Lupus vulgaris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lupus vulgaris
Caso avançado com de tuberculose luposa, com ulcerações.
Classificação e recursos externos
CID-10 A18.4 (ILDS A18.420)
CID-9 017.0
eMedicine derm/434
MeSH D008177
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Lupus vulgaris ou Tuberculose luposa é a forma mais comum de tuberculose cutânea e afeta normalmente pessoas que tiveram contato prévio com o Mycobacterium tuberculosis.[1] Constitui-se de lesões dolorosas na pele com aparência nodular, mais frequentemente na face em torno do nariz, pálpebra, lábios, bochechas e ouvidos.[2]:335 As lesões podem resultar em úlceras cutâneas desfigurantes quando não tratadas.

No século XIX, a natureza crônica e progressiva desta doença foi particularmente marcante: ela permanecia ativa por décadas e se mostrava resistente a todo tratamento até a descoberta por Niels Ryberg Finsen de um tratamento a base de "radiação luminosa concentrada", que lhe rendeu um prêmio Nobel. O tratamento hoje é conhecido como fotobiomodulação.

Referências

  1. F. Sule Afsar; Ilhan Afsar; Gulden Diniz; Suna Asilsoy; Yelda Sorguc (2008). «Lupus vulgaris in a pediatric patient: a clinicohistopathological diagnosis». Brazilian Journal of Infectious Diseases. ISSN 1413-8670 
  2. James, William D.; Berger, Timothy G.; et al. (2006). Andrews' Diseases of the Skin: clinical Dermatology. [S.l.]: Saunders Elsevier. ISBN 0-7216-2921-0