Luiz Felipe d'Avila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Luiz Felipe D'Avila
Nascimento 24 de agosto de 1963 (58 anos)
São Paulo (São Paulo)
Residência Brasil
Nacionalidade  Brasil
Alma mater Harvard Kennedy School
Instituições Centro de Liderança Pública (CLP)
Campo(s) Ciência Política

Luiz Felipe d’Avila (São Paulo, 24 de agosto de 1963) é publisher, cientista político, filantropo e fundador do Centro de Liderança Pública (CLP).

Em 2008, fundou do Centro de Liderança Pública (CLP), uma organização sem fins lucrativos dedicada a engajar a sociedade e desenvolver líderes públicos para enfrentar os problemas mais urgentes do Brasil. O CLP valoriza a política, formando líderes públicos, criando o Ranking de Competitividade dos Estados e o Ranking Municipal e mobilizando a sociedade, o Parlamento e os governantes em torno das reformas.

É fundador e publisher do VirtùNews, plataforma digital de jornalismo de dados, voltado para análises aprofundadas sobre política e economia. É também editorialista do jornal O Estado de S. Paulo. Em 1996, fundou a Editora D’Avila, responsável pela publicação das revistas REPÚBLICA, com foco em política, e Bravo!, especializada em arte e cultura, depois vendida para a Editora Abril, onde Luiz Felipe tornou-se diretor-superintendente no período entre 2002 e 2006.

Luiz Felipe d’Avila é cientista político formado Universidade Americana em Paris, França e com mestrado em Administração Pública pela Harvard Kennedy School.

É autor de vários livros de história e de política[1]. Entre as obras, destacam-se “O Crepúsculo de uma Era”, “Dona Veridiana: A trajetória de uma dinastia paulista”, “Os Virtuosos”, “Caráter e Liderança: Nove Estadistas que Construíram a Democracia Brasileira”, “Cosimo de Medici - Memórias de um Líder Renascentista” e os “10 Mandamentos: Do País que Somos para o Brasil que Queremos”.

Em 29 de outubro de 2021, d'Avila foi anunciado como pré-candidato à presidência pelo Partido Novo.[2]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Brasil, Uma Democracia em Perigo. Ed. Hamburg, 1990.
  • As Constituições Brasileiras Ed. Brasiliense,1993. ISBN: 8511140921
  • O Crepúsculo de uma Era Ed. Maakron Books,1995. ISBN: 8534604991
  • Dona Veridiana Ed. A Girafa, 2004. ISBN: 8589876217
  • Os Virtuosos Ed. A Girafa, 2006. ISBN: 8589876918
  • Cosimo de Medici Ed. Ediouro, 2008. ISBN: 9788500018152
  • Caráter e liderança: nove estadistas que construíram a democracia Brasil. Ed. Mameluco, 2013. ISBN: 978-85-60432-10-3
  • Remando contra a maré: os construtores da democracia brasileira. Ed. Moderna, 2015. ISBN: 978-85-16-09654-0
  • 10 Mandamentos: do país que somos para o Brasil que queremos. Ed. Topbooks, 2017. ISBN: 978-85-7475-265-5

Centro de Liderança Pública[editar | editar código-fonte]

Fundado em 2008 por Luiz Felipe d’Avila, o Centro de Liderança Pública (CLP) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP).  Apartidário e sem fins lucrativos, o CLP tem como objetivo desenvolver líderes públicos comprometidos em promover mudanças transformadoras[3], por meio da eficácia da gestão e da melhoria das qualidades das políticas públicas, de forma ética e responsávell[4]..

Na busca de mudanças transformadoras, o CLP estimula a comparação de gestões públicas, por meio da mensuração de empenho e resultado, e incentiva o engajamento da sociedade civil no debate em torno de temas políticos relevantes.

O CLP desenvolve também cursos[5], papers, estudos de caso[6], seminários e programas de treinamento para a melhoria da qualidade da liderança pública[7], que geram políticas mais eficazes e o fortalecimento das instituições[8].

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Luiz Felipe d’Avila, filho do engenheiro calculista Aluízio d’Avila e de Maria Christina Pacheco Chaves, é de uma família com tradição na política nacional. É neto do deputado federal João Pacheco Chaves (MDB-SP), já falecido, que presidiu o extinto IBC (Instituto Brasileiro do Café) e foi secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.[9] Tem dois irmãos: Frederico e Luís Henrique.[10] É casado com Ana Maria Diniz, com quem tem dois filhos, Andrea e João Luís.

Referências

  1. Rinaldo Gama. «A elite ilustrada». Veja SP. Consultado em 13 de junho de 2014 
  2. «Novo anuncia pré-candidatura de Felipe d'Avila à Presidência». ISTOÉ DINHEIRO. 29 de outubro de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  3. Giuliano Guandalini. «Procura-se um Estadista» (PDF). Revista Veja. Consultado em 13 de Junho de 2014 
  4. Raquel Salgado. «Aulas para prefeitos». Revista Veja. Consultado em 13 de Junho de 2014. Arquivado do original em 31 de julho de 2013 
  5. Susana Salvador. «Ceticismo em relação a Temer é positivo para criar agenda realista». Diário de Notícias. Consultado em 1 de maio de 2016 
  6. Otávio Cabral. «Em ranking, os estados que vão decolar em 2012». Revista Veja. Consultado em 16 de Junho de 2014 
  7. Guilherme Manechini. «Brasil terá incubadora de empresas nos Estados Unidos». Exame. Consultado em 16 de Junho de 2014 
  8. Otávio Cabral. «Ranking dos estados aponta o destino dos investimentos». Revista Veja. Consultado em 16 de junho de 2014 
  9. «Pacheco Chaves morre aos 79». Folha de São Paulo. 7 de fevereiro de 1995. Consultado em 11 de outubro de 2021 
  10. «Climão em família: projetos de deputado do PSL desagradam seu irmão». Veja São Paulo. 20 de dezembro de 2019. Consultado em 11 de outubro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.