Mário Bettencourt Resendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mário Waddington Bettencourt Resendes ComIH (Ponta Delgada, 1952Lisboa, 2 de Agosto de 2010) foi um jornalista e professor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de Rogério Waddington Moniz Resendes e de sua mulher Maria Luísa de Viveiros Bettencourt.

Quando em 1974 se deu o 25 de Abril frequentava o 5º ano de Gestão de Empresas e Economia. Desistiu da Economia, para estudar Jornalismo em Paris. Iniciou-se como redactor estagiário no Diário de Notícias, em 1975, integrou a equipa fundadora do Jornal Novo, passou pela revista Opção, e regressou ao DN, em Novembro de 1976. Neste jornal foi, sucessivamente, redactor de Política Nacional, editor do suplemento Análise DN, coordenador de Política Nacional, Economia e Trabalho, director-adjunto, e director (1992-2003). Foi comentador político na TSF e na SIC Notícias e leccionou no Instituto Superior de Comunicação Empresarial e Relações Públicas (ISCEM), em Lisboa.

Quando em 1991 o Diario de Noticias foi comprado pelo grupo Lusomundo já ele era director do titulo. Cargo que manteve após o jornal passar para as mãos do grupo Controlinveste.

Assumiu ainda a vice-presidência da Comissão Directiva Europeia da Associação de Jornalistas Europeus, a presidência da Assembleia-Geral da Secção Portuguesa e foi nomeado membro Conselho Consultivo dos Utilizadores (1994), pela Comissão Europeia.

À data do seu falecimento era provedor dos leitores do DN (desde 2007) e porta-voz do Movimento de Informação e Liberdade (desde 2008), com o objectivo de ser interlocutor em todos os processos de discussão de matérias de interesse para a classe dos jornalistas como a auto regulação e o acesso à profissão.

Foi galardoado com o Prémio Europeu de Jornalismo, atribuído pela Associação de Jornalistas Europeus (1993).

A 3 de Setembro de 2001 foi feito Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

Casou com Ana Cristina Oliveira, de quem teve um filho e uma filha, Pedro Waddington Oliveira Bettencourt Resendes e Ana Waddington Oliveira Bettencourt Resendes.

No dia 02 de Agosto de 2010 não conseguiu resistir a um cancro e faleceu.[2]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Mário Waddington Bettencourt Resendes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 14 de janeiro de 2017 
  2. http://expresso.sapo.pt/mario-bettencourt-resendes-1952-2010=f597238

Ligações externas[editar | editar código-fonte]