Macondes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros significados desta palavra, veja Maconde.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Macondes
População total

~ 1,37 milhões

Regiões com população significativa
Tanzânia:1,14 milhões
 Moçambique: 0,23 milhões
Línguas
maconde, inglês, português
Religiões
Catolicismo; Islamismo, Animismo

Os macondes são um grupo étnico bantu que vive no sudeste da Tanzânia e no nordeste de Moçambique, principalmente no planalto de Mueda e Muidumbe, tendo uma pequena presença no Quénia.

A população maconde na Tanzânia foi estimada em 2001 em cerca de 1 140 000 habitantes e no censo de 1997 em Moçambique, de 233 258, dando um total de 1 373 258 macondes.

Os macondes resistiram sempre a serem conquistados por outros povos africanos, por árabes e por traficantes de escravos. Não foram subjugados pelo poder colonial até aos anos 20 do século XX.

São exímios escultores em pau-preto, sendo a sua arte conhecida mundialmente.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]