Músculo poplíteo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Músculo poplíteo
Gray439-Musculus popliteus.png
Latim Popliteus
Origem Epicôndilo lateral do fêmur e menisco lateral
Inserção    Face posterior da tíbia
Vascularização
Inervação Nervo tibial
Ações Flexão e rotação interna do joelho

Na anatomia humana, o músculo poplíteo, do latim popliteus,[1] encontra-se localizado profundamente[2] na região posterior do joelho[3]. Origina-se no epicôndilo lateral do fêmur, com algumas fibras oriundas do menisco lateral e, após cruzar obliquamente a região posterior do joelho, insere-se na face posterior da tíbia[4][5]. É inervado pelo Nervo tibial[4].

Ação[editar | editar código-fonte]

O músculo poplíteo é considerado um rotador interno da tíbia e flexor do joelho[6] quando em cadeia cinemática aberta, e rotador externo do fêmur quando em cadeia cinemática fechada[7]. Dentre as funções atribuídas ao músculo poplíteo estão realizar o "desencaixe" do joelho no início da flexão[5], quando está em extensão, como observado durante a postura em pé[8]; e estabilizar o menisco lateral, tracionando-o para trás[4], minimizando a chance deste ficar preso e imóvel, o que limitaria a flexão do joelho[7].

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Calais-Germain, Blandine (2010). Anatomia para o movimento. volume 1: Introdução à análise das técnicas corporais 4ª ed. Barueri, SP: Manole. p. 251. ISBN 978-85-204-2529-9 
  2. Drake, Richard; Vogl, Wayne A.; Adam W. M., Mitchell (2015). Gray's Anatomia clínica para estudantes 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier Brasil. p. 628. ISBN 978-85-352-7902-3 
  3. Neligan, Peter C.; Song, David H. (2015). Cirúrgia plástica. volume quatro: Extremidade inferior, tronco e queimaduras 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier Brasil. p. 45. ISBN 978-85-352-7587-2 
  4. a b c Zalpour, Christoff; et al. (2005). Anatomia e fisiologia para fisioterapeutas. São Paulo: Santos. p. 360. ISBN 85-7288-533-1 
  5. a b Cailliet, Rene (2001). Dor no joelho 3ª ed. Porto Alegre: Artmed. pp. 52,80. ISBN 85-7307-786-7 
  6. Tittel, Kurt (2006). Anatomia descritiva e funcional do corpo humano. São Paulo: Santos. p. 202. ISBN 85-7288-548-X 
  7. a b Norkin, Cynthia C.; Levangie, Pamela K. (2001). Articulações: Estrutura e função 2ª ed. Rio de Janeiro: Revinter. p. 357. ISBN 85-7309-317-X 
  8. Carpes, Felipe Pivetta; Bini, Rodrigo Rico; Diefenthaeler, Fernando; Vaz, Marco Aurélio (2011). Anatomia funcional. São Paulo: Phorte. p. 171. ISBN 978-85-7655-305-2 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Anatomia para o movimento. Calais-Germain. 4ª Ed. Vol 1. Manole. 2010.
  • Anatomia funcional. Carpes, Bini, Diefenthaeler e Vaz. Phorte editora. 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]