Luiz Calainho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Luiz Calainho
Nome completo Luiz André Buono Calainho
Nascimento
Suíça
Residência Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação empresário
Principais trabalhos L21 Participações
Página oficial
L21 Corp.

Luiz André Buono Calainho (Zurique, Suíça) é empresário e produtor cultural, residente no Rio de Janeiro desde os três anos de idade. Foi vice-presidente da Sony Music Entertainment e, em 2000, criou a L21 Participações, holding que atua nas áreas de arte, mídia e entretenimento, cujos negócios incluem o portal Vírgula, a rádio Mix Rio FM, a rádio SulAmérica Paradiso,[1] a feira de arte ArtRio e a produtora de musicais Aventura Entretenimento[2]. Em 2017, foi agraciado com a Ordem do Mérito Cultural, na classe Comendador[3].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de uma dona de casa e de um piloto de avião, Calainho nasceu na Suíça, onde sua família morava desde que seu pai foi trabalhar na companhia aérea Swissair. Quando tinha 3 anos, seus pais retornaram para o Brasil, indo morar no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro. Criou seu primeiro negócio aos 12 anos, quando ao lado de um amigo da escola montou uma equipe de som para animar as festas dos colégios em que estudava[4].

Formado em Comunicação, trabalhou em agências de publicidade antes de ser contratado pelo departamento de marketing da Brahma, em 1989. Após dois anos na empresa, ingressou na gravadora Sony Music[5]. Lá, chegou até a vice-presidência, participando da revelação de nomes como Daniela Mercury, Planet Hemp, Jota Quest e Zezé di Camargo & Luciano[6]. Em 2000, saiu da gravadora para abrir sua própria empresa, a L21 Participações, uma holding de economia criativa, com a ideia de montar um negócio multiplataforma[7]. Sob o guarda-chuva da L21, estão abrigados atualmente empresas como o portal de internet Vírgula, as rádios SulAmérica Paradiso e Mix Rio FM, o selo musical Musickeria e a feira de arte contemporânea ArtRio[8].

Além de seus negócios como empresário, Calainho é apresentador do podcast "Liderança e Inovação", produzido pela Rádio Jovem Pan[9]. O podcast aborda temas do mundo corporativo e entrevista executivos de destaque em suas respectivas áreas de atuação. Luiz também foi jurado do programa "Ídolos", durante sua exibição na Rede Record, de 2008 a 2010[10]. Em 2013, lançou sua autobiografia "Reinventando a Si Mesmo - Uma Provocação Autobiográfica"[6].

Prêmios e Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • 2013 - "Reinventando a Si Mesmo – Uma Provocação Autobiográfica" - Editora Agir

Referências

  1. Alessandra Saraiva (12 de abril de 2016). «Empresa de Luiz Calainho lança projeto de R$ 6 milhões no Rio». Valor Econômico. Consultado em 8 de julho de 2019 
  2. «A arte das parcerias». IstoÉ Dinheiro. 26 de abril de 2013. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  3. a b Hirabahasi, Gabriel (19 de dezembro de 2017). «Temer entrega medalhas de mérito cultural a artistas no Planalto». Poder360. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  4. Alves, Maria Elisa (9 de junho de 2013). «Ex-namorador de beldades, Luiz Calainho abraça árvores e quer dar conselhos de vida». O Globo. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  5. Felícia, Carla (17 de fevereiro de 2003). «Calainho depois de Angélica». IstoÉ Gente. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  6. a b Brasil, Ubiratan (8 de agosto de 2013). «Empresário Luiz Calainho lança biografia». A Tarde. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  7. «"Patrocínio faz conta fechar", diz Calainho». PropMark. 3 de abril de 2012. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  8. «Minha apresentação: Luiz Calainho, empresário da economia criativa, com negócios em teatro, música, eventos, etc». 29Segundos. 4 de novembro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  9. «LIDERANÇA E INOVAÇÃO PODCAST». Jovem Pan. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  10. «Luiz Calainho deixa posto de jurado do 'Ídolos'». Terra. 15 de outubro de 2010. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  11. «Os cariocas do ano de 2011». Veja Rio. 27 de novembro de 2012. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  12. «Os 10 profissionais de marketing de 2013». Meio & Mensagem. 18 de dezembro de 2013. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  13. «GOVERNO DO ESTADO HOMENAGEIA PERSONALIDADES POR CONTRIBUIÇÕES À CULTURA DE SÃO PAULO». São Paulo - Governo do Estado. 29 de janeiro de 2020. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]