Luoyang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luoyang
Grutas de Longmen, Templo do Cavalo Branco, Paeonia suffruticosa, Templo Guanlin, Templo Shaolin, visão noturna de Luoyang
Grutas de Longmen, Templo do Cavalo Branco, Paeonia suffruticosa, Templo Guanlin, Templo Shaolin, visão noturna de Luoyang
Localização de Luoyang (em vermelho) na província de Henan (em amarelo), na República Popular da China
Localização de Luoyang (em vermelho) na província de Henan (em amarelo), na República Popular da China
Coordenadas 34° 39' N 112° 26' E
País China República Popular da China
Prefeito Li Liushen
Área  
  Total 15 229,15 quilômetros quadrados km²
População  
  Cidade 6 549 941
    Densidade   430/km²
Fuso horário +8 (UTC)
Website: www.ly.gov.cn/
Localização de Luoyang (em vermelho) na província de Henan (em branco)

Luoyang ou Loyang (洛阳) é uma cidade da província de Henan, na República Popular da China. Localiza-se nas margens do Rio Luo, no noroeste da província. Tem cerca de 1 489 000 habitantes. Desde 770 A.C., foi a capital da China durante vários períodos, o último dos quais em 1932. Designou-se Henanfu entre 1644 e 1912.

História[editar | editar código-fonte]

A região de Luoyang já era considerada sagrada desde o final do período Neolítico. Esta região de confluência entre os rios Luo e Yi era, então, considerada o centro geográfico da China. Devido a esta sacralidade, várias cidades, todas com o nome de "Luoyang", foram erguidas na região. Em 2070 a.C., o rei Tai Kang, da dinastia Xia, transferiu a capital xia para a interseção dos rios Luo e Yi e a nomeou Zhenxun (斟鄩). Em 1600 a.C., Tang de Shang derrotou Jie de Xia, o último rei da dinastia Xia, e construiu Bo Ocidental (西亳), a nova capital no rio Luo. Em 1136 a.C., uma cidade chamada Chengzhou (成周) foi construída pelo duque de Zhou para abrigar os remanescentes da dinastia Shang. O duque também transferiu os Nove Caldeirões da antiga capital da dinastia Zhou, Haojing, para Chengzhou. Uma segunda capital zhou ocidental, Wangcheng (ou Luoyi) foi construída quinze quilômetros a oeste de Chengzhou. Wangcheng se tornou a capital da dinastia Zhou Ocidental em 771 a.C.

Em 510 a.C., a capital dessa dinastia passou a ser Chengzhou. Posteriormente, Luoyang, a capital da dinastia Han Oriental, seria construída sobre Chengzhou. A atual Luoyang se encontra sobre as ruínas de Wangcheng, as quais podem ser vistas hoje no parque Wangcheng. Em 27 de novembro de 25, Luoyang foi declarada a capital da dinastia Han Oriental pelo imperador Guang Wudi. Por vários séculos, Luoyang foi o ponto focal da China. Em 68, o templo do Cavalo Branco, o primeiro templo budista da China, foi fundado em Luoyang. O templo ainda existe, embora sua arquitetura atual date principalmente do século XVI. An Shigao foi um dos primeiros monges a popularizar o budismo em Luoyang. Em 166, a primeira missão romana enviada pelo "rei de Da Kin (império Romano), Andun (Marco Aurélio) (r. 161-180)," chegou a Luoyang vinda da prefeitura de Rinan (atual Vietnã central), onde chegara por via marítima. No fim do século II, a China caíra na anarquia:

Em 190, o chanceler Dong Zhuo ordenou o saque da cidade após ela ter se retirado da coalizão de cidades chinesas que havia se formado para combatê-lo. Na sequência, a capital foi transferida para a mais defensável cidade ocidental de Chang'an. Após um período de desordem, Luoyang voltou a ocupar uma posição de destaque quando o imperador Cao Pi da dinastia Wei a declarou sua capital em 220. A dinastia Jin, que sucedeu a dinastia Wei, também reinou a partir de Luoyang. Quando a dinastia Jin foi derrotada pelos Xiongnus em 311, ela foi forçada a transferir sua capital para Jiankang (atual Nanquim). Os xiongnus saquearam e quase destruíram Luoyang. O mesmo ocorreu a Chang'an em 316.

Em 493, a dinastia Wei do Norte transferiu sua capital de Datong para Luoyang e começou a construção das grutas de Longmen. Mais de 30 000 estátuas budistas da época desta dinastia foram encontradas nas grutas. Muitas esculturas possuíam face dupla. O templo Yongning, que possuía um pagode de nove andares, também foi construído em Luoyang nessa época. Quando o imperador Sui Yangdi assumiu em 604, ele fundou uma nova Luoyang no lugar da cidade antiga baseando-se no modelo urbanístico que o seu pai Yang Jian havia aplicado na reconstruída Chang'an. Durante a dinastia Tang, Luoyang se chamou Dongdu (东都), "Capital Oriental", e, no seu auge, abrigou uma população de aproximadamente 1 000 000 de pessoas, inferior apenas a Chang'an, que, na época, era a cidade mais populosa do mundo.

Durante o Período das Cinco Dinastias e dos Dez Reinos, Luoyang foi a capital dos Liang Posteriores (apenas por um curto período até a capital ser transferida para Kaifeng) e dos Tang Posteriores. Durante a dinastia Song do Norte, Luoyang foi a "capital ocidental" e o local de nascimento de Zhao Kuangyin, o fundador da dinastia Song. Foi um proeminente centro cultural no período, lar de importantes filósofos.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Chinês Área
(km²)
População
Distritos
Distrito de Chanhe 瀍河区 29 170 000
Distrito de Jianxi 涧西区 89 450 000
Distrito de Jili 吉利区 80 70 000
Distrito de Laocheng 老城区 57 130 000
Distrito de Luolong 洛龙区 243 330 000
Distrito de Xigong 西工区 56 340 000
Cidade
Cidade de Yanshi 偃师市 948 830 000
Condados
Condado de Luanchuan 栾川县 2 478 320 000
Condado de Luoning 洛宁县 2 350 450 000
Condado de Mengjin 孟津县 759 440 000
Condado de Ruyang 汝阳县 1 325 430 000
Condado de Song 嵩县 3 009 520 000
Condado de Xin'an 新安县 1 160 490 000
Condado de Yichuan 伊川县 1 243 750 000
Condado de Yiyang 宜阳县 1 666 670 000

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Luoyang
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.