MTV Unplugged in New York

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MTV Unplugged in New York
Álbum ao vivo de Nirvana
Lançamento 1º de novembro de 1994
Gravação 18 de novembro de 1993 no Sony Music Studios, em Nova York
Gênero(s) Acústico
Duração 53:50
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD, CC, DVD, LP
Gravadora(s) DGC
Diretor(es) Beth McCarthy
Produção Alex Coletti, Nirvana, Scott Litt
Cronologia de Nirvana
Último
Último
From the Muddy Banks of the Wishkah
(1996)
Próximo
Próximo
Singles de MTV Unplugged in New York
  1. "About a Girl"
    Lançamento: Outubro de 1994

MTV Unplugged in New York é o primeiro álbum ao vivo e o segundo álbum de vídeo, contendo um concerto, da banda americana Nirvana, lançado em 1º de novembro de 1994 pela DGC Records, após a morte do vocalista, guitarrista e compositor da banda, Kurt Cobain, em abril do mesmo ano. O álbum apresenta um concerto acústico gravado no Sony Music Studios em 18 novembro de 1993 em Nova York, nos Estados Unidos, para a série de televisão MTV Unplugged. O concerto foi dirigido por Beth McCarthy e exibido pela primeira vez na MTV em 14 de dezembro de 1993. A versão em DVD do álbum foi lançada em 20 de novembro de 2007. Por oposição à prática tradicional da MTV Unplugged, o Nirvana tocou um setlist composto principalmente de material menos conhecido e covers de canções do The Vaselines, do David Bowie, do Meat Puppets e do Leadbelly.

O álbum estreou em 1º lugar na Billboard 200[1] e alcançou a primeira posição em vários outros países. MTV Unplugged in New York foi certificado nove vezes platina no Canadá,[2] e também se tornou um álbum multiplatina em vários países, sendo também certificado ouro e platina pela ABPD no Brasil.[3] Ele é o álbum póstumo de maior sucesso do grupo. Foi aclamado pela crítica como uma prova de que a banda foi capaz de transcender o som grunge que ela estava comumente associada.

Performance[editar | editar código-fonte]

O Nirvana já estava em negociações com a MTV há algum tempo para aparecer na sua série acústica chamada MTV Unplugged. Foi quando o Nirvana estava em turnê com o Meat Puppets que Kurt Cobain finalmente aceitou.[4] Para esse concerto, a banda queria fazer algo diferente de um típico episódio do MTV Unplugged. De acordo com Dave Grohl: "Nós vimos os outros Unpluggeds e não gostamos muito deles, porque a maioria das bandas iriam tratá-los como shows de rock — tocar seus sucessos como eles eram no Madison Square Garden, com a exceção de violões." O grupo procurou o álbum The Winding Sheet de Mark Lanegan como fonte de inspiração. Entre os membros da banda, surgiu a ideia de incluir uma canção cover do David Bowie, chamada de "The Man Who Sold the World", e convidar os membros do Meat Puppets para tocar com eles.[5] Ainda assim, a perspectiva de realizar um show totalmente acústico deixou Cobain nervoso.[4]

A banda se dedicou a dois dias de ensaios. As sessões dos ensaios foram tensas e difíceis, com a banda tendo problemas para tocar várias canções. Durante as sessões, Cobain discordou da MTV sobre a forma de como a performance deveria ser apresentada. O produtor Alex Coletti lembrou que a MTV estava descontente por eles terem escolhido o Meat Puppets como convidados: "Eles queriam ouvir "certos" nomes - Eddie Vedder ou Tori Amos ou sabe Deus quem", lembra Coletti. Também pela falta dos sucessos do Nirvana na setlist.[6] Um dia antes da filmagem, Cobain se recusou a tocar. No entanto, ele apareceu no estúdio na tarde seguinte. Cobain estava sofrendo de abstinência de drogas e nervosismo naquele momento; um observador disse: "Não havia nenhuma brincadeira, nenhum sorriso, nenhum divertimento vindo dele. Por isso, todos estavam mais do que um pouco preocupados com seu desempenho."[4]

O Nirvana realizou as gravações para o MTV Unplugged em 18 de novembro de 1993, na Sony Studios em Nova York. Apesar de ser contra uma premissa do show, Cobain insistiu em tocar com o seu violão e com o seu amplificador e pedais de efeitos. Coletti construiu uma caixa falsa na frente do amplificador para disfarçá-lo como um calço do monitor. Coletti disse: "Isso deu segurança a Kurt. Ele estava acostumado a ouvir esse violão através de seu Fender. Ele queria ter esses efeitos. Você pode ouvi-lo em 'The Man Who Sold The World'. É apenas um violão, mas obviamente, ele passa por um amplificador." Nirvana foi acrescentada pelo guitarrista Pat Smear e pela violoncelista Lori Goldston, que tinha saído em turnê com a banda.[6] Cobain sugeriu que o palco fosse decorado com lírios de Stargazer, velas pretas, e um lustre de cristal. Então o produtor do show perguntou a Cobain, "Você quer dizer como um funeral?", ao qual o cantor respondeu: "Exatamente. Como um funeral."[7]

Ao contrário de muitos artistas que gravaram o show, o Nirvana filmou sua performance inteira em um único take.[8] O setlist da banda contou com quatorze músicas, incluindo seis versões covers.[7] A banda se esquivou de tocar os seus mais conhecidos sucessos. O único hit que a banda apresentou foi o seu single de 1992 "Come as You Are".[8] Cris e Curt Kirkwood do Meat Puppets, se juntaram à banda no palco para executar três músicas de sua banda com o Nirvana. O conjunto terminou com uma performance de uma canção tradicional "Where Did You Sleep Last Night" inspirado pelo blues de Leadbelly. Depois que a banda terminou, Cobain discutiu com os produtores do show, que queriam um bis. Cobain se recusou porque ele sentiu que não poderia ter um perfeito desempenho na canção.[9]

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg link
Entertainment Weekly (A) link
NME 9 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg link
Robert Christgau (A) link

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas por Kurt Cobain, exceto onde anotado.

  1. "About a Girl" - 3:37
  2. "Come As You Are" - 4:13
  3. "Jesus Wants Me for a Sunbeam" (Kelly/McKee; cover dos Vaselines) - 4:37
  4. "The Man Who Sold The World" (cover de David Bowie) - 4:20
  5. "Pennyroyal Tea" - 3:40
  6. "Dumb" - 2:52
  7. "Polly" - 3:16
  8. "On a Plain" - 3:44
  9. "Something In The Way" - 4:01
  10. "Plateau" (Kirkwood; cover dos Meat Puppets) - 3:38
  11. "Oh, Me" (Kirkwood; cover dos Meat Puppets) - 3:26
  12. "Lake of Fire" (Kirkwood; cover dos Meat Puppets) - 2:55
  13. "All Apologies" - 4:23
  14. "Where Did You Sleep Last Night" (cover de Leadbelly) - 5:08

Referências

  1. Nirvana Chart History: Billboard 200 (em inglês) Billboard. Visitado em 13 de março de 2011.
  2. Gold & Platinum Certification – March 2001 (em inglês) Music Canada. Visitado em 13 de março de 2011.
  3. Certificações de Nirvana (em português) ABPD. Visitado em 13 de março de 2011.
  4. a b c Cross, p. 302
  5. Scaggs, Austin (14 de julho de 2005). On an Honor Roll. Rolling Stone.
  6. a b di Perna, Alan (Março de 1995). "Season Finale". Guitar World.
  7. a b Cross, p. 304
  8. a b "Bare Witness: Nirvana Unplugged". Nirvana: MTV Unplugged in New York [DVD]. Geffen Records/MTV Networks, 2007.
  9. Cross, p. 305

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cross, Charles R. Heavier Than Heaven: A Biography of Kurt Cobain. Hyperion, 2001. ISBN 0-7868-6505-9

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.