MX Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
MX Linux

Arquiteturas x86 x86-64
Modelo do desenvolvimento Código aberto
Lançado em 24 de março de 2014 (5 anos)
Versão estável 17.1[1] / 14 de março de 2018; há 11 meses
Língua natural Inglês
Mercado-alvo Usuários comuns, Usuários avançados, Usuários de Mac ou Windows
Família Debian
Núcleo Linux
Método de atualização dpkg / Synaptic
Gerenciamento de pacotes APT
Interface Xfce
Licença GPL e outras licenças de softwares livres
Estado do desenvolvimento Corrente
Website mxlinux.org
Posição no Distrowatch MX Linuxª (em inglês, em castelhano, em francês, em alemão, em tcheco/checo, em japonês e em chinês).
Origem comum  Estados Unidos
Portal do Software Livre

MX Linux é uma distribuição Linux baseada em Debian Stable(estável) que utiliza o ambiente de desktop Xfce. Utiliza componentes da distribuição antiX e softwares adicionais criados e/ou empacotados pela comunidade MX.[2][3][4][5][6][7][8][9][10][11][12] É desenvolvido como um projeto de cooperação entre as comunidades antiX e ex-MEPIS com o objetivo de usar as melhores ferramentas e qualidades de cada uma destas distribuições. O objetivo da comunidade é: "combinar um elegante e eficiente desktop com configuração simples, de alta estabilidade, desempenho sólido e ter 'peso' médio."[13]

História[editar | editar código-fonte]

MX Linux começou em uma discussão sobre opções futuras entre os membros da comunidade MEPIS em dezembro de 2013.[14] os desenvolvedores da antiX, em seguida, se juntaram a eles, trazendo a construção da ISO do sistema, bem como a tecnologia Live-USB/DVD. Para ser listado no DistroWatch, MX Linux foi inicialmente apresentado como uma versão da antiX. Ela recebeu sua própria página no DistroWatch como uma distribuição separada com o lançamento da primeira versão Beta pública do MX-16 em 2 de novembro de 2016.

MX-14 foi baseada no Debian Stable "Wheezy" e utilizado pela primeira vez Xfce 4.10 e em seguida, com a 14.4, Xfce 4.12. O MX-14 foi destinada para caber em um CD, uma restrição que limita as aplicações que poderiam ser incluídas. Esta série viu a evolução gradual do MX Tools(ferramentas do MX), uma coleção de utilitários projetados para ajudar o usuário com uma variedade de tarefas comuns que são muitas vezes complicadas e obscuras. Muitas dessas ferramentas foram desenvolvidas especificamente para o MX, enquanto algumas foram bifurcadas de aplicativos da antiX; algumas foram importadas com permissão de fontes externas.

MX-15 movidos para o novo Debian Stable "Jessie" usando systemd-shim, o que significa que o systemd é instalado, mas o padrão de inicialização é sysvinit.[15] A limitação de tamanho foi levantada, permitindo aos desenvolvedores apresentar ao usuário uma solução completa do produto. Ocorreu uma expansão substancial do MX Tools.

MX-16 ainda era baseado no Debian Stable "Jessie", mas com muitos aplicativos portados(backported) e adicionados, bem como a partir de outras fontes. Também tinha adições e melhorias para MX Tools, importação de desenvolvimentos avançados da antiX, suporte expandido, e ícones, temas e papéis de parede completamente novos.

MX-16.1 coletou todas as correções de bugs e melhorias desde o MX-16, e acrescentou uma novo tema kingfisher, MX Tools atualizadas e simplificadas, documentação revisada e novas traduções.

MX-17 mudou sua base para o Debian 9 (Stretch), e trouxe atualizados arte visual, novo MX Tools, melhoria de operação Live via antiX e muitas outras mudanças descritas no MX Blog.

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

Versão Lançamento
MX-17 15 de dezembro de 2017
MX-16.1 8 de junho de 2017
MX-16 13 de dezembro de 2016
MX-15 24 de dezembro de 2015
MX-14.4 22 de março de 2015
MX-14.3 3 de dezembro de 2014
MX-14.2 30 de junho de 2014
MX-14.1.1 18 de junho de 2014
MX-14 27 de março de 2014 (não-PAE)
MX-14 24 de março de 2014 (PAE)

Requisitos[editar | editar código-fonte]

Para instalar o MX Linux são recomendados:[16]

Requisito Desktop
Memória RAM 1 GB
Disco rígido (espaço livre) 10 GB
Mídia Pendrive com a mídia de instalação(ISO)

Referências[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]