Mário Barreto Corrêa Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde maio de 2013) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mário Barreto Corrêa Lima
Nascimento 7 de setembro de 1935 (82 anos)
Fortaleza, Ceará
Ocupação médico
Especialidade gastroenterologia
Prêmios relevantes Imortal (Academia Nacional de Medicina) / Médico do ano (2x)
Parentesco Dr. Augusto Hyder Bizerril Corrêa Lima

Mário Barreto Corrêa Lima Fortaleza, Ceará - 7 de setembro de 1935) é um médico, professor emérito e gastroenteriologista brasileiro[1]. Foi Interno no Samaritan Hospital em Troy, Albany, USA. Foi Professor Catedrático da Clínica Médica A da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro. Foi diretor da Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro, Escola Médica da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e Coordenador das Relações Internacionais da mesma escola[1]. Foi Presidente 2 X da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro. Foi Presidente da Associação Médica Brasileira e é membro titular da Academia Nacional de Medicina. Casado com a senhora Guiomar Amorim Corrêa Lima em maio de 1961 e pai de Isabella Amorim Corrêa Lima, Administradora de Empresas e Advogada. Tem dois netos, Luiz Eduardo e Anna Carolina, futuros médicos.

É também, irmão da Miss Brasil de 1955 Emília Barreto Corrêa Lima e tio-avô do ator, diretor e roteirista Eduardo Caldas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do notório Dr. Augusto Hyder Bizerril Correa Lima, médico sanitarista com grande influência política no Ceará, e da Sra. Sara Barreto Correa Lima. Tendo estudado no Liceu do Ceará, o Dr. Correa Lima foi, a seguir, interno no Instituto Lafayette, no Rio de Janeiro, por decisão de seu pai Hyder. Quando o Dr. Correa Lima terminou seus estudos, ele já sabia sua vocação, seria um médico. Sua escolha foi a Universidade do Brasil, chamada hoje de Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Em 1959 completou a universidade. Porém, mesmo antes de terminar o curso universitário, trabalhava como paramédico.

Trabalhou também para o instituto de aposentadoria e pensões dos industriais, um trabalho público. Como seu pai, o Dr. Corrêa Lima se dedicou a causa pública e combatendo a AIDS no Rio de Janeiro.

Ainda hoje, segue lecionando na UNIRIO, como professor emérito.

Dr Mario Barreto Corrêa Lima recebeu em 2016, em Brasília a Comenda Mario Rigatto por relevantes serviços prestados na Literatura e na Medicina. Recebeu o Título de Comendador, no Conselho Federal de Medicina.

Eventos importantes na carreira médica do Dr. Corrêa Lima[editar | editar código-fonte]

  • 1971 - UNIMED foi fundado em Rio de Janeiro, e Dr. Mário era o oitavo fundador.
  • 1971 - Professor titular na medicina interna e nos diagnósticos físicos [UNIRIO].
  • 1973 - Professor Titular de Doenças Infecciosas e Parasitárias na Universidade Federal do Rio de Janeiro - UNIRIO. Foi o Catedrático mais novo do Brasil na sua época.
  • 1977 - Foi eleito Presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro - SMCRJ.
  • 1979 - Foi reeleito Presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro - SMCRJ.
  • 1981 - Dr. Corrêa Lima foi eleito Presidente da Associação Médica Brasileira - AMB.
  • 1985 - O primeiro livro a respeito da AIDS no Brasil foi escrito pelo Dr. Mário Corrêa Lima.
  • 2000-2005 - Decano do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da [Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro]

. Foi o único a receber o Título de Médico do Ano no Rio de Janeiro por duas vezes, em 1983 e em 2006.

  • 2007 - Dr. Mário Barreto Corrêa Lima recebeu a nomeação de professor emérito pela UNIRIO.

. 2016 - Dr. Mario Barreto Corrêa Lima recebeu a Comenda Mario Rigatto, no Conselho Federal de Medicina, em Brasília, por relevantes serviços prestados na Literatura e na Medicina.

Referências

  1. a b «Mario Barreto Corrêa Lima». Academia Nacional de Medicina. Consultado em 7 de maio de 2013