Músculo redondo menor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Músculo redondo menor
Gray810.png
Nervos supraescapular e axilar do lado direito, visão dorsal. (O músculo redondo menor é visível no centro).
Arm muscles back numbers.png
Músculos do dorso da escápula, e o músculo tríceps braquial:
#3 é omúsculo latíssimo do dorso
#5 é o músculo redondo maior
#6 é o músculo redondo menor
#7 é o músculo supraespinhal
#8 é o músculo infraespinhal
#13 é a cabeça longa do músculo tríceps braquial.
Latim musculus teres minor
Gray's pág.441
Origem Borda lateral da escápula.
Inserção    Face inferior do tubérculo maior do úmero.
Vascularização
Inervação Nervo axilar
Ações Rotação lateral do braço, adução dele, e estabiliza o úmero.

O músculo redondo menor é um músculo estreito e alongado do manguito rotador. O músculo se origina da margem lateral e superfície posterior adjacente da escápula esquerda ou direita correspondente, e se insere no tubérculo maior do úmero e superfície posterior da cápsula articular que envolve a cavidade glenóide e a cabeça do úmero.

A função primária do m. redondo menor é modular a ação do m. deltóide, prevenindo, assim, que a cabeça do úmero deslize para cima na abdução do braço. Também tem função de rodar o úmero lateralmente. O m. redondo menor é inervado pelo nervo axilar.

Embriogênese[editar | editar código-fonte]

Origina-se do mesênquima da camada somática do mesoderma lateral do embrião.[1]

Ações[editar | editar código-fonte]

O músculo infraespinhal e o redondo menor promovem a rotação lateral da cabeça do úmero (externa, "para fora"); eles também ajudam na movimentação do braço para trás.

Relações[editar | editar código-fonte]

O tendão deste músculo passa através da parte posterior da cápsula da articulação do ombro, e está ligado a ela.

Variações[editar | editar código-fonte]

Algumas vezes, as fibras do músculo redondo menor podem estar fundidas com as fibras do músculo infraespinhal, tornando-os inseparáveis.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. DiDio, L. J. A. (1998). Tratado de Anatomia Aplicada. 1 1 ed. São Paulo: Editora Póluss. 253 páginas. ISBN 8586830011 

Imagens Adicionais[editar | editar código-fonte]