Macrobrachium carcinus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaMacrobrachium carcinus
pitu
Macrobrachium carcinus

Macrobrachium carcinus
Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Subordem: Pleocyemata
Infraordem: Caridea
Família: Palaemonidae
Género: Macrobrachium
Espécie: M. carcinus
Nome binomial
Macrobrachium carcinus
Linnaeus, 1758
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Macrobrachium carcinus
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Macrobrachium carcinus

Macrobrachium carcinus, vulgarmente conhecido como pitu ou camarão-d'água-doce[1], é considerado o maior camarão de água doce. Ocorre em todo o Brasil. Chega a medir 48 centímetros da cauda à ponta das garras[2].

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Macrobrachium carcinus é um termo oriundo da língua grega, significando "crustáceo de grande braço", através da junção de makrós, á, ón (grande), brachíon, onos (braço) e karkínos, ou (crustáceo)[3]. É uma referência às suas grande pinças[1]. "Pitu" é um termo oriundo da língua tupi, significando "casca escura"[1]. "Camarão-d'água-doce" é uma referência ao meio onde vive[1].

Maior do Brasil[editar | editar código-fonte]

Por ser o maior camarão de água doce do país, o pitu entrou para o RankBrasil – Recordes Brasileiros.

Referências

  1. a b c d FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 342.
  2. «Pitú - Macrobrachium carcinus». ICMBio - Lista das espécies ameaçadas. Consultado em 07/2012. 
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 060, 283, 350.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]