Mac Taylor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
McKenna Llewellyn Taylor
Personagem de CSI: NY
Outro(s) nome(s) Mac Taylor
Nascimento 1 de novembro de 1965
Origem Chicago,  Estados Unidos
Sexo Masculino
Afiliações Departamento de Polícia de Nova York
Família Esposa: Claire Conrad (2001)

Pai: McKenna Boyd Taylor
Noiva: Christine Whitney

Amigo(s) Stella Bonasera, Danny Messer, Jo Danville, Lindsay Monroe Messer, Don Flack, Sid Hammberback, Sheldon Hawkes, Adam Ross
Série(s) CSI: NY
Temporada(s) 9
Primeira aparição MIA/NYC NonStop
Última aparição Today is Life
Interpretado por Gary Sinise
IMDb IMDb
Projecto Televisão  · Portal Televisão

McKenna 'Mac' Llewellyn Taylor[1] (Chicago, 1 de novembro de 1965), mais conhecido como Mac Taylor, é uma personagem fictícia da série de televisão CSI: NY.

História[editar | editar código-fonte]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Mac é natural de Chicago.[2] Seu pai, McKenna Boyd Taylor, foi um veterano da Segunda Guerra Mundial que participou da libertação de Auschwitz-Birkenau em 1945. Ele morreu de câncer, enquanto Mac estava no Corpo de Fuzileiros Navais.[1]

Mac foi casado por ano com Claire Conrad Taylor. Sua esposa foi morta no atentado terrorista de 11 de setembro.[3] Antes de se casar com Mac, Claire teve um filho chamado Reed Garrett. Muito jovem na época, ela o entregou para adoção. Mais tarde, conheceu e casou-se com Taylor omitindo-lhe a verdade. Quando adulto, Reed tenta localizar sua mãe biológica e encontra Mac. Isso ocorre alguns anos depois de Claire ser morta, no entanto, os dois formam uma relação amigável.[4]

Na terceira temporada, Taylor se envolve a médica legista Dr.ª Peyton Driscoll. Eles enfrentaram algumas dificuldades em manter seu relacionamento e permanecerem profissionais no trabalho. Planos para jantares e de aproveitar tempo juntos estão, constantemente, a ser interrompidos pelas exigências do trabalho. Em um exemplo, no aniversário de Mac, a carga de trabalho era tal que, a festa de aniversário de Peyton para ele foi reduzida a ela comprar-lhe um cupcake de uma das máquinas de venda automática do escritório e acender uma vela em cima dele. Mac, inicialmente, desejava manter a relação dos dois em segredo, apesar de Peyton ser mais aberta sobre o assunto. Ela ficou profundamente magoada quando acariciava o rosto de Mac, ele tirou a mão dela de seu rosto quando notou Stella Bonasera se aproximando, e quando Mac, acidentalmente, a chamou de “Claire”, o nome de sua falecida esposa. Isso a levou a romper com Taylor, mas logo depois o casal reconciliou-se. Mais tarde, Mac revelou para o resto da equipe de seu relacionamento, onde ninguém manifestou qualquer objecção. À Peyton foi oferecida uma viagem de 10 dias a Londres para assistir a uma conferência, e ela convidou Mac para acompanhá-la. Ele concordou. Mac voltou a Nova York sem Peyton, que decidiu ficar um pouco mais para se reunir com sua família, embora no final, ela tenha decidido ficar morando em Londres.[5]

Serviço militar[editar | editar código-fonte]

Mac juntou-se ao Corpo de Fuzileiros Navais, e foi um veterano dos atentados de Beirute (onde foi gravemente ferido e tem uma cicatriz bem perto de seu coração) e da Guerra do Golfo. Depois de servir na Marinha, ele foi dispensado em março de 1992, tendo alcançado o posto de Major.[1]

Mudança e trabalho em NY[editar | editar código-fonte]

Mac é natural de Chicago,[1] [2] porém mudou-se para New York depois de sua dispensa da Marinha.

Detective Taylor é o último membro da Departamento de Polícia de Nova York (NYPD) contratado durante o mandato de Rudy Giuliani como prefeito da cidade.[4] Ele é chefe do Departamento de Investigação da Polícia de Nova Iorque e da equipa CSI. Ao longo da série, Mac revela que irá proteger três coisas a qualquer custo: a honra do seu país (através do serviço militar), a segurança da sua cidade (através do seu trabalho CSI) e a integridade do seu laboratório (através de decisões difíceis como despedir Aiden Burn e tirar Sheldon Hawkes de um caso).[2]

Referências

  1. a b c d «Mac Taylor» (em inglês). Wikia.  Parâmetro desconhecido |acessoano= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acessomesdia= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
  2. a b c «Mac Taylor em CSI: Nova Iorque». sapo.pt.  Parâmetro desconhecido |acessoano= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acessomesdia= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
  3. «Claire Conrad Taylor» (em inglês). Wikia.  Parâmetro desconhecido |acessoano= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acessomesdia= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
  4. a b «Biography for Detective Mac Taylor (Character)» (em inglês). Imdb.  Parâmetro desconhecido |acessoano= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acessomesdia= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
  5. «Peyton Driscoll» (em inglês). Wikia.  Parâmetro desconhecido |acessoano= ignorado (|acessodata=) (Ajuda); Parâmetro desconhecido |acessomesdia= ignorado (|acessodata=) (Ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um personagem de CSI: NY é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.