Mãe pequena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A mãe pequena, iaquequerê,[1][2][3] iakekerê, iyakekerê ou iá-quererê[4] (da língua iorubá, junção de iya+kekere) é a segunda pessoa mais importante em um terreiro de candomblé. Na ausência da ialorixá ou do babalorixá, é ela que assume o comando do terreiro. Está sempre presente no terreiro e faz parte de todos os preceitos e obrigações.

Referências

  1. Douglas Barrios: Hierarquia da Umbanda
  2. Pai Pedro de Ogum: Hierarquia da Umbanda
  3. Marcio de Jagun: Cargos de Santo
  4. FERREIRA, A. B. H. 'Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 910.

Ver também

Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.