Márcio Almeida de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcinho
Marcinho
Marcinho em 2018.
Informações pessoais
Nome completo Márcio Almeida de Oliveira
Data de nasc. 16 de maio de 1996 (24 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,78 m
destro
Apelido Marcinho
Informações profissionais
Período em atividade 2016–presente (4 anos)
Clube atual Sem clube
Posição lateral-direito
Clubes de juventude
2010–2012
2012–2016
Flamengo
Botafogo
Clubes profissionais
Anos Clubes
2016–2020 Botafogo
Seleção nacional
2019 Brasil

Márcio Almeida de Oliveira, mais conhecido como Marcinho, (Rio de Janeiro, 16 de maio de 1996), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente está sem clube.

Marcinho é sobrinho dos treinadores de futebol Waldemar[1] e Oswaldo de Oliveira[2].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicio[editar | editar código-fonte]

Marcinho começou sua carreira de futebolista nas bases do Flamengo, mas foi contratado pelo rival do time, o Botafogo. Marcinho atuava como meio-campista na base, mas começou a jogar na lateral-direita, quando subiu pros profissionais.[3]

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Em 2016, ele foi promovido para a equipe profissional.[4] No dia 2 de fevereiro de 2016, ele fez sua estreia em uma vitória por 2 a 1 contra o Portuguesa-RJ.[5]

Marcinho não pôde jogar durante a maior parte da temporada de 2017 devido a uma lesão. No início da temporada de 2018, ele se tornou o titular do time após a nomeação de Alberto Valentim. Conquistou o Campeonato Carioca de 2018 e marcou durante a disputa de pênaltis na final contra o Vasco da Gama. Em 10 de abril de 2018, o contrato foi prorrogado até o final de 2020.[6][7] No final de dezembro 2020 não renovou com Botafogo e saiu de graça.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Base
Botafogo

Atropelamento de casal[editar | editar código-fonte]

Em 30 de dezembro de 2020, Marcinho virou suspeito de um atropelamento de casal que resultou em duas mortes, na Avenida Sernambetiba.

Os professores Maria Cristina José Soares e Alexandre Silva de Lima atravessavam a Avenida Sernambetiba, na altura do número 17.170, quando foram atingidos por um carro, modelo Mini Cooper. O motorista fugiu sem prestar socorro. Alexandre morreu na hora e a mulher foi operada e foi internada no hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, vindo a falecer no dia 5 de Janeiro de 2021.[9]

Segundo as investigações, o carro foi abandonado cerca de 600 metros do local do acidente. A polícia não encontrou testemunhas que pudessem ajudar a entender melhor como ocorreu o choque. A Polícia Civil soube que o carro está no nome da empresa do pai de Marcinho.[10]

Referências

  1. «Tios famosos, Sinatra no rádio... A vida de Marcinho, um boleiro fora da curva | botafogo | ge». globoesporte.globo.com. Consultado em 27 de novembro de 2020 
  2. «Tio de Marcinho, Oswaldo de Oliveira gostaria que lateral-direito "ficasse no Botafogo"». ge. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  3. «Sem Alemão, Marcinho deve ser titular na lateral direita do Botafogo». UOL. 25 de novembro de 2016. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  4. «Promessa tem contrato renovado até 2018, com aumento de salário e de multa». FogãoNET. 1 de março de 2016. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  5. «Botafogo x Portuguesa-RJ - Campeonato Carioca 2016». globoesporte.com. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  6. «Depois de Gatito, Botafogo renova com Marcinho». 10 de abril de 2018. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  7. «Marcinho renova contrato e vibra: "Feliz pelo Botafogo estar apostando em mim"». globoesporte.com. 10 de abril de 2018. Consultado em 16 de dezembro de 2018 
  8. Dia, O. «Marcinho não responde contato do Botafogo e deve deixar o clube a partir de janeiro | Botafogo | O Dia». odia.ig.com.br. Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  9. «Morre mulher atropelada pelo jogador Marcinho, ex-Botafogo; marido também perdeu a vida no acidente». O Globo. 5 de janeiro de 2021. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  10. «Jogador Marcinho, suspeito de atropelamento com morte no Recreio, diz que está dando suporte aos envolvidos». G1. Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]