MTV Video Music Awards

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
MTV Video Music Awards
Logotipo MTV VMA 2016.png
Logotipo da edição de 2016
Local Nova Iorque, Los Angeles, Las Vegas e Miami
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 14 de setembro de 1984
Detentor MTV
Sítio oficial

MTV Video Music Awards (acrônimo VMA) é uma das maiores premiações da música americana criada em 1984 pela MTV, de forma a enaltecer os melhores videoclipes do ano. Originalmente concebidos como uma alternativa aos Grammy Awards, o MTV Video Music Awards é agora um programa de entrega de prêmios da cultura pop, rock e hip hop respeitado. É apresentado todos os anos e são emitidos pela MTV, e ocasionalmente pela MTV2 e VH1. A premiação normalmente acontece em Nova Iorque, mas em ocasiões passadas foi realizada em outras três cidades: Los Angeles, Las Vegas, e Miami. Suas categorias foram reformuladas a fim de prestigiar mais os artistas e as músicas, não deixando de prestigiar os melhores videoclipes produzidos durante o ano.

As estatuetas entregues aos vencedores são muitas vezes chamadas de Moonman (Homem da Lua) dado que a estatueta é um astronauta na Lua, o que representa uma das primeiras representações da MTV. O período de eleição para os Video Music Awards começa a 1 de julho. Antes do ano de 2002, os VMAs eram tradicionalmente realizados na primeira quinta-feira de setembro, mas foi decidido adiar a cerimônia para uma semana antes para que não coincidisse com o aniversário dos Ataques de 11 de Setembro de 2001. Vários cantores se destacaram no VMA, uns do maiores nomes são Michael Jackson, Madonna, Britney Spears, Lady Gaga, Beyoncé, Christina Aguilera, Miley Cyrus, Eminem, Pink, entre outros. Beyoncé é a maior vencedora da história do VMA, com 27 prêmios ganhos, sendo 3 com o grupo Destiny's Child, 24 em carreira solo, e 8 conquistados em uma só noite. Seguida por Madonna com 21 prêmios e pelo Justin Timberlake que possui 18 prêmios ganhos, sendo 11 na carreira solo e 7 com a boyband 'N Sync. Em terceiro está Lady Gaga com 13 prêmios, sendo 8 ganhos em uma só noite, recorde , que compartilha com Beyoncé, de maior números de prêmios em uma só noite incluindo as categorias principais de melhor vídeo pop, vídeo feminino e vídeo do ano (categoria qual ela concorreu consigo mesmo entre Bad Romance e Telephone). A cerimônia relembra as melhores performaces sendo elas polêmicas ou marcantes por parte dos famosos.

Radio City Music Hall em Nova Iorque, local das primeiras edições do VMA.

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

1984[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1984

A atuação de Madonna na primeira edição dos MTV Video Music Awards, em 1984, é considerada uma atuação icônica na história da música. Ela subiu ao palco para cantar "Like a Virgin", usando um bustier/vestido de noiva, e seu cinto "Boy Toy", sua marca registrada. Durante a apresentação, Madonna rolou pelo chão, revelando suas ligas e meias de seda, ao mesmo tempo que fazia movimentos sexualmente sugestivos.[1] Mas o moonman de "melhor video feminino" foi para sua "rival" musical da época, Cyndi Lauper com "Girls Just Wanna Have Fun".

1985[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1985

O segundo VMA foi novamente realizado no Radio City Music Hall em Nova Iorque, onde foi apresentado por Eddie Murphy. Don Henley venceu na categoria "video do ano" e outros três "moonmans" com "The Boys of Summer". Sendo o vencedor do ano. O moonman de "melhor video feminino" foi para "What's Love Got To Do With It" de Tina Turner.

1986[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1986

Whitney Houston, que foi a primeira mulher Afro-americana a receber alta rotação na rede, realizada "How Will I Know" e "Greatest Love of All" no MTV Video Music Awards de 1986. A rede tinha recebido críticas por não reproduzir vídeos suficiente por artistas negros. Ela também ganhou o moonman de "melhor video feminino" com How Will I Know. Madonna recebeu o prêmio de "Video Vanguard Award" (Prêmio Vanguarda), com apenas 4 anos de carreira.

1987[editar | editar código-fonte]

No MTV Video Music Awards de 1987, Peter Gabriel ganhou os 9 prémios a qual estava indicado, com o sucesso de "Sledgehammer". Sendo o único a ganhar nove moonmas numa única edição. O moonman de "melhor video feminino" foi para Madonna, com "Papa Don't Preach". 1987: MTV Video Music Awards: Melhor Performance de Palco Bon Jovi

1988[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 1988

Michael Jackson fez o seu primeiro desempenho no VMA com a canção "Bad". Ele também foi premiado com o "Video Vanguard Award". American Music Award: Melhor Banda de Rock Bon Jovi

1989[editar | editar código-fonte]

A aparição controversa de Andrew Dice Clay nos MTV Video Music Awards de 1989 para promover seu recente filme, The Adventures of Ford Fairlane, custou-lhe uma "banição permanente" da emissora, devido ao uso excessivo de linguagem vulgar por parte do ator.[2] Jon Bon Jovi e Richie Sambora acabou por um lendário despojado performance acústica do Bon Jovi "Wanted Dead or Alive e "Livin 'on a Prayer", e no processo desde a centelha de inspiração para MTV Unplugged.

Paula Abdul foi indicada para seis prêmios, pegando quatro vitórias, e acabou o desempenho mais notável da noite. Ela comandou o palco do VMA com um medley de sete minutos de seus hits #1: "Straight Up", "Hearted Cold" e "Forever Your Girl

Após sua atuação nos VMAs de 1989 com Tom Petty, Izzy Stradlin, guitarrista da banda Guns N' Roses, se envolveu em uma agressão física com o vocalista do Mötley Crüe, Vince Neil, tendo levando a ataques verbais entre Vince e o vocalista do Guns N' Roses, Axl Rose, que defendeu Izzy.[3]

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

1990[editar | editar código-fonte]

No primeiro VMA da nova década, Madonna fez uma performance memorável e icônica de seu sucesso "Vogue". A apresentação contou com a cantora e seus dançarinos vestidos com uma temática do século XVIII francês. Madonna extraiu uma grande influência de Maria Antonietta para o ato. O desempenho de ambos consistiu uma reinterpretação do século XVIII, para a dramática de "Vogue", bem como seus seios fortemente expostos. Também houve a presença da banda de rock estadunidense, Faith no More, que fez uma performance fantástica com "Epic".

1991[editar | editar código-fonte]

Um conflito entre Bret Michaels (vocalista do Poison) e CC DeVille culminou em uma briga no VMA de 1991. DeVille foi demitido e substituído por Pensilvânia n guitarrista Richie Kotzen. Paul Reubens teve sua primeira aparição pública após uma detenção por conduta lasciva-no início daquele ano. Subir ao palco em traje como Pee Wee Herman, recebeu uma ovação de pé, depois que ele perguntou à platéia, "Heard qualquer boas piadas ultimamente?"

Ele também marcou a última aparição do Kiss com Eric Carr, antes da morte de Carr, que foi em novembro.

Este foi o último transmitido ao-vivo, pois Slash e Duff McKagan apareceram bêbados e dizendo vários palavrões.

1992[editar | editar código-fonte]

Kurt Cobain e Kist Novoselic, tocando "Lithium" no VMA de 1992.

MTV pediu ao Nirvana para executar "Smells Like Teen Spirit", enquanto a banda queria tocar novas canções "Rape Me" e "Tourette". Executivos da emissora continuaram a empurrar para "Teen Spirit", mas, finalmente, ofereceu à banda uma opção para tocar ou "Teen Spirit" ou "Lithium", que a banda aparentemente aceitou tocar. Na performance, Nirvana começou a tocar, e Kurt Cobain cantou as primeiras linhas da canção "Rape Me", para horror dos executivos da MTV, antes de começar a tocar "Lithium". Perto do fim da canção, frustrado que seu amplificador tinha parado de funcionar, o baixista Krist Novoselic decidiu jogar seu baixo para cima. Ele calculou mal a queda do instrumento, fazendo com que o mesmo caísse em sua testa, obrigando-o a sair do palco cambaleante.

Nos bastidores, antes do show, Axl Rose desafiou Cobain para uma luta depois que ele, sua esposa Courtney Love, e colegas de banda Nirvana Krist Novoselic e Dave Grohl, estavam destruindo equipamentos da banda, Guns N' Roses. Dave Grohl correu para o microfone e gritou: "Hey, Axl! Onde está Axl?" repetidamente. O GN'R ganhou o moonman de "melhor fotografia" por "November Rain" Durante o show, a banda tocou "November Rain" com Elton John. Por causa da disputa Rose teve com Cobain, momentos antes da performance de "November Rain". Cobain cuspia nas teclas do que ele pensava que era o piano de Axl. Cobain revelou mais tarde que ele ficou chocado ao ver Elton John tocar no piano, onde ele cuspiu durante o intervalo comercial.

jock-Howard Stern apareceu de super-herói. Stern era um apresentador para o "melhor video metal" com o ator Luke Perry (depois de várias outras celebridades recusaram).

1993[editar | editar código-fonte]

Madonna abriu o show com uma performance de gênero-dobra, de sua canção "Bye Bye Baby", em que ela tem em sua volta até dois cantores, vestidos de smoking e cartola. A cantora dançou com mulheres que estavam usando corsets, em uma coreografia de rotina, altamente sexual.

RuPaul e Milton Berle, que tiveram conflitos nos bastidores, mas apresentaram um prêmio juntos. Quando Berle inadequadamente tocou os seios de RuPaul, RuPaul disse "Então, você costumava usar vestidos, mas agora que você está usando fraldas."

O rapper Snoop Dogg apresentou o prêmio de "Melhor Vídeo R&B" com o Dr. Dre e George Clinton.

Além de ter faturado diversos prêmios, a banda Pearl Jam apresentou sua nova música Animal, e encerrou a noite tocando Rockin' in The Free World, ao lado de Neil Young.

1994[editar | editar código-fonte]

Em 8 de setembro, logo após uma aparição de profanidade-atado em The Late Show with David Letterman, Madonna foi anunciada para apresentar o prêmio de Melhor Vídeo de Grupo. Ela saiu, de braços dados com uma surpresa David Letterman, para uma ovação selvagem. Ao microfone, Letterman disse-lhe: "Vou estar fora do carro. Cuidado com a língua", e à esquerda.

Casados recentemente, Michael Jackson e Lisa Marie Presley recebeu uma ovação de pé enquanto caminhavam no palco de mãos dadas. Depois de ligar para o público e proclamar: "E basta pensar, ninguém pensou isso duraria", Jackson pegou Presley e a beijou. Perto do final da premiação, Michael Jackson tocou "Thriller" em homenagem a Kurt Cobain, que tinha morrido recentemente antes da premiação. Jackson afirmou mais tarde que Thriller era a canção favorita de Kurt e sua morte merecia sua música favorita.

1995[editar | editar código-fonte]

Courtney Love da banda Hole performou a canção "Violet" de seu álbum de estreia Live Through This. Esta foi uma das primeiras grandes performances televisivas feita por Love após a morte de seu marido Kurt Cobain e da morte do baixista de sua banda Kristen Pfaff em 1994. Antes de começar a canção, Courtney anunciou: "Isto é para Kurt, e Kristen, e River e Joe, e hoje Joni Abbott, isto é para você." A música terminou com Love jogando sua guitarra, batendo o microfone no meio da multidão e puxando caixas alto falantes com o colega de banda Eric Erlandson antes de sair do palco. Love também causou rebuliço quando ela interrompeu a entrevista pós-cerimônia com Kurt Loder e Madonna jogando seu CDs em Madonna.

Michael Jackson fez um medley de suas canções principais, e algumas canções novas, incluindo "Scream." Slash tocou guitarra em "Black or White".

TLC foi o grande vencedor da noite ganhando quatro prêmios, incluindo "escolha da audiência", "Melhor Vídeo de Grupo" e "Vídeo do Ano". World Music Awards: Melhor Banda de Rock do Ano Bon Jovi e Melhor Show do Ano "Live from London"

1996[editar | editar código-fonte]

Em 4 de setembro, os quatro membros originais do Van Halen recebeu 20 segundos de ovação, essa então era a primeira aparição pública juntos, desde o seu break-up em abril de 1985. Nos bastidores, depois de apresentar um prêmio para Beck, a reunião azedou-se amargamente, e alegadamente, David Lee Roth e Eddie Van Halen quase chegou às vias de fato.

Várias semanas depois, o público descobriu que Van Halen não queria se reunir com Roth. Roth divulgou um comunicado pedindo desculpas aos fãs, afirmando que ele era um participante involuntário de um golpe publicitário para vender mais cópias do álbum de coletânea dos maiores sucessos da banda,Best Of Vol.. 1, e que tinha sido levado a acreditar que ele tinha a obrigação de uní-los novamente. No dia seguinte, Eddie e Alex Van Halen divulgaram um comunicado, afirmando que eles haviam sido honestos com Roth e que nunca levaram-no a acreditar que ele tinha sido recontratado.

Oasis realizadou 'Champagne Supernova', com o vocalista Liam Gallagher fazendo gestos rudes no irmão Noel, ele estava tocando seu solo de guitarra, em seguida, cuspiu cerveja por todo o palco antes de sair.

Alanis Morissette realizou "Your House", uma faixa escondida de seu álbum best-seller "Jagged Little Pill". O desempenho não tinha nada a ver com ela um 1995. O início e o fim da canção foram cantados a cappella, enquanto o resto era jogado com apenas uma guitarra no palco. No final Morissette chegou perto das lágrimas .

O recém-reunido Kiss fechou o show com um concerto especial que foi ao ar direto da Brooklyn Bridge.

As Spice Girls durante o VMA 1997, a única vez que o grupo ganhou um moonman.

1997[editar | editar código-fonte]

Pat Smear anunciou que estava deixando o Foo Fighters no meio do seu desempenho e apresentou seu substituto, Franz Stahl que tinha sido um membro da banda Scream com Dave Grohl.

Puff Daddy lançou seu primeiro álbum No Way Out, caracterizando o sucesso único "I'll Be Missing You", dedicado ao recentemente assassinado Notorious BIG. A canção contem samples da canção do The Police "Every Breath You Take". Todos estes artistas cantaram a música com o ex vocalista da banda, Sting.

A dupla de apresentadores estranhos Martha Stewart e Busta Rhymes daquele ano atraiu muita conversa na imprensa. Eles apresentaram o prêmio de melhor vídeo dance para as Spice Girls para seu vídeo da música "Wannabe", usando uma pulseira preta em seu braço esquerdo em sinal de luto por causa da morte da Princesa Diana de Gales antes da evento.

Embora aceitando o "MTV Video Music Award para Melhor Vídeo de Artista Revelação" daquele ano para "Sleep to Dream", Fiona Apple não apelou para sua audiência revelando não ser apaixonada pela vida de celebridade. Ela proclamou: "este mundo é uma merda" e citou Maya Angelou, dizendo que "ir com você mesmo." Apesar de seus comentários geralmente serem recebidos com gritos e aplausos na cerimônia de premiação, a reação da mídia foi enorme. Alguns consideraram seus comentários hipócritas, de ver uma contradição entre a sua aparição em um vídeo musical em apenas roupas íntimas, e dizendo às mulheres jovens para ignorarem a cultura da celebridade. No entanto, ela não se desculpou: "Quando eu tiver algo a dizer, eu vou dizê-lo."

O roqueiro Marilyn Manson cantou a música "The Beautiful People", como o grand finale, e o vídeo para esta canção foi nomeado para "Melhor Vídeo de Rock" e "Melhores Efeitos Especiais", marcando uma das performances mais significativas para o cantor.

1998[editar | editar código-fonte]

Brandy e Monica realizaram "The Boy Is Mine" juntas ao vivo pela primeira vez . Pondo enfim, as especulções da midia sobre as duas serem rivais .

Durante a transmissão original do show, um comercial desbotado da Nine Inch Nails em uma tela preta durante a reprodução de uma combinação de música que começou como uma peça para piano solo e se transformou em uma eletrônica / industrial beat (que mais tarde descobriu-se as músicas "La Mer" e "Into the Void", que compartilham muitos componentes melódicos e pode ser considerado , tendo variações sobre um tema) e terminou com Trent Reznor gritando "Tentei salvar a mim mesmo, mas me mantive fugindo" e a palavra "ninetynine" na marca NIN. Isso só foi mostrado uma vez durante a transmissão original, foi editado fora de todas as repetições, e geralmente visto como um sinal do que seria o tão esperado The Downward Spiral que seria lançado no início de 1999. O trabalho teve continuo no álbum através do primeiro semestre de 1999, e Nine Inch Nails realizaram a faixa-título "The Fragile" fora do duplo CD no 1999 MTV Video Music Awards quase um ano para o dia do comercial "ninetynine".

Madonna performa a canção "Shanti/ Ashtangi" e o hit "Ray of Light", com direito a Lenny Kravitz na guitarra.

Geri Halliwell participou do evento, uma de suas primeiras aparições públicas desde que ela deixou as Spice Girls em maio. Ela apresentou o vídeo do ano, que foi para Madonna, com "Ray of Light."

A atriz Rose McGowan, que tinha chegado com o então namorado Marilyn Manson, estava usando uma teia para ver através das roupas, sem sutiã e com uma calcinha fio dental, enquanto Mariah Carey e Whitney Houston zombaram de rumores, vestindo vestidos cor de chocolate por Vera Wang. Em uma tentativa de superar uma á outra, as cantoras arrancaram pedaços de seus vestidos para revelar saias curtas, e encenaram uma catfight, que deixou o público em descrença. "As pessoas achavam que Whitney e eu tinha algum tipo de carne", explicou Carey.

1999[editar | editar código-fonte]

A premiação conteve vários apresentadores, mas o destaque foi para Paul MacCartney e Madonna.

Madonna recebeu uma homenagem de várias "drag queens" (por seu grande apoio à comunidade gay), usando looks famosos da cantora, e dublando trechos de alguns de seus maiores sucessos até então.

Lil' Kim apareceu no VMA com um peito todo exposto contendo apenas um pedaço minúsculo de tecido sobre o mamilo. A roupa de Kim tornou-se ainda mais controversa mais tarde, quando ela apareceu no palco com Mary J. Blige e Diana Ross para apresentar o prêmio de Melhor Vídeo Hip-Hop, e Ross estendeu a mão, e colocou sua mão debaixo da mama exposta sacudindo-a enquanto Kim ria .

Em seguida durante o discurso de aceitação pelos Beastie Boys, o membro do grupo Ad-Rock abordou á casos de estupro e agressão sexual que ocorreu no meio da multidão na então recente turnê Woodstock 1999 . Ele implorou para os outros músicos na sala para fazer uma mudança na forma como eles tratam os fãs nos shows, e prometeu conversar com promotores e seguranças para garantir.

Afeni Shakur e Voletta Wallace, as mães dos recém mortos Tupac Shakur e The Notorious BIG, reuniuram-se pela primeira vez na cerimônia.

TLC ganhou "Melhor Vídeo de um Grupo" para "No Scrubs" batendo o favoritismo das boybands da época, Backstreet Boys, N' Sync, e Spice Girls. O grupo feminino recebeu uma ovação de pé da platéia e dos artistas.

A cantora Britney Spears não ganhou nenhuma de suas quatro indicações, o que foi inesperado já que seu primeiro álbum ...Baby One More Time tinha recentemente sido certificado como disco de diamante nos Estados Unidos, porém ela exibiu ótimos passos de dança ao apresentar seu single de grande sucesso, que é a faixa-título de seu álbum de estréia.

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

2000[editar | editar código-fonte]

No primeiro Video Music Awards dos anos 2000, D'Angelo e Jennifer Lopez apresentaram o prêmio de "Melhor Vídeo de Rock" para Limp Bizkit. Eminem performou seu dois singles The Real Slim Shady e The Way I Am, o desempenho começou com Eminem cantando seu single The Real Slim Shady, que começou fora do Radio City Music Hall na Avenida 6, de Manhattan. Eminem continuou a sua performance na arena e foi seguido pelos seus 'clones' identicos a eles, vestindo as mesmas roupas que ele, e com os cabelos tingidos de loiro.

Britney Spears cantou "(I Can Get No) Satisfaction" e seu hit "Oops!... I Did It Again", o que veio a se tornar uma das performances mais icônicas da história do VMA, porém bastante controversa, pois a mesma fez strip-tease e usava trajes da cor da pele. Novamente não ganhou nenhuma de suas 4 indicações.

Cristina Aguilera e Britney desmentiram os rumores de uma rivalidade quando subiram ao palco, de mãos dadas, e introduziram Whitney Houston. Houston, que tinha sido alvo da mídia para o comportamento errático, rumores uso de drogas e ser presa por portar maconha em um aeroporto Hawaii apenas alguns meses antes, levantou a cabeça e foi ovacionada de pé e junto com Bobby Brown, recentemente libertado da prisão introduziu um prêmio para Eminem. Houston mostrou um comportamento mais errático, pulando para cima e para baixo dizendo "free" em referência a liberação de Brown prisão recente.

2001[editar | editar código-fonte]

Ao começar o novo milênio e o século XXI, Britney Spears deu outra performance memorável, quando subiu ao palco usando roupas sensuais para cantar seu novo single, I'm a Slave 4 U, complementada por coreografia incrível e sensual e um traje muito revelador. A performance é provavelmente mais lembrada por apresentar a cantora em uma jaula com um tigre e brevemente dançando com uma cobra da espécie albina-birmanês Python em seus ombros. A inclusão de um tigre e uma cobra na performance ganharam uma montanha de críticas geradas pela PETA.

U2 havia sido definido para executar um medley incluindo "Elevation", "Beautiful Day" e "Stuck in a Moment You Cant Get Out Of". O espelho que estavam realizando no perdeu o poder e a MTV teve que cortar a vários minutos de promos, enquanto tudo estava instalação novamente. Eles perderam o poder novamente e finalmente a banda foi rebaixada para o chão e realizados sem o riser. Vocalista Bono fez referência após a realização MTV que "se esqueceu de pagar a factura de electricidade."

Oito vezes vencedor do VMA, em 2001 Michael Jackson fez uma aparição surpresa no final do desempenho do 'N Sync de "Pop" e, cercado por membros do grupo, apresentou alguns de seus movimentos de dança marca a beatboxing de Justin Timberlake.

A mostra presta homenagem a cantora e atriz R&B Aaliyah, que era suposto apresentar um prêmio, mas morreu no fim de semana anterior, de um acidente de avião de pequeno porte. U2 prestou homenagem ao cantor punk Joey Ramone, que morreu de linfoma quatro meses antes.

2002[editar | editar código-fonte]

O VMA de 2002 aconteceu no dia do aniversário de Michael Jackson, e como um tributo, Britney Spears apresentou-o dizendo que "considerou-o o artista do milênio". Jackson disse: "Quando eu era um garotinho crescendo em Indiana, se alguém me disse que eu receberia o prêmio de "artista do milênio" , eu nunca teria acreditado." Um ano mais tarde, no VMA 2003, este foi parodiado pelos apresentadores Fred Durst e Jack Black, com Durst afirmando que Black era o "homem mais engraçado vivo."

Eminem teve um confronto com Moby, que chamou a música do rapper de misógina e homofóbica. Por esse tempo, houve vaias diversas da multidão. O prêmio de Melhor Vídeo Feminino foi dado a Eminem logo após o confronto com a Triumph e Moby, e quando Eminem foi palco para pegar o prêmio, no meio do seu discurso, ele desafiou Moby para lutar se ele continuasse a falar.

Christina Aguilera chocou a platéia ao aparecer vestindo uma roupa e maquiagem pesada, como um "Sex Simbol", sendo contrastante à imagem que todos antes tinham por ela, pois antes sua personalidade era de boa menina. Ela faz parte de um momento constrangedor na premiação, ao entregar o prêmio de "Melhor Vídeo Masculino" para Eminem, que em seguida a insultou, no ano 2000.

Shakira faz uma performance da canção Objection (Tango), com fortes tambores e uma dança bastante sexy de início. Ela termina a apresentação se jogando em meio ao público.

Avril Lavigne ganhou seu primeiro prêmio como "Melhor Artista Novo em um vídeo", logo detendo o recorde de artista mais jovem a ganhar este prêmio (tal recorde pertenceu a ela até 2010), quando tinha 17 anos de idade. Ela agradeceu cantando os hits "Complicated" e "Sk8er Boi".

Axl Rose revelou a nova formação do Guns N' Roses. Set da banda foi finale da série, e, embora o desempenho era para ser mantido em segredo, alguns New York Times anunciou rádios o desempenho no início do dia. A banda tocou um conjunto constituído de "Welcome to the Jungle", "Madagascar" e "Paradise City".

2003[editar | editar código-fonte]

Madonna interpretou um noivo beijando as noivas, Britney Spears e Christina Aguilera, no palco. A inversão de papéis de gênero e tema lésbico instantaneamente ganharam as manchetes de primeira página, porém o beijo de Madonna em Aguilera não foi muito lembrado. As três cantoras apresentaram um medley do sucesso de Madonna, "Like a Virgin", e seu último lançamento, em seguida, "Hollywood", com uma rapper convidada, Missy Elliott. O desenho se assemelhava a performance de Madonna de "Like a Virgin" no VMA 1984: O conjunto do mesmo bolo de casamento, vestidos de noiva e "Boy Toy", faixa usada por Madonna em 1984 agora adornada por Aguilera e Spears.

Beyoncé fez uma entrada descendo de cabeça para baixo das vigas no Radio City Music Hall. Knowles cantou "Baby Boy", como ela foi gentilmente abaixou para o palco, vestido com calças de harém. Logo depois ela se junta a Jay-Z, interpretando o dueto "Crazy in Love". O desempenho marcou a estréia solo da artista.

2004[editar | editar código-fonte]

O MTV Video Music Awards foi realizado no American Airlines Arena, em Miami, Florida. Esta foi a primeira vez que a premiação foi realizado fora de Nova Iorque e Los Angeles. E foi a primeira vez que o VMA não foi exibido. Cher foi homenageada com o "Prêmio Vanguarda" em comemoração de seus 40 anos de carreira e o Moonman de "Clipe do Ano" foi para outKast com "Hey Ya!".

2005[editar | editar código-fonte]

O Green Day voltou levando para casa o moonman de "Melhor Vídeo Rock", "Melhor Vídeo de Grupo" e "Vídeo do Ano" Moonman com o sucesso de "Boulevard of Broken Dreams", que eles realizaram durante o broadcast. Eles também levaram o prêmio de "Escolha do Visualizador" para "American Idiot".

A atriz Eva Longoria causou um rebuliço quando ela apareceu vestida apenas para introduzir Mariah Carey.

Gwen Stefani e Snoop Dogg ganharam prêmios de mais bem vestido feminino e masculino e recebeu a doar para uma instituição de caridade de sua escolha.

O VMA 2005 foram os primeiros a ter performances em espanhol, quando Shakira, Daddy Yankee, Don Omar e Tego Calderon se apresentaram. Foi a primeira vez que vídeos espanhóis foram nomeados na premiação, com a nova categoria "Melhor Video de um Artista Latino".

Kelly Clarkson executou uma versão de alta energia de sua canção "Since U Been Gone" descalço vestindo uma blusinha rasgada e calças Capri. Clarkson se mudou no meio da multidão durante a performance, que culminou com a cantora ficar pulverizada com água. Ao final da canção, ela e uma parte da platéia estava molhada.

2006[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2006

Quando Jennifer Lopez anunciou o "Vídeo do Ano" para o Panic! At The Disco com "I Write Sins Not Tragedies", um homem saltou da platéia, pegou o microfone e se identificou como "Sixx". A banda apesar de ter ganho o moonman de "Video do Ano", perdeu o de "Melhor Novo Artista" para o Avenged Sevenfold, o que foi inesperado, a cantora Rihanna, também concorreu a esta categoria.

2007[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2007

Britney Spears chocou o mundo pop, pelo seu tão aguardado "comeback", com o single Gimme More. Até a campanha publicitária de pré-show comentou sobre sua aparência. Ela parecia estar drogada, com playback, danças pobres e mostrando um físico fora de forma. Depois de supostamente jogar de lado a fantasia, aparece usando um top brilhante e uma calcinha. A performance recebeu críticas negativas e até paródias, porém é uma das mais lembradas da premiação.

O queridinho dos EUA naquela época era Chris Brown, que faz uma performance ovacionadora, de um medley, com vários de seus hits até então. Em meados da apresentação, há uma intervenção de Rihanna (namorada do rapper na época e a queridinha do momento no país, assim como o companheiro), que entra no palco ao som do hit Umbrella, tornando-se um dos momentos mais memoráveis da história da premiação.

Kid Rock e Tommy Lee estavam envolvidos em uma briga durante a realização de Alicia Keys. Lee estava sentado com o mágico Angel Criss quando os dois foram visitar Diddy, que estava sentado perto de Kid Rock. Kid Rock supostamente perfurado Tommy Lee na cara. Os dois foram quebrados, e ambos foram acompanhados para fora do resort. Anjo foi removido pouco tempo depois.

Justin Timberlake ganhou "Melhor Video Masculino", Fergie "Melhor Video Feminino", Fall Out Boy "Melhor Video de um Grupo"

E por fim, Rihanna, a maior vencedora da noite, ganha seus primeiros moonmans, com "Video do Ano" e "Video Monstro do Ano" (ex "Video da Escolha da Audiência") pelo sucesso de "Umbrella", que também foi considerado o melhor video do ano e a música mais tocada em 2007.

2008[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2008

Britney Spears recebeu à todos para o aniversário de 24 anos do Video Music Awards.

Rihanna abriu o show com seu então hit #1 "Disturbia", com uma roupa preta de couro, performando juntamente de vários dançarinos vestidos de zumbis.

Depois de 16 nomeações, Spears finalmente ganhou seu primeiro moonman, sendo a maior vencedora da noite, ganhando nas categorias "Melhor Vídeo Feminino", "Melhor Vídeo Pop" e "Vídeo do Ano" por Piece of Me, marcando o início do retorno de Britney ao cenário musical após conturbados e comentados anos em sua vida.

Russell Brand também fez comentários sobre os Jonas Brothers para usar anéis de pureza. Marca mais tarde enfrentou críticas por sua furtos no trio. Ele confirmou seu pedido de desculpas no MTV Video Music Awards 2009, dizendo "perturbar o Jonas Brothers no ano passado, eu tive que pedir desculpas para eles e eles me perdoaram, eles são cristãos". Durante a sua introdução de T.I. e desempenho de Rihanna, Jordin Sparks que também usa um anel de pureza, defendeu os Jonas Brothers dizendo: "Não é ruim usar um anel de compromisso, porque nem todo mundo cara, ou menina, quer ser uma vagabunda." Centelhas por sua vez foi criticado por o que implica que aqueles que não usam anéis de pureza ou não se abster são promíscuas.

2009[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2009

A Premiação começou com uma homenagem de Madonna fazendo um pequeno discurso sobre o Michael Jackson, depois coreografos e dançarinos fizeram peformances com os maiores hits do Rei do Pop, que encerrou com Janet Jackson fazendo uma atuação de Scream. Mais tarde, a premiação mostrou ao mundo um trailer de This is It.

Lady Gaga com um moonman no VMA 2009.

A cantora country Taylor Swift ganhou "Melhor Vídeo Feminino" por "You Belong With Me". Durante seu discurso de agradecimento, o rapper Kanye West apareceu inesperadamente no palco tomando o microfone de Swift, ele falou: "Yo Tay, eu estou realmente feliz por você, mas Beyoncé tem um dos melhores vídeos de todos os tempos. Um dos melhores vídeos de todos os tempos!" depois que o West deu o microfone de volta para Swift, e assim ela não terminou o seu discurso. No entanto, quando Beyoncé ganhou "Vídeo do Ano" para "Single Ladies", ela chamou Swift ao palco para "ter o seu momento." Em uma parte off-the-record de uma entrevista no dia seguinte, o presidente Barack Obama chamado Ocidente um "jackass" por suas travessuras. Durante uma pós-entrevista, Jay-Z admitiu que West estava errado em entrar no palco, mas ele pensava que as pessoas estavam exagerando ao incidente.

Beyoncé realiza uma performance histórica, com sua coreografia bem conhecida de "Single Ladies", e com mais de duas dezenas de bailarinas dançando junto a ela no palco.

Lady Gaga, depois de cantar "Paparazzi" chocou o público quando pareceu a sangrar no palco. No dia seguinte o jornal americano The New York Times, publicou uma nota, elogiando a performance e considerando uma das melhores da década. Gaga ganha o prêmio de Vídeo Revelação por Poker Face.

Lady Gaga e Beyoncé recebeu cada uma nove indicações e venceram três cada, sendos os destaque da noite, com Beyoncé trazendo para casa a sua mais alta honraria, o Vídeo do Ano por Single Ladies. Green Day também ganhou três prêmios por sua canção "21 Guns". Taylor Swift e Cobra Starship ganharam cada um seus primeiros moonmans, e Britney Spears também ganhou seu quarto moonman, com "Melhor Video Pop", por "Womanizer", porém não compareceu ao evento, pois estava em turnê.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

2010[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2010

Abrindo os anos 2010, Lady Gaga quebrou o recorde de maior número de indicações em uma única edição com 13, levando para casa oito prêmios (sete para "Bad Romance" e um para "Telephone"). Durante o discurso do recebimento de vídeo do ano por Bad Romance, Lady Gaga que usava um chocante e icônico vestido de carne revelou o título de seu álbum seguinte, Born This Way, e cantou uma parte da faixa-título. Sua vitória ficou amarrada a do A-ha com "Take on Me" em 1986, que teve o segundo maior número de vitórias. (Peter Gabriel já ganhou 9 em 1987).

Justin Bieber ganhou o prêmio de "Melhor Artista Novo", quebrando o recorde que Avril Lavigne detinha desde 2002, agora, fazendo dele o artista mais jovem a ganhar um VMA, com apenas 16 anos.

Um ano depois de um incidente em que Kanye West interrompeu o discurso de Taylor Swift, a cantora realizara o ato de sua música "Innocent", falando muito bem sobre ele, enquanto o West realizava "Runaway", que apontou para si mesmo para esse mesmo incidente.

Eminem, que abriu a premiação com o hit "Love The Way You Lie" ao lado de Rihanna, não recebeu seus prêmios pessoalmente, por deixar imediatamente o concerto, para ir tocar com Jay-Z no The Home & Tour em Nova Iorque no dia seguinte.

No geral, o show pegou um impressionante 11,4 milhões de telespectadores, o segundo com maior audiência até então perdendo apenas para o Video Music Awards de 2007, até então.

Lady Gaga com o seu alter ego, Jo Calderone no VMA 2011.

2011[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2011

Foi a noite de maior audiência da história da MTV Americana, com 12,4 milhões de espectadores.

A premiação começou com Lady Gaga encarnada em seu alter ego masculino Jo Calderone, a artista também fez o número de abertura: mostrou em palco o seu novo single, "Yoü and I".

Lady Gaga retornou ao palco, ainda em seu alter ego para apresentar o tributo a Britney. Com um longo discurso de abertura, citando Britney Spears, que foi a grande homenageada da noite com um número especial de dança e o prêmio já recebido por Michael Jackson, o “Video Vanguard Award". Um número musical tomou conta do VMA, exibindo as principais coreografias e looks usados por Britney nos últimos 12 anos. Exigindo que todos ficassem de pé, Gaga chamou Britney para receber seu prêmio. As duas brincaram sobre repetir o beijo lésbico (exatamente igual ao que Britney e Madonna deram, 8 anos antes), mas Spears saiu sorridente, dizendo que já tinha feito isso antes.

Após agradecer o prêmio, Britney introduziu a performance de Beyoncé, que cantou Love On Top, e anunciou a sua gravidez, sendo a cantora mais comentada da noite nas redes sociais. Britney também ganhou um moonman por "Till the World Ends" na categoria "Melhor Vídeo Pop".

A Cantora britânica Jessie J com o tornozelo machucado, fazia números de transição entre os intervalos.

A fim de se "desculpar" pelas poucas nomeações e seu aclamado álbum Born This Way a premiação criou uma nova categoria denominada "Melhor clipe com uma mensagem" e o prêmio foi dado à Lady Gaga e sua canção de autoajuda Born This Way.

2012[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2012

Com uma queda brusca na audiência, com quase a metade da edição anterior, o MTV Vídeo Music Awards do ano de 2012 foi sediado no Staples Center no dia 6 de setembro, voltando a ser realizado numa quinta-feira, algo que não ocorria há algumas edições.

Teve-se a abertura com Rihanna cantando Cockiness (Love it) e We Found Love com participação de Calvin Harris.

Ocorreram apresentações do One Direction, Green Day, Alicia Keys, Lil Wayne com 2 Chainz, P!nk, e a última performance foi de Taylor Swift.

Nicki Minaj levou o prêmio de Melhor Vídeo Feminino por Starships.

One Direction levou os prêmios de Melhor Vídeo Pop e Artista Revelação.

Já o prêmio mais aguardado da noite, o de "Vídeo do Ano", foi para Rihanna e Calvin Harris, com o sucesso We Found Love.

2013[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: MTV Video Music Awards de 2013

O MTV Vídeo Music Awards de 2013 voltou a ser sediado em Nova Iorque depois de quatro anos, mais precisamente no Brooklyn. É a trigésima edição da premiação que foi realizada pela primeira vez em 1984.

A abertura da cerimônia foi de Lady Gaga cantando Applause, caracterizada por uma constante troca de figurinos e perucas.

A apresentação mais comentada e mais lembrada da edição, ficou com Miley Cyrus, que abriu a performance ao som de "We Can't Stop", e em seguida Robin Thicke subiu ao palco, e fez um duo da canção "Blurred Lines" com a cantora. Miley causou polêmica por sua ousadia ao vivo, e deixou o público tradicional americano em choque durante semanas. A cantora inclusive teve 360 mil comentários no Twitter por minuto, tornando- se o assunto mais comentado da noite. Mais tarde Cyrus e Ticke deram explicações sobre o show. Este (Robin) afirmou que a cantora só estava sendo "safadinha".

Ocorreu ainda uma performance especial de Justin Timberlake, apresentando os seus maiores sucessos durante a fase 'N Sync (com direito a participação dos outros integrantes que formavam o grupo) e os em carreira solo. O cantor ainda levou pra casa o prêmio Vanguard Award.

O prêmio de Melhor Vídeo Feminino foi para Taylor Swift, com I Knew You Were Trouble.

Quem recebeu o de Melhor Vídeo Pop, foi a cantora teen Selena Gomez, com Come & Get It.

O Melhor Vídeo de Rock, foi para a banda 30 Seconds To Mars, com Up in the Air.

O moonman de Vídeo do Ano foi para Justin Timberlake, com Mirrors.

Quem fechou a premiação, foi [[Kat

  1. Madonna, 1st annual MTV Video Music Awards, 1984, VMAs Greatest Moments - Party Photos - Parties - In Style
  2. Andrew Dice Clay at Hollywood.com
  3. Here Today... Gone To Hell! - Guns N' Roses History