MRS Logística S.A.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de MRS Logística)
Ir para: navegação, pesquisa
MRS Logística
Abreviações MRS
Área de operação Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo
Tempo de operação 1996–Presente
Antecessora RFFSA
Sucessora -
Bitola 1600 (larga) mm
Sede Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil

MRS Logística S.A. (BM&F Bovespa: MRSA3B, MRSA5B, MRSA6B) é a concessionária que opera a chamada Malha Regional Sudeste da Rede Ferroviária Federal S. A., que era composta pelas Superintendências Regionais SR3 - Juiz de Fora e SR4 - São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

Foi constituída em agosto de 1996, assumindo a concessão no dia 1º de dezembro do mesmo ano, após a obtenção por cessão dos direitos adquiridos pelo Consórcio MRS Logística (grupo liderado pela CSN[1], através do leilão de privatização, realizado em 20 de setembro de 1996, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, pelo valor de R$888,9 milhões.

Os trechos que foram concedidos para a exploração do transporte ferroviário de cargas, são aqueles que pertenceram às antigas ferrovias, Estrada de Ferro Central do Brasil, nas linhas que ligam Rio de Janeiro a São Paulo e a Belo Horizonte, bem como a Ferrovia do Aço e aqueles pertencentes à Estrada de Ferro Santos-Jundiaí excluídas, em ambos os casos, as linhas metropolitanas de transporte de passageiros no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Suas linhas abrangem a mais desenvolvida região do país interligando as cidades de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Além de se constituir no sistema que une os maiores centros consumidores e produtores do país, as linhas da MRS se constituem no acesso ferroviário a importantes portos brasileiros: Rio de Janeiro, Itaguaí e Santos, além de atender ao terminal privativo de embarque de minério de ferro de propriedade da MBR, na Ilha de Guaíba na Baía de Angra dos Reis.

O controle da empresa é dividido da seguinte forma Gerdau 2,37% Usiminas Participação e Logística 19,92% Vale 19,26%, CSN 27,83% e Minerações Brasileiras Reunidas S/A - MBR 20,00%, enquanto outros acionistas detém os 10,62% restantes.[2]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Frota[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Frota da MRS Logística

Referências

  1. RODRIGUES, Paulo Roberto Ambrosio - Introdução aos Sistemas de Transporte no Brasil e à Logística Internacional - Edições Aduaneiras Ltda - 2000 - São Paulo - Pg. 44 - ISBN 85-7129-239-6
  2. «Estrutura Acionária da MRS Logística - EconoInfo». Consultado em 28 de abril de 2012 
  3. Revista Ferroviaria. «Julio Fontana deixa a MRS». Consultado em 15 de maio de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. Revista Ferroviaria. «Eduardo Parente é o novo presidente da MRS». Consultado em 16 de julho de 2009  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. Revista Ferroviaria. «Eduardo Parente deixará MRS». Consultado em 23 de Janeiro de 2013  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. Revista Ferroviaria. «MRS tem novo presidente». Consultado em 01 de Julho de 2014  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]