Luz monocromática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde Janeiro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Chama-se de luz monocromática às radiações eletromagnéticas na faixa de luz visível compostas por um único comprimento de onda.

A luz monocromática é utilizada em várias áreas da física como na observação solar ela evidencia as estruturas existentes em sua atmosfera, ou cromosfera por meio de uma filtragem da luz recebida.

A filtragem é feita de tal maneira a apenas deixar uma pequena fração do espectro eletromagnético atingir o detector, normalmente um C.C.D. , filme ou o próprio olho. A pequena fração do espectro que é transmitida deverá corresponder a emissão característica de um elemento químico presente na fonte emissora.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.