Luiz Carlos Barreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luiz Carlos Barreto

Luiz Carlos Barreto Borges (Sobral, 20 de maio de 1928) é um fotógrafo e diretor de cinema brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cearense, vive desde 1947 na cidade do Rio de Janeiro, tornou-se um dos maiores produtores cinematográficos do Brasil. Como jornalista profissional, foi repórter e fotógrafo da Revista "O Cruzeiro" nos anos 50 até 1963, tendo sido correspondente dessa revista na Europa, durante os anos de 1953 e 1954.

Na profissão de repórter, cobriu importantes acontecimentos nacionais e internacionais e graduou-se em Letras pela Sorbonne, em Paris.

Barretão, como é conhecido, começou no cinema em 1961, como co-autor do roteiro e co-produtor do filme Assalto ao Trem Pagador, dirigido por Roberto Farias. Essa película obteve um enorme sucesso, tanto no Brasil, como no exterior. A partir de então começou uma série de grande produções cinematográficas, divididas com uma importante atividade política e cultural. Luiz Carlos Barreto é um dos homens chave do chamado Cinema Novo, revolucionou o Cinema latino Americano.

Como diretor de fotografia em cinema é autor das concepções fotográficas de Vidas Secas e Terra em Transe, que revolucionaram o estilo fotográfico dos filmes brasileiros.

Luiz Carlos Barreto, juntamente com sua mulher Lucy Barreto, detêm a marca da produção de mais setenta filmes brasileiros de curta e longa-metragens. Além dos filmes que marcam sua carreira como produtor, é pai de Bruno Barreto e Fábio Barreto - dois diretores dos mais importantes da geração pós-Cinema Novo - e Paula Barreto, formada em Comunicação Social.

É um dos sócios do Grupo Consórcio Brasil, que junto com a Globosat administra o Canal Brasil.

Foi amigo de um dos maiores poetas da geração pós-guera: Mário Faustino.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Na comemoração dos 30 anos de existência da sua produtora, a L.C Barreto Ltda., várias homenagens foram prestadas na América Latina, Europa, Estados Unidos e Ásia. Na cidade de Xangai, foi realizada uma retrospectiva dos filmes da L.C. Barreto, que também foram mostrados anteriormente em San Francisco na Califórnia, Huelva na Espanha, Sorrento na Itália e Montevideo no Uruguai.

Filmes de sua produtora[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luiz Carlos Barreto

Ligações externas[editar | editar código-fonte]