Mônica Martelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mônica Martelli
Nome completo Mônica Garcia Assis
Nascimento 17 de maio de 1968 (48 anos)
Macaé, RJ
Nacionalidade Brasil Brasileira
Ocupação Atriz, dramaturga e cronista
Atividade 1989-presente
Cônjuge Jerry Marques (2002-2012)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Mônica Garcia Assis (Macaé, 17 de maio de 1968), mais conhecida como Mônica Martelli, é uma atriz, dramaturga, cronista e apresentadora brasileira. Conheceu o teatro enquanto fazia faculdade de jornalismo, onde ingressou em um curso e logo foi para a Casa das Artes de Laranjeiras, tendo como seu primeiro trabalho na área a peça "Torturas do Coração", aos 21 anos. A estreia na televisão foi no humorístico Chico Total, onde atuou por dois anos até participar do elenco da telenovela Por Amor.

Em 2005, Mônica começou a encenar o espetáculo Os Homens São de Marte...e É pra Lá que Eu Vou, que ganhou grande sucesso, levando a atriz a trabalhar em Portugal. A peça teve uma adaptação cinematográfica homônima nove anos depois, que ganhou o posto de filme nacional mais assistido de 2014, além de ganhar o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2015 e uma série de televisão. Também foi a protagonista da série Dilemas de Irene, de um episódio de As Canalhas e é apresentadora do programa Saia Justa, do GNT. A atriz tem uma filha, Julia, nascida em 2009.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Visão da cidade de Macaé, cidade natal de Mônica Martelli.

Mônica Garcia Assis nasceu em Macaé, em 17 de maio de 1968. Saiu de sua cidade natal aos doze anos e mudou-se para o Rio de Janeiro e lá, estudou direito. Logo depois se mudou para os Estados Unidos.[1] Durante esse período, antes de iniciar sua carreira como atriz, Mônica trabalhou como maquiadora.[2] Alguns anos depois, voltou ao Brasil, e decidiu estudar jornalismo. Dentro da faculdade, iniciou um curso de teatro, onde "se apaixonou" e ingressou na Casa das Artes de Laranjeiras. Martelli cursou e se formou nas duas disciplinas, mas não passou a exercer o jornalismo. Sua primeira peça foi “Torturas do Coração”, de Ariano Suassuna, aos 21 anos.[3]

Sua estreia na televisão foi em 1995 no programa humorístico Chico Total. Foi no programa que o comediante Chico Anysio a convenceu a adotar outro nome, pois Mônica Garcia soava cacófato.[4] Mônica buscou em sua árvore familiar, e achou Martelli, o nome de solteira de uma tataravó, então sugeriu a Chico, que aprovou e a atriz passou a usar o nome artístico Mônica Martelli.[3] Logo depois participou de Por Amor, como Paula, uma secretária que vive sendo assediada por seu patrão Arnaldo (Carlos Eduardo Dolabella).[5] A atriz seguiu fazendo várias participações na televisão. Como a própria descreveu para a Revista Status, "alguma coisa não acontecia". Foi então que teve a ideia de fazer o próprio espetáculo. Em 2005, Martelli estreou este espetáculo, que começou numa sala para 100 pessoas e foi adquirindo grande sucesso.[6] O sucesso da peça fez com que ela participasse dos longas Trair e Coçar É Só Começar, O Gatão de Meia-Idade e Só por Hoje.[7]

Depois de algum tempo rodando com "Os Homens São de Marte... e É para Lá Que Eu Vou", Mônica foi convidada pelo diretor Rogério Gomes para a telenovela Beleza Pura, em 2008. Nela, a atriz interpretava Helena, que é obrigada a se disfarçar do marido Mateus (Rodrigo Veronese), para conseguir um bom emprego para custear o tratamento do filho.[7] Meses depois fez uma participação na série Casos e Acasos como Valéria.[8] Em novembro do mesmo ano, a atriz estreou como protagonista da série Dilemas de Irene, que narra dilemas da mulher moderna.[9] Em 2009, a atriz deu Julia Marques à luz, fruto de seu casamento com o produtor musical Jerry Marques.[6][10]

Seu retorno à televisão se deu à segunda versão da telenovela Ti Ti Ti (2010) como Dorinha, uma ex-modelo avarenta que tem sua fortuna (roubada do ex-marido) roubada pelo namorado e tem de trabalhar como tutora das modelos iniciantes.[11] Em agosto do ano seguinte a atriz volta com a série Dilemas de Irene.[12] Mônica estreou como apresentadora no programa Saia Justa, na temporada de 2013, tendo início no dia 6 de março.[13] Também foi a protagonista de um dos episódios da série As Canalhas, vivendo Amélia, produtora de elenco que tem um caso com um garoto, sem saber que ele é o namorado de sua filha.[14]

Depois de nove anos em cartaz com sua aclamada peça, a atriz protagonizou uma adaptação cinematográfica. Os Homens São de Marte... E É Pra Lá que Eu Vou estreou em 29 de março de 2014 nos cinemas brasileiros, dirigido por Marcus Baldini e produzida pela Biônica Filmes.[15][16] A comédia atraiu grandemente o público conseguindo mais de 370 mil espectadores em sua primeira semana.[17] No segundo semestre do ano, o filme ocupou o posto de filme nacional mais assistido de 2014, levando 1,76 milhão de pessoas ao cinema e faturado 21,4 milhões de reais, superando o também lançado S.O.S. Mulheres ao Mar.[18], e venceu na categoria "Melhor Longa-metragem de Comédia" no 14° Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.[19] Além de continuar nos teatros e cinemas, Os Homens São de Marte... E É Pra Lá que Eu Vou também ganhou uma adaptação televisiva. A série teve estreia em 25 de setembro de 2014 pelo GNT.[20][21][22][23] Em 1 de outubro de 2015 estreou uma segunda temporada.[24]

Mônica tem crônicas publicadas nas revistas Criativa e Época e já escreveu para outras, como a Vogue. A peça "Os Homens São de Marte... e é Para Lá Que Vou" já foi encenada em Portugal.[3] Mônica já foi indicada ao Prêmio Shell na categoria "Melhor Atriz" e ao Prêmio Contigo na categoria "Melhor Autora". Conquistou o Prêmio Qualidade Brasil como "Melhor Atriz" e "Melhor Peça".[8]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1995 Chico Total Vários personagens[4]
1997 Por Amor Paula Medeiros[5]
2001 Os Maias Consuelo[8]
O Clone Amiga de Laurinda[8]
2002 Zorra Total Vários personagens[8]
2004 Sob Nova Direção Jessica [8]
2006 Carga Pesada Diléia[8]
Pé na Jaca Elisa[8]
2007 Mandrake Lígia[8]
2008 Beleza Pura Helena Císter[7]
Casos e Acasos Valéria[8]
Dilemas de Irene Irene[9]
2010 Ti Ti Ti Dorinha Bacelar[11]
2011 Dança dos Famosos 8 Participante[8]
Dilemas de Irene Irene[12]
2013 Saia Justa Apresentadora[13]
As Canalhas Amélia[14]
2014 Os Homens São de Marte... E É pra lá que Eu Vou Fernanda[20]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2006 Trair e Coçar É Só Começar Lígia[7]
O Gatão de Meia-Idade[7]
2007 Só por Hoje[7]
2008 Alucinados[25]
2013 Minha Mãe É Uma Peça - O Filme Mônica[25]
2014 Os Homens São de Marte... E É Pra Lá que Eu Vou Fernanda[15]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1989 Torturas do Coração[3]
2005—16 Os Homens São de Marte...e É pra Lá que Eu Vou Fernanda[26][27]

Referências

  1. Milani, Robledo (3 de junho de 2014). «Cine Celebridade: Mônica Martelli». Papo de Cinema. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  2. Vendrami, André (1 de agosto de 2014). «'Pouca gente sabe, mas eu já fui maquiadora', revela Mônica Martelli». Pure People. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  3. a b c d Felipe Muniz Palhano (8 de agosto de 2014). «Mônica Martelli no cinema, teatro, TV e, em breve, em livro». O Estado - Ceará. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  4. a b Craveiro, Karina (3 de maio de 2008). «Mônica Martelli diz que se inspira em seus pais». Terra. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  5. a b «Por Amor - Galeira de Personagens». Memória Globo. Globo.com. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  6. a b França, Pedro Henrique (11 de agosto de 2014). «Mônica Martelli». Revista Status. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  7. a b c d e f «Mônica Martelli arrasa em seu primeiro grande papel na TV». M de Mulher. Abril. 29 de outubro de 2014. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  8. a b c d e f g h i j k «Mônica Martelli». Montenegro e Raman. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  9. a b Luckner, Cristina (21 de novembro de 2008). «Mônica Martelli faz série sobre dilemas femininos». Folha de S.Paulo. UOL. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  10. «Mônica Martelli faz 47 anos esbanjando amor à filha, Julia, em fotos.». Pure People. 17 de maio de 2015. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  11. a b «Mônica Martelli entra em cena». Gshow. Globo.com. 10 de agosto de 2010. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  12. a b Britto, Thaís (31 de julho de 2011). «Mônica Martelli volta como a protagonista de 'Dilemas de Irene' na segunda temporada da série, no GNT». O Globo. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  13. a b «Saia Justa 2013 - Ep Estreia Novo Saia Justa». GNT. Globo.com. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  14. a b «Mônica Martelli vive uma mãe 'canalha' em série. Confira um trecho». GNT. 09 de julho de 2014. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  15. a b «Mônica Martelli fala sobre Os Homens São de Marte… E é Pra Lá que Eu Vou». E!. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  16. «Os homens são de marte...e é pra lá que eu vou!». Biônica Filmes. Consultado em 25 de setmbro de 2016. 
  17. «Bilheteria de filme Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou». Adoro Cinema. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  18. «‘Os Homens São de Marte’ é o filme nacional mais visto em 2014». Veja. Abril. 13 de agosto de 2014. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  19. «Veja os vencedores do 14º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». G1. Globo.com. 1 de setembro de 2015. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  20. a b Mendes, Taiani (25 de julho de 2014). «Sucesso no teatro e no cinema, Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou vira série de TV». Adoro Cinema. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  21. «'Homens são de Marte...' confirma Herson Capri e Carmo Dalla Vecchia no elenco». Mais da TV - GNT. 14 de agosto de 2014. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  22. Daniel Castro (18 de agosto de 2014). «Nem todo macho é canalha, diz autora de Os Homens São de Marte». UOL. Notícias da TV. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  23. Natalia Castro (06 de setembro de 2014). «Mônica Martelli estreia ‘Os homens são de Marte...’ na TV». O Globo. Revista da TV. Consultado em 25 de setembro de 2014. 
  24. Furquim, Fernanda (30 de julho de 2015). «Teaser da segunda temporada de ‘Os Homens São de Marte e é Para Lá Que Vou’, que estreia em outubro». Veja. Abril. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  25. a b «Mônica Martelli». Adoro Cinema. Consultado em 25 de setembro de 2016. 
  26. «Os homens são de Marte... e é pra lá que eu vou». Rio Show. O Globo. Consultado em 06 de novembro de 2013. 
  27. «Ela não é da Terra». IstoÉ Gente. Terra. Consultado em 25 de setembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]