MC Gui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
MC Gui
Informação geral
Nome completo Guilherme Kaue Castanheira Alves
Também conhecido(a) como MC Gui
Nascimento 19 de maio de 1998 (21 anos)
Local de nascimento São Paulo, SP
Brasil
Origem São Paulo, SP
Gênero(s)
Ocupação(ões)
  • Cantor
  • compositor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2012–presente
Gravadora(s) GR6 Music

Guilherme Kaue Castanheira Alves, mais conhecido como MC Gui (São Paulo, 19 de maio de 1998), é um cantor e compositor de funk ostentação brasileiro.[1][2][3] Atualmente faz parte do cast da produtora de funk GR6 MUSIC.

Carreira

A carreira de cantor de funk surgiu por uma brincadeira. Aos dez anos de idade, Gui juntamente com seu irmão se divertiam criando letras de funk, e foi quando seu pai resolve investir em uma carreira artística para o Gui.[3] Ganhou reconhecimento após lançar a música "Ela Quer" e em 2013, faturava em média 120 mil reais mensais e fazia cerca de cinquenta shows por mês.[3]

Em 2013, Gui lançou o Clipe "O Bonde Passou", que possui mais de 1,5 milhões de acessos no YouTube. Em 2014, lançou o single "Beija ou Não Beija?", juntamente com um videoclipe que teve a participação especial do cantor Latino.[4] Em 21 de abril de 2014, perdeu seu irmão, Gustavo Matheus Castanheira, inicialmente sob suspeita de uma parada cardíaca.[5] O laudo da perícia, no entanto, apontou a morte como resultado de uma overdose de cocaína.[6] Em fevereiro de 2017, foi confirmado como um dos participantes do reality show Dancing Brasil, exibido pela RecordTV.[7] Em maio de 2019, é anunciado como novo contratado da produtora de funk GR6 Music.

Controvérsias

Problemas com a justiça

Em outubro de 2016, MC Gui foi preso pela Polícia Militar do Brasil por dirigir em alta velocidade e sem habilitação. Uma Land Rover Discovery Preta, que era o carro do cantor, não tinha licenciamento e também se encontrava com muitas multas de trânsito. Em novembro de 2018, a produtora do pai de MC Gui teve documentos e drogas apreendidos pela Polícia Civil do Brasil.[8]

Acusações de prática de bullying

Quando estava no parque da Disney, em Orlando, Flórida, em 21 de outubro de 2019, MC Gui postou, nas redes sociais, um vídeo em que aponta a câmera para uma menina e, dando risada, diz: "Chegamos na Disney e, mano, olha isso. Gente do céu!". Então, a menina vira o rosto. Nas redes sociais, surgiram comentários dizendo que o cantor praticara bullying.[9] Os comediantes Maurício Meirelles e Lucas Salles também o criticaram. Mais tarde, ele apagou a postagem e declarou:

"Eu assisto a muitos filmes no Brasil, que nos EUA quando eu chego eu vejo pessoas que são muito iguais aos personagens que têm nos filmes (…) Eu postei a menina que tava como personagem da Boo (personagem do filme da Disney, Monstros S.A). Eu achei impressionante porque tava muito parecido e acabei postando (…) A internet tá cheia de gente chata, eu não fiz bullying com a menina. Não preciso ficar me explicando por algo que eu não fiz."[10]

Segundo MC Gui, o assunto repercutiu na imprensa de forma "injusta". Diversas empresas se posicionaram contra a atitude do cantor, e houve algumas que cancelaram a venda de produtos e os shows dos cantor. No Twitter, brasileiros levantaram a hashtag #JullyPrincessInDisneyworld, uma campanha para que a Disney convidasse a menina para ir ao parque novamente com um convite VIP.[11]

Mais tarde, vieram as notas de repúdio contra a atitude dele, dessa vez de Felipe Neto, Jojo Todynho e Felipe Castanhari, que repercutiram nas redes sociais.[12] A mãe de MC Gui anunciou que estava tentando encontrar a menina do vídeo para reparar a situação.[13] Madeleine Lacsko, escrevendo para a Gazeta do Povo, criticou o vídeo de pedido de desculpas do cantor; adicionalmente, ela criticou a mídia, alguns artistas e as redes sociais que ganham dinheiro ao custo dos problemas dos outros. Também criticou os internautas que atacaram MC Guimê, ao confundi-lo com MC Gui.[14]

Ainda em outubro de 2019, foi criado uma abaixo assinado pedindo que o MC Gui seja banido da Disney.[15]

Discografia

Álbuns ao vivo

Siles

  • 2013 - O Bonde Passou
  • 2013 - Ela Quer
  • 2014 - Beija ou Não Beija?
  • 2014 - Sonhar
  • 2014 - Ti Bum Pá (part. MC Pata)
  • 2015 - Sua história[17]
  • 2016 - Tchuk Tchuk (part. MC THD)
  • 2017 - Na Hora do amor
  • 2017 - Chapei o coco
  • 2018 - No Talentinho (part. MC Loma e as Gêmeas Lacração)

DVDs

Televisão

Programas
Ano Título Papel Emissora Notas
2013–2014 Domingo Legal Ele mesmo SBT "A Princesa e o Plebeu"
2015 Chiquititas Ele mesmo SBT Participação especial
2017 Dancing Brasil Ele mesmo RecordTV Participante

Prêmios e indicações

Ano Prêmio categoria Resultado
2014 Meus Prêmios Nick Revelação Musical Indicado
Capricho Awards Cantor Nacional Indicado
Fã-Clube do Ano "Guináticas" Indicado
Prêmio Multishow de Música Brasileira Experimente Indicado
2015 Troféu Internet Melhor Cantor Indicado
Meus Prêmios Nick Cantor Favorito Indicado

Referências

  1. Rede Globo (14 de julho de 2013). «Com apenas 15 anos Mc Gui conta como entrou no funk». Consultado em 2 de janeiro de 2014 
  2. SBT (28 de julho de 2013). «O jovem fenômeno do funk MC Gui canta no palco». Consultado em 2 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 5 de setembro de 2013 
  3. a b c Felipe Gladiador (17 de maio de 2013). «Sucesso da vez aos 14 anos Mc Gui larga escola e fatura até 120 mil por mês». R7 Entretenimento. Consultado em 2 de janeiro de 2014 
  4. Philipe Satheler (9 de fevereiro de 2014). «Mc Gui aposta em efeitos especiais e participação de Latino em novo clipe: "Beija ou Não Beija"». Portal Almanaque. Consultado em 28 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 26 de fevereiro de 2014 
  5. Cidade Alerta (21 de abril de 2014). «Médico explica o que pode ter acontecido com o irmão de MC Gui». R7.com. Consultado em 21 de abril de 2014 
  6. Fantástico (25 de janeiro de 2015). «Laudo da perícia da morte do irmão de MC Gui atesta overdose de cocaína». G1.com. Consultado em 26 de janeiro de 2015 
  7. Falcheti, Fabrício (17 de fevereiro de 2017). «RecordTV define equipe e todos os participantes do 'Dancing Brasil'; confira». natelinha. UOL 
  8. «MC Gui e o bullying na Disney: relembre outras vezes em que ele foi notícia sem ser pela música». G1. Rede Globo. 22 de outubro de 2019. Consultado em 21 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2019 
  9. Redação (21 de outubro de 2019). «Internautas criticam MC Gui por zombar de criança na Disney: 'bullying'». Correio. Rede Bahia. Consultado em 21 de outubro de 2019 
  10. «Em vídeo, MC Gui ri de criança na Disney e é acusado de bullying». Veja. 21 de outubro de 2019. Consultado em 21 de outubro de 2019 
  11. «MC Gui se retrata após rir de criança em vídeo: 'Não pensei em atacar ou fazer bullying'». G1. 22 de outubro de 2019. Consultado em 21 de outubro de 2019 
  12. «Felipe Neto, Jojo Todynho e Felipe Castanhari criticam MC Gui por rir de menina nos EUA». Estado de São Paulo. 22 de outubro de 2019. Consultado em 22 de outubro de 2019 
  13. Redação (22 de outubro de 2019). «Mãe de MC Gui busca menina vítima de bullying em vídeo feito na Disney pelo cantor». Quem. Consultado em 22 de outubro de 2019 
  14. Madeleine Lacsko (23 de outubro de 2019). «Mc Gui é premiado pela maldade que fez». Gazeta do Povo. Consultado em 23 de outubro de 2019 
  15. «Após polêmica, abaixo-assinado pede banição do MC Gui da Disney». 26 de outubro de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  16. «O Bonde É Seu Ao Vivo - MC Gui». AllMusic. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2015 
  17. «MC Gui lança clipe da música 'Sua história', que fez em homenagem ao irmão que morreu». Extra Online. 30 de junho de 2015 

Ligações externas

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: MC Gui
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.