Método natural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Método natural é uma forma de aprendizado de línguas idealizado por Tracy Terrell e Stephen Krashen (1972; 1983).[1][2] Tal método é inspirado nos princípios naturalísticos da aprendizagem de línguas, ou seja, os alunos aprendem de forma espontânea, seguindo uma ordem natural de aprendizagem.[2] A ênfase é dada à exposição à língua (input) mais do que à prática, à preparação emocional do aprendiz e a um longo período de ouvir a língua antes de falar.

O método natural considera a comunicação como a função primordial da língua e o significado (comprehensible input ou insumo compreensível) mais importante do que a forma.[2] Esse sistema de aprendizado é baseado nas teorias de aquisição da segunda língua de Krashen, que contém as seguintes hipóteses:

  • Aquisição versus aprendizagem.
  • A função do monitor na aprendizagem consciente, que funciona mediante as condições de tempo, foco na forma, conhecimento das regras gramaticais.
  • A ordem natural de aquisição da segunda língua, que se assemelha à aquisição da primeira língua.
  • O input: a relação entre a exposição do aprendiz à língua (comprehensible input), e a aquisição propriamente dita
  • O filtro afetivo, ou elementos que interferem na aprendizagem da língua.

Referências

  1. Stephen D. Krashen (2011). Free Voluntary Reading. [S.l.]: ABC-CLIO. 90 páginas. ISBN 9781598848458 
  2. a b c Jack C. Richards; Theodore S. Rodgers (2014). Approaches and Methods in Language Teaching. [S.l.]: Cambridge University Press. 419 páginas. ISBN 9781107675964 
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.