Mégara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Grécia Mégara
Μέγαρα
 
—  Cidade  —
2011 Dimos Megareon.png
Mégara está localizado em: Grécia
Mégara
Localização de Mégara na Grécia
37° 59' 43" N 23° 20' 29" E
Administração
 - Prefeito Ioannis Marinakis
Área
 - Total 322,2 km²
Altitude máxima 4 m (13 pés)
População
 - Total 36 924
    • Densidade 114,6/km2 
Código postal 191 00
Prefixo telefónico 22960
Sítio www.megara.gr

Mégara (play /ˈmɛɡərə/; em grego: Μέγαρα) é uma cidade de vocação agrícola, 43 km a oeste de Atenas. Situa-se na seção norte do istmo de Corinto oposto à ilha de Salamis, que pertenceu a Mégara na Antiguidade, antes de ser tomada por Atenas. Construída sobre a cidade antiga, é atravessada pela auto-estrada que liga a capital grega a Corinto e Patras. Encontra-se num território de colinas semeado de olivares.

História[editar | editar código-fonte]

Na Antiguidade, Mégara (em grego, Μέγαραgrandes casas) era uma cidade-Estado da Grécia Antiga, situada no lado norte do estreito de Corinto, na Ática. Prosperou imensamente no século VII a.C., tendo inclusive fundado colônias. Sua principal colônia foi construída em 667 a.C.: Bizâncio, capital do Império Bizantino e atual Istambul.

Durante a Guerra do Peloponeso, teve o seu território devastado e entrou em declínio. A saída de Mégara da Liga do Peloponeso, dominada por Esparta (c.460 a.C.), foi uma das causas da Primeira Guerra do Peloponeso. Pelos termos da Paz de Trinta Anos de 446-445 a.C., Mégara retornou à Liga do Peloponeso.

Na Guerra do Peloponeso (c. 431-404 a.C.), Mégara foi aliada de Esparta. O "decreto megariano" é considerado uma das muitas causas da Guerra do Peloponeso. [1] . O "decreto megariano" foi emitido por Atenas com o propósito de afetar a economia de Mégara. Estabelecia que os mercadores de Mégara não podiam atuar em território controlado por Atenas.

Participou das guerras médicas e lutou contra Corinto em 459 a.C. com ajuda de Atenas.

Revigorada como colônia romana, foi definitivamente arruinada na Idade Média.

Bizâncio foi fundada por colonos de Mégara no século VII a.C. No século VI a.C., o poeta Teógnis também veio de Mégara. No início do século IV a.C. , Euclides de Mégara fundou a escola megarian de filosofia que floresceu por cerca de um século e tornou-se famosa pelo uso da lógica e da dialética.

Referências

  1. Sarah B, Pomeroy, Stanley M.Beloniqua, Walter Donlan and Jennifer Tolbert Roberts, Ancient Greece: A Political, Social, and Cultural History (Oxford: Oxford University Press, 1999).