Mário Baratta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mário Baratta
Nome nativo Mário Carneiro Baratta
Nascimento 1915
Rio de Janeiro
Morte 1983 (68 anos)
Fortaleza
Cidadania Brasil
Ocupação pintor, artista

Mário Carneiro Baratta (Rio de Janeiro, 1915 - Fortaleza, 1983), foi um artista e pintor brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e transferiu-se para Fortaleza (CE), em 1932, onde estabeleceu amizade com a classe artística e com a intelectualidade local. Participou juntamente com Clidenor Capibaribe, o Barrica (1913), da fundação do Centro Cultural de Belas Artes (CCBA), em 1941, a primeira instituição dedicada às artes plásticas do Estado do Ceará, na qual foi o maior agente catalisador e ideólogo, sendo também o primeiro diretor da instituição.[2][3]

Participou também da fundação da Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP), em 1944, na qual chegou a presidir.[4][5]

Participou do I, II e III Salões Cearenses de Pintura, realizados pelo CCBA, em 1941, 1942 e 1944. Também participou da Exposição “Pinturas de Guerra”, primeiro evento criado pela SCAP. Participou ainda dos I, II, X, XIV, XX, XXIII, XXV e XXVIII Salões de Abril realizados em Fortaleza (CE), entre os anos de 1943 e 1978.[6][7][8]

Referências

  1. Cultural, Instituto Itaú. «Mário Baratta | Enciclopédia Itaú Cultural». Enciclopédia Itaú Cultural 
  2. «Mário Baratta». catalogodasartes.com.br 
  3. Rodrigues, Kadma Marques (2002). Barrica: o gesto que entrelaça história e vida. [S.l.]: Annablume. ISBN 9788574192963 
  4. Farias,Airton, de (26 de janeiro de 2016). História do Ceará. [S.l.]: Armazém da cultura. ISBN 9788584920174 
  5. 247, Brasil (12 de maio de 2017). «Prefeitura reinaugura Estoril na Praia de Iracema». jornal 
  6. «Minimuseu Firmeza | Mário Baratta». minimuseufirmeza.org. Consultado em 26 de agosto de 2018. 
  7. Repórter, Roberta Souza -. «Espaço para os jovens artistas - Caderno 3 - Diário do Nordeste». Diário do Nordeste. Consultado em 26 de agosto de 2018. 
  8. «Fortaleza recebe exposição que homenageia os 80 anos da morte de Lampião». Diversão. 28 de julho de 2018