Lunar Atmosphere and Dust Environment Explorer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lunar Atmosphere and Dust Environment Explorer
LADEE w flare.jpg
Concepção artística da sonda na órbita da Lua.
Descrição
Duração da missão 223 dias
Propriedades
Massa 383.0 kg
Missão
Destino Lua
Fim da missão 18 de abril de 2014


A Lunar Atmosphere and Dust Environment Explorer (LADEE) foi uma missão espacial não tripulada da NASA, com o objetivo de estudar a Lua. O LADEE foi uma missão estratégica, que abordou três grandes objetivos da ciência: Determinar a densidade global, composição e variação temporal da exosfera lunar antes de ser perturbada por uma maior atividade humana; determinar se os avistamentos de astronautas das missões Apollo de emissão difusa em dezenas de quilômetros acima da superfície foram brilho de sódio ou pó e documentar o ambiente pêndulo pó (tamanho frequência) para ajudar a orientar projeto de engenharia para o posto e também futuras missões robóticas.[1]

Missão[editar | editar código-fonte]

A missão LADEE foi anunciada durante a apresentação do orçamento anual da NASA para o ano de 2009 em fevereiro de 2008. Ela foi inicialmente planejada para ser lançada juntamente com a missão GRAIL, do Programa Discovery.

O Centro de Pesquisas Ames em Mountain View, Califórnia, foi designado como responsável pelas funções diárias do LADEE, enquanto que o Centro de Voos Espaciais Goddard em Greenbelt, Maryland, ficou responsável pelo conjunto de sensores e as cargas de demonstração de tecnologia, além de gerenciar as operações de lançamento. A missão LADEE custou aproximadamente 280 milhões de dólares, o que incluiu o desenvolvimento de veículos de lançamento e instrumentos científicos, serviços de lançamento, operações de missão, processamento de ciência e suporte a retransmissão de dados.[2]

A sonda LADEE foi lançada em 7 de setembro de 2013 do Mid-Atlantic Regional Spaceport, Virginia, Estados Unidos, através de um foguete Minotaur V. Foi a primeira sonda espacial dos EUA a ser lançada de uma base além do Centro de Lançamento de Cabo Canaveral.

Trânsito lunar[editar | editar código-fonte]

Imagem da Lua feita pela LADEE.

O LADEE adotou uma abordagem incomum no trânsito da Lua. Lançada em uma órbita altamente elíptica, a espaçonave fez três voltas cada vez maiores ao redor da Terra antes de chegar perto o suficiente para entrar na órbita lunar. O trânsito requeria aproximadamente um mês. Isto foi feito em grande medida pelo fato de o foguete Minotaur V não possuir um delta-v suficiente para enviar a sonda de 383 kg diretamente à Lua.

A espaçonave LADEE fez três órbitas na Terra antes de realizar a inserção orbital lunar, que ocorreu no perigeu da terceira órbita usando uma queima de três minutos. A órbita alvo da terceira órbita terrestre tinha um perigeu de 200 km, um apogeu de 278.000 km e uma inclinação orbital de 37,65 graus.

Fase científica e fim da missão[editar | editar código-fonte]

Para as operações científicas, o LADEE foi manobrado em órbita com um periastro de 20 km e um apoastro de 60 km. A fase científica da missão principal do LADEE foi planejada inicialmente como 100 dias e, posteriormente, foi prorrogada por mais 28 dias.

Em 18 de abril de 2014, a sonda chocou-se com a superfície do lado oculto da Lua, após sucessivas manobras de diminuição orbital.[3]

Instrumentos científicos[editar | editar código-fonte]

O LADEE levou quatro instrumentos científicos, sendo um deles de demonstração de tecnologia.

  • Espectrômetro de Massa Neutra (NMS), para medições in situ de átomos e moléculas exosféricas via espectroscopia de massa.
  • Espectrômetro UV-Vis (UVS), para medir a poeira e a exosfera lunar por espectroscopia ultravioleta-visível.
  • Experimento de Poeira Lunar (LDEX), para medir diretamente a poeira usando um detector de ionização por impacto. Isso funciona medindo a ionização de partículas que atingem o detector.
  • Lunar Laser Communication Demonstration (LLCD), foi uma carga de demonstração de tecnologia que usou um laser para transmitir e receber dados como pulsos de luz, da mesma maneira que os dados são transferidos em um cabo de fibra ótica.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://nssdc.gsfc.nasa.gov/nmc/spacecraftDisplay.do?id=LADEE
  2. NASA (Agosto de 2013). «Press Kit: Lunar Atmosphere and Dust Environment Explorer (LADEE) Launch"» (PDF) (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2019 
  3. Dunn, Marcia. «NASA's Moon-Orbiting Robot Crashes Down as Planned». ABC News (em inglês). Consultado em 14 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.