Método de Condorcet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O voto preferencial é uma característica dos métodos de Condorcet.

O método de Condorcet é qualquer método de eleição de candidato único que atende o critério de Condorcet, isto é, que sempre escolhe o vencedor de Condorcet, o candidato que venceria cada um dos outros candidatos na eleição run-off, se esse candidato existe. Nos exemplos modernos, os eleitores classificarão os candidatos em ordem de preferência. Há, então, múltiplos, ligeiramente diferentes métodos de cálculo para o vencedor, devido à necessidade de resolver as ambiguidades circulares, incluindo o método de Kemeny-Young, pares ordenados, bem como o método de Schulze. Quase todos estes métodos dão o mesmo resultado se houver menos de quatro candidatos na circularidade ambígua do conjunto de Smith e os eleitores separadamente classificarem todos eles.

Os métodos de Condorcet, são nomeados para o matemático e filósofo francês do século XVIII, Marie Jean Antoine Nicolas Caritat, o marquês de Condorcet. Ramon Llull tinha planejado um dos primeiros métodos de Condorcet em 1299,1 mas esse método é baseado em um processo iterativo ao invés de uma cédula de votação.

Definição[editar | editar código-fonte]

Os métodos de Condorcet, ou métodos de paridade, são uma classe de métodos de votação ordenada que seguem o critério de Condorcet. Esses métodos comparam todo par de opções, e a opção que supera toda outra opção é a vencedora. Uma opção supera outra opção se a maioria dos votos o ordena em posição melhor nas cédulas do que a outra opção.

Esses métodos são frequentemente referidos coletivamente como métodos de Condorcet, porque o critério de Condorcet garante que todos eles dão o mesmo resultado na maioria das eleições, onde existir um vencedor de Condorcet. As diferenças entre os métodos de Condorcet ocorrem em situações onde nenhuma opção supera todas as outras, implicando que existe um ciclo de opções que superam umas as outras, chamado de paradoxo de Condorcet ou conjunto de Smith. Considerando um método de Condorcet genérico como sendo um método abstrato que não resolve esses ciclos, as versões especificas de métodos Condorcet que selecionam os vencedores caso não exista um vencedor de Condorcet são chamadas métodos de completação de Condorcet.

Uma versão simples de Condorcet é o minimax: se nenhuma operação supera todas, a opção que é superada por menos votos na pior superação vence. Outro método simples é o método de Copeland, em que o vencedor é a opção que vence a maioria das comparações par-a-par. O método de Schulze, também conhecido como "redução sequencial de Schwartz" e pares ordenados são dois métodos de Condorcet recentemente criados que satisfazem um grande número de critérios de sistemas de votação.

Notas e referências

  1. G. Hägele and F. Pukelsheim. (2001). "Llull's writings on electoral systems". Studia Lulliana 41: 3–38.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.