawseyReporter covering the White. «Amid Ukraine swirl, Giuliani's work for candidate in Dominican Republic caused unease». Washington Post (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  7. https://context-cdn.washingtonpost.com/notes/prod/default/documents/37a0deaa-cb5b-4f64-b7fc-b59bc126b51f/note/36e930ec-575a-4a09-9c4f-3b0bf5c642c0.pdf
  8. «Change in Dominican Republic as opposition wins presidency». news.yahoo.com (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  9. Group, 2006-2020, Merit Designs Consulting. «Giuliani jumps into Dominican Republic's reelection fray». DominicanToday (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2020 
  10. «Instituto Dominicano de Genealogía, Inc.». www.idg.org.do. Consultado em 2 de agosto de 2020 

Precedido por
Danilo Medina
Presidente da República Dominicana
2020 — presente
Sucedido por