Luther (2003)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde dezembro de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde agosto de 2017.

Luther
Lutero[1] (BR)
 Estados Unidos
 Alemanha

2003 •  cor •  124 min 
Direção Eric Til
Roteiro Camille Thomasson
Bart Gavigan
Elenco Joseph Fiennes

Alfred Molina
Jonathan Firth
Claire Cox
Peter Ustinov
Bruno Ganz
Uwe Ochsenknecht
Mathieu Carrière
Benjamin Sadler

Género drama biográfico
Música Richard Harvey
Distribuição MGM
Página no IMDb (em inglês)

Luther (br Lutero) é um filme teuto-estadunidense de 2003, dirigido por Eric Till, baseado na vida do reformista alemão Martinho Lutero desde que ele tornou-se monge cristão até a Confissão de Augsburgo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Biografia de Martin Luther, o padre do século 16, que liderou a Reforma cristã e abriu novas possibilidades na exploração da fé. O filme começa com o seu voto para se tornar um monge, e continua através de suas lutas para conciliar seu desejo de santificação com sua aversão crescente da corrupção e hipocrisia que permeia a hierarquia da Igreja. Ele é finalmente acusado de heresia e deve enfrentar os cardeais governantes e príncipes, instando-os a fazer as Escrituras disponíveis para o crente comum e liderar a Igreja em direção a fé através da justiça e da retidão

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após quase ser atingido por um raio, Martinho Lutero acredita ter recebido um chamado. Ele se junta ao monastério, mas logo fica atormentado com as práticas adotadas pela Igreja Católica na época. Após pregar na porta da Igreja do Castelo em Wittenberg suas 95 teses, Lutero passa a ser perseguido. Pressionado para que se redima publicamente, Lutero se recusa a negar suas teses e desafia a Igreja Católica a provar que elas estejam erradas e contradigam o que prega a Bíblia. Excomungado, Lutero foge e inicia sua batalha para mostrar que seus ideais estão corretos e que eles permitem o acesso de todas as pessoas a Deus.

Orçamento[editar | editar código-fonte]

Com orçamento de 21 milhões de euros, o filme foi rodado na Alemanha, Itália e República Checa. Só na Alemanha, o longa levou mais de 3 milhões de espectadores aos cinemas.

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Lutero (em português) no AdoroCinema (Brasil)
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.