Imigração portuguesa nos Estados Unidos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luso-americanos)
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Luso-americano Estados Unidos
US Rep. Jim Costa (D-CA).jpgJamesFrancoFeb09.jpg
Mary Astor in Meet Me in St Louis trailer cropped.jpgRamana Sitting.jpgKaty Perry em Michigan.JPGMeredithv.jpg Jonny Gomes on April 3, 2014.jpg
Jim CostaJames Franco
Mary AstorRamana VieiraKaty PerryMeredith Vieira • Jonny Gomes
População total

1 419 428
0,5% da população estado-unidense[1]

Regiões com população significativa
Califórnia 330 974
Massachusetts 279 722
Rhode Island 99 445
Nova Jérsei 78 196
Florida 48 974
Havai 48 527
Línguas
inglês · português
Religiões
Catolicismo (maioritária).
Grupos étnicos relacionados
Portugueses, Estado-unidenses

Luso-americano ou português americano é um americano que possui ascendência portuguesa ou um português que reside nos Estados Unidos.

Os portugueses e os seus descendentes formam um grupo étnico razoavelmente expressivo nos Estados Unidos, somando 1,3 milhão de pessoas (0,5℅ da população).[2]

História[editar | editar código-fonte]

A presença portuguesa nos Estados Unidos remonta ao início do século XVI, quando o navegador Miguel Corte Real aí chegou pela primeira vez[3] e João Rodrigues Cabrilho explorou a costa da Califórnia.

No século XVIII um grupo importante de descendentes de judeus portugueses, perseguidos pela inquisição de Portugal e depois do Brasil, fixaram-se onde é hoje Nova Iorque, na altura chamada Nova Amesterdão, fundando nesta cidade a primeira comunidade judaica da América do Norte. Porém só se pode falar de uma efetiva emigração portuguesa para os Estados Unidos a partir de meados do século XIX. Embora o Brasil tenha recebido a grande maioria dos emigrados portugueses, a América do Norte tornou-se, também, um destino importante de emigração portuguesa.

A expressiva emigração[editar | editar código-fonte]

Mapa de ancestralidade ou ascendência étnica autorreportada na Nova Inglaterra, com a diáspora portuguesa a cinzento.

Entre 1820 e 1970, emigraram para os Estados Unidos 446 mil portugueses,[4] a maior parte deles oriunda dos Açores e da Madeira. Entre as ocupações mais frequentes, estavam a pescaria, o trabalho com algodão e na indústria têxtil.

Hoje em dia, a população luso-americana já ultrapassa um milhão de pessoas, sendo a maior concentração na Califórnia, com 330 974 habitantes de origem portuguesa (1% da população do estado), seguida por Massachusetts, com 279 722 (4,4%), seguido de Rhode Island, 91 445 (8,7%), e Nova Jérsia, 72 196 (0,9%). Há luso-descendentes em todos os estados norte-americanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]