Mísseis SA-15 Gauntlet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
9K330 Tor
(OTAN: SA-15 "Gauntlet")
Tor-M1 SAM (2).jpg
Um Tor-M1 SAM russo.
Tipo Sistema sobre lagarta lançador de míssil superfície-ar
Local de origem  União Soviética /  Rússia
História operacional
Em serviço 1986-presente
Utilizadores Ver texto
Histórico de produção
Criador Almaz-Antey:
Antey Design Bureau (líder desenvolvedor)
MKB Fakel (desenvolvedor do míssil)
MNIIRE Altair design bureau (desenvolvedor da versão naval)
Data de criação 1975
Fabricante IEMZ Kupol
Metrowagonmash (desenvolvedora do Chassis GM)
MZKT (desenvolvedora da versão sobre rodas)
Custo unitário US$ 25 milhões
Período de
produção
1983-presente
Variantes Tor, Tor-M1, Tor-M2, Tor-M1-2U
Especificações
Peso 34 000 kg (75 000 lb)
Comprimento 7,5 m (7 500 mm)
Largura 3,3 m (3 300 mm)
Altura 5,1 m (5 100 mm) (com antena do radar ativa)
Tripulação 3
Alcance efetivo 12 km (míssil 9M330)
Armamento
primário
Mísseis 9M330, 9M331
Motor Um motor V12 diesel
830 hp (619 kW)
Transmissão hidromecânica
Suspensão barra de torção
Alcance
operacional (veículo)
25 km
Velocidade 60 km/h (37,3 mph)

Tor (em russo: "Тор"; em inglês: torus[1]) é um sistema de mísseis superfície-ar projetado para aviões, helicópteros, mísseis de cruzeiro, munições de precisão guiadas, veículos aéreos não tripulados e ameças de curto alcance balístico (Antimunições). Originalmente desenvolvido pela União Soviética sob a designação GRAU 9 K330, o sistema é comumente conhecido por SA-15 "Gauntlet". Uma variante para uso naval foi desenvolvida com o nome de 3 K95 "Kinzhal", também conhecido como o SA-N-9 "Gauntlet". Tor também foi o primeiro sistema de defesa aérea no mundo projetado desde o início para derrubar armas guiadas com precisão como o AGM-86 ALCM.[2]

Operadores[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

  •  Argélia – TOR M2E, entregues em 2018.
  •  Azerbaijão – Várias baterias do TOR M2E.
  •  Armênia – Ao menos dois TOR-M2KM produzidos em 2019.
  •  Bielorrússia – Duas baterias (4 veículos) enviados em 2013; Mais uma terceira bateria ainda em 2013; +5 TOR-M2K encomendados em 2016 e entregues em 2018; Sistemas adicionais foram encomendados e entregues em 2016 e 2017; 5 baterias do TOR-M2EK no fim de 2018.
  •  China – 35. 60 9К331 «Tor-M1» em 2013. Suplantados pelo sistema nacional HQ-17.
  •  Chipre – 6.
  •  Egito – 16 M1. E ao menos um sistema M2 em serviço.
  •  Grécia – 25 sistemas; 84 CVS.
  •  Iêmen – 12.
  • Irã Irão – 29.
  •  Marrocos[3]
  •  Peru
  •  Rússia – ~ 171.
  • Síria Síria
  •  Ucrânia – Ao menos 6.
  •  Venezuela – 12 em 2012 + 26 encomendados,

Antigos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"Бублик" остроконечный» (em Russian). RIA Novosti. 15 de dezembro de 2005. Consultado em 4 de setembro de 2008 
  2. «ЗЕНИТНЫЙ РАКЕТНЫЙ КОМПЛЕКС 9К330 "ТОР" (SA-15 Gauntlet)». Вестника ПВО (em Russian). 21 de agosto de 2007. Consultado em 9 de agosto de 2008 
  3. ".:( Les grands bouleversements gopolitiques imposent une nouvelle vision du monde )". Visitada 9 de março de 2019.
Ícone de esboço Este artigo sobre mísseis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Veículos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.