Luiz Castro (político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luiz Castro Andrade Neto
Luiz Castro Andrade Neto
Secretário de Educação do  Amazonas
Período 1º de janeiro de 2019
até a atualidade
Prefeito de Envira
Período 1º - 1º de janeiro de 1983
31 de dezembro de 1988
2º - 1º de janeiro de 1993
31 de dezembro de 1996
Deputado Estadual do  Amazonas
Período 1º de fevereiro de 1999
até 31 de dezembro de 2018
(5 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 14 de outubro de 1958 (60 anos)
São Paulo
Partido REDE
Profissão Professor, Agricultor Advogado
Website http://luizcastro.org/

Luiz Castro de Andrade Neto (São Paulo, 14 de outubro de 1958) é um político brasileiro[1] filiado ao partido Rede Sustentabilidade.

Luiz Castro foi prefeito de Envira, no alto Juruá, aos 23 anos, cargo que exerceu por dois mandatos. É advogado formado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Ocupou vários cargos públicos, entre os quais o de deputado estadual no Amazonas por quatro mandatos. Sua atuação se dá em várias áreas:

  • Proteção dos direitos da criança e do adolescente
  • Defesa da moralização da gestão pública e combate á corrupção
  • Defesa do meio ambiente
  • Apoio às organizações de catadores de material reciclável
  • Atua junto ao Movimento Nacional dos Direitos Humanos
  • Apoio à luta pelos direitos da pessoa com DST/AIDS
  • Apoio às reivindicações das pessoas com deficiência
  • Participa do movimento pela melhoria da Saúde Mental
  • Apoio à luta dos pacientes renais crônicos
  • Defesa da causa animal

Na Assembleia Legislativa do Amazonas, foi presidente de diversas comissões, entre as quais:

  • Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – Caama[2]
  • Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes – Frenpac[3]
  • Comissão Especial de Políticas Públicas de Acessibilidade – Cepa[4]
  • Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com IST/HIV/AIDS e Tuberculose – Frendhat[5]
  • Frente de Apoio ao Cooperativismo no Estado do Amazonas – Frencoop

Histórico[editar | editar código-fonte]

Luiz Castro de Andrade Neto nasceu na cidade de São Paulo (SP). Mudou-se para o Amazonas em 1977, aos 19 anos, e foi morar no município de Envira, na calha do rio Juruá. É casado com Ana Leonarda Thomas Castro de Andrade, e pai de quatro filhos. Foi agricultor em Envira, atuou como conselheiro comunitário na Igreja Católica e lecionou na Escola Presidente Castelo Branco. É advogado formado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Luiz Castro foi presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM); Foi presidente do Instituto de Cooperação Técnica Intermunicipal (ICOTI); Assumiu a Secretaria Estadual de Produção, Agropecuária, Pesca e Desenvolvimento Rural Integrado (Sepror) no período de 2003/2004.

Prefeito de Envira em dois mandatos  [editar | editar código-fonte]

1º Mandato  1982/1988        

Aos 23 anos, foi eleito prefeito de Envira (à época, o mais jovem do AM). Priorizou a saúde  com a construção de um hospital  e a formação de uma equipe de médicos, enfermeiros e fisioterapeuta. Estendeu o atendimento às famílias das comunidades rurais e implementou o programa de Tratamento de Fora de Domicílio – TFD, para os casos de urgência, em Manaus e em Rio Branco (AC).

Estruturou a educação em Envira com a construção de escolas, inclusive nas comunidades rurais. Criou cursos de qualificação profissional e  implantou o ensino médio no município. Melhorou o salário dos professores e criou a primeira creche da região.

No setor primário, criou a primeira Agrovila da região, proporcionando renda para as famílias de agricultores. Organizou o trabalho nas primeiras lavouras de café.  

2º Mandato  1993/1996

Dando segmento à gestão municipal, Luiz Castro consolidou a agricultura familiar de Envira, com a criação da Fundação de Desenvolvimento Sustentável, conciliando o fomento da agricultura com a proteção do meio ambiente. O programa de agricultura familiar garantiu a construção de armazéns e o escoamento da produção. Envira produziu milho, arroz, café e feijão e expandiu a avicultura com a construção de uma granja. O município se tornou autosuficiente na produção de alimentos, propiciando a regionalização da merenda escolar, e passou a exportar grãos para Manaus, Eirunepé e para os municípios acreanos de Feijó e Tarauacá. Esse foi o mais exitoso programa agrícola do interior do Estado.

Na área de saúde, Luiz Castro ampliou o quadro de profissionais e criou uma farmácia  para fornecimento gratuito de remédios à população.

Na área de educação, implantou o Projeto Florescer, que promoveu atividades de complementação e reforço escolar, além da prática de esporte e lazer. Os estudantes recebiam assistência médica e nutricional, e as famílias passaram a acompanhar o desempenho dos filhos, o que ajudou a reduzir a evasão escolar. À época, uma equipe do Governo FHC, esteve em Envira conhecendo o projeto e constatou a eficácia das ações, que foram levadas como modelo para o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).  

Deputado Estadual[editar | editar código-fonte]

1º Mandato 1999/ 2002

Luiz Castro representou as populações dos distantes municípios da calha do Juruá e de outras regiões. Apresentou projeto que proibiu o repasse de recursos públicos aos municípios em atraso com o pagamento do funcionalismo. Autor da lei que estabeleceu a realização de concurso público para policiais militares e outras categorias, no interior do Estado. Apresentou emenda garantindo o funcionamento das agências bancárias do extinto BEA, no interior.  

2º Mandato 2003/2006

Aprovou projeto de lei que institui a política estadual de apoio ao  cooperativismo. Priorizou a causa dos portadores de doenças renais crônicas e hepáticas. Apresentou inúmeros projetos de apoio aos direitos  da infância e adolescência e dos idosos.

Secretário de Produção[editar | editar código-fonte]

Nos dois anos em que assumiu a SEPROR, Luiz Castro reorganizou o setor primário no Amazonas com a criação da AGROAMAZON e CODESAV, com a dinamização do IDAM, a criação do PRÓ-CALCÁRIO e do Programa de Revitalização da Juta e Malva. Toda essa estrutura administrativa perdura até hoje, e permanece na lembrança dos servidores da SEPROR. Luiz Castro também apoiou a agricultura sustentável e a citricultura e criou o Programa de Regionalização de Merenda Escolar – PREME.

Ao retomar o mandato, na Assembleia Legislativa, o deputado Luiz Castro assume postura independente, por não concordar com os rumos tomados pela gestão estadual.

3º Mandato  2007/2010

Lutou intransigentemente contra a perda de terras do Amazonas para o Estado do Acre, que acabou por reduzir pela metade o território do município de Envira. Apresentou Projeto de Emenda à Constituição Estadual abolindo definitivamente o voto secreto nas votações do Legislativo Estadual. Destacou-se na defesa do desenvolvimento sustentável e da proteção do meio ambiente, como presidente da Comissão do Meio Ambiente. Defendeu junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) a regularização fundiária do município de Apuí.  

4º Mandato 2011/2014

Líder da oposição na Assembleia Legislativa, Luiz Castro dá continuidade ao trabalho como presidente da Comissão do Meio Ambiente. Também preside a Frente Parlamentar do Cooperativismo. É membro da Comissão de Saúde, da CCJ e da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso.  Luiz Castro é autor do pedido de instalação da CPI da Pedofilia e atua como membro da comissão. Como interlocutor das causas coletivas e dos direitos de cidadania, apoia as reivindicações do movimento social no Estado do Amazonas. Luiz Castro intermedia junto à Prefeitura de Manaus, as reivindicações do Movimento de Catadores de Resíduos Sólidos, garantindo os galpões para a atividade de reciclagem, que possibilita  renda para as famílias que atuam nesse setor. 

5º Mandato 2015/2018

No atual mandato parlamentar, Luiz Castro mantém a linha política oposicionista e independente, cobrando transparência na gestão pública, e fortalecendo a articulação com o movimento social, com atuante participação na luta em defesa dos direitos da infância e da juventude, o que lhe conferiu o Premio Neide Castanha, o maior reconhecimento do País à luta em defesa dos direitos da criança e do adolescente. Luiz Castro prossegue na luta por melhorias na educação, em defesa do meio ambiente e em favor de um sistema de saúde integral acessível a toda população.

Luiz Castro é presidente da Comissão do Meio Ambiente (Caama), da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo no Amazonas (Frencoop) e da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes (Frenpac), da Comissão Especial de Políticas Públicas de Acessibilidade (Cepa) e é autor da Lei que criou a Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com DST/HIV/AIDS e Tuberculose. 

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

2. http://luizcastro.org/biografia/

3. http://luizcastro.org

4. http://www.ale.am.gov.br/deputados/luiz-castro/

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.