MS Empress

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Empress of The Seas
Empress em Tallinn, 2010, com a primeira pintura da Pullmantur.
Carreira   Bandeira da marinha que serviu Bandeira da marinha que serviu
Proprietário Royal Caribbean Cruises Ltd.
Operador Royal Caribbean (1990-2008)
Pullmantur Cruises (2008-2016) Royal Caribbean (2016- presente)
Fabricante Chantiers de l'Atlantique, Saint-Nazaire
Lançamento 25 de agosto de 1989
Comissionamento 25 de junho de 1990
Porto de registo Nassau
Estado Em serviço
Outro(s) nome(s) Nordic Empress
Empress of the Seas e Empress
Características gerais
Tipo de navio Cruzeiro
Tonelagem 48 563 t
Comprimento 210 m
Boca 30.7 m
Propulsão 2 motores Wärtsilä-Duvant Crepelle a diesel
Velocidade 19.5 nós (36.1 km/h)
Passageiros 1.850 passageiros

Empress of the Seas é um navio cruzeiro de cruzeiros, parte da frota da Royal Caribbean International. Entre 2008 e 2016, foi operado pela Pullmantur Cruceros, a filial espanhola do grupo Royal Caribbean. Nesse período, fez várias temporadas na América do Sul, sendo presença constante nos portos de Santos e Itajaí, durante os verões locais. [1]

História[editar | editar código-fonte]

Foi encomendado como Future Seas por uma companhia de cruzeiros norte-americana chamada Admiral Cruise Line. Esta empresa, no entanto, foi absorvida pela Royal Caribbean no final dos anos 80, após ser vendida. Enquanto ainda em construção, o então Future Seas foi adaptado para iniciar opções pela Royal Caribbean. Assim, entrou em serviço em 1990 como Nordic Empress, navegando pelo Caribe em diversos roteiros a partir de portos como o de Miami. [2]

No final dos anos 90, chegou a ser escalado para uma temporada no Brasil e América do Sul, com roteiros a partir de Santos e Buenos Aires, em 2000/2001. Entretanto, acabou substituído pelo então recém inaugurado Splendour of the Seas, e não chegou a navegar nesta região na época em questão. [3]

Em 2004, teve seu nome mudado para Empress of the Seas, para se adaptar ao novo padrão de marketing da companhia, que viu todos os seus navios passarem a ter o sufixo "of the Seas" em seus nomes. Serviu a companhia norte-americana por mais quatro anos, antes de ser transferido para a Pullmantur. A mudança foi parte de uma espécie de troca, onde a Pullmantur cedeu dois de seus navios, o Blue Dream e o Blue Moon, em troca a Royal Caribbean do Empress, o do MV Zenith, da Celebrity Cruises outra empresa do grupo Royal Caribbean.[4] Mais tarde a Pullmantur ainda recebeu o Sovereign, outra embarcação da frota da Royal Caribbean.

Entre 2008 e 2016 realizou, principalmente roteiros pelo Mediterrâneo e pela América do Sul, tendo feito também uma breve temporada no Caribe e algumas estações no Norte da Europa. Em 2012 foi o primeiro navio da frota da Pullmantur a receber as novas cores e o novo logo da empresa. [5]

No final de 2015, a Royal Caribbean anunciou que iria reassumir o navio, reformando-o para realizar cruzeiros com passagem por Cuba. [6] Assim, o navio reestreou por sua antiga armadora em abril, com cruzeiros pelo Mar do Caribe, após longo período em estaleiro. [7] Só recentemente (dezembro de 2016), a companhia de cruzeiros obteve autorização para operar em Cuba [8]. Os novos roteiros no Empress com passagem pela ilha serão realizados a partir de março de 2017.[9]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Histórico das Temporadas». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  2. «Empress no Concais». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  3. «Royal Caribbean fora do Brasil também na temporada 2017/2018». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  4. «Future Seas, Nordic Empress, Empress of the Seas...». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  5. «Empress em Gibraltar com novo esquema de cores da Pullmantur». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  6. «Pullmantur: Empress volta para a frota da Royal Caribbean em fevereiro». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  7. «Desde os Estaleiros...». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  8. «Royal Caribbean Cruises obtém autorização para operar cruzeiros em Cuba». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 
  9. «Royal Caribbean anuncia seus primeiros roteiros para Cuba». www.portalworldcruises.com. Consultado em 2016-12-30 


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.