Luizão Goulart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Junho de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luizão Goulart
Deputado Federal pelo Paraná
Período 1º de janeiro de 2019
até atualidade
5º Prefeito de Pinhais
Período 1 de janeiro de 2009
31 de dezembro de 2016
Vice-prefeito Marli Paulino
Dados pessoais
Nome completo Luiz Goularte Alves
Nascimento 6 de junho de 1962 (57 anos)
Jandaia do Sul
Nacionalidade brasileiro
Alma mater UFPR
Partido Republicanos

Luiz Goularte Alves (Jandaia do Sul, 6 de Junho de 1962)[1] é um empresário [2] e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Conhecido como Luizão, nasceu no norte do Paraná, tendo trabalhado na lavoura até os 15 anos. Cursou mecânica de automóveis e exerceu a profissão até 1992. Em 1978, em virtude da doença de sua mãe que só encontrou tratamento no Hospital de Clínicas em Curitiba, migrou para a capital e se estabeleceu em Piraquara onde trabalhou como mecânico e também como motorista de caminhão. Depois de oito anos sem estudar, retomou seus estudos em 1983. Fez vestibular em 1985 sendo aprovado tanto na Pontifícia Universidade Católica do Paraná quanto na Universidade Federal do Paraná. Optou por fazer o curso de Filosofia na UFPR, ao mesmo tempo em que entrou para o Seminário dos Missionários Xaverianos, onde ficou dois anos.[3] Participou ainda de grupos de jovens e da Pastoral da Juventude por vários anos.

Concluiu a faculdade em 1990 e começou a lecionar História no Colégio Semiramis. Prestou concurso ao Estado em 1991 para disciplina de História, sendo aprovado, tornando-se professor estatutário, na Área Metropolitana Norte. Em 1992 começou a lecionar na Vila Amélia.

Em 1993 foi eleito diretor do Colégio Vila Amélia (que depois passaria a se chamar Ottília Homero da Silva) sendo reeleito em 1995.[3]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 1988 candidatou-se a Prefeito de Piraquara pelo PT e em 1992 foi candidato a vereador da cidade. Nos dois preitos não conseguindo êxito.

Em 1996, venceu a disputa para uma cadeira ma câmara dos vereadores de Pinhais, sendo o quarto mais votado no município, somando 670 votos, e ocupou o cargo de vice-presidente da já no primeiro mandato.[3] Ocupou em 2001 e 2002, a presidência da Câmara de Vereadores. Em 2004, disputou novamente a prefeitura, ficando em segundo no pleito. Em 2006, conquistar a primeira suplência na eleição para deputado estadual, assumindo na Assembléia Legislativa por 1 ano e 3 meses.[4]

Em 2008, foi eleito prefeito de Pinhais, obtendo 39.438 votos.[5], sendo o primeiro petista a ser eleito prefeito na cidade. Nas eleições de 2012, foi reeleito com 62.802 votos.[6]

Em 2018, foi eleito para a Câmara dos Deputados do Brasil pelo PRB.[7]

Referências

Precedido por
Mário Bonaldo
Prefeito de Pinhais
20092016
Sucedido por
Marli Paulino
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.