Macronutriente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Macronutrientes são os componentes da alimentação fundamentais para os organismos.Para os animais, os principais nutrientes são proteínas, lipídios e carboidratos.[1]

Na Nutrição mineral de plantas os Macronutrientes são os nutrientes minerais que perfazem os critérios da essencialidade das plantas e são exigidos em grandes quantidades (kg/há). A divisão entre Micronutrientes e Macronutrientes não tem correlação com uma maior ou menor essencialidade. Macronutrientes e Micronutrientes exercem as mesmas funções em todas as plantas superiores. Por esse motivo, sua falta ou excesso provoca a mesma manifestação visível – o sintoma.[2]

Uma explicação para os Macronutrientes serem requeridos em quantidades elevadas é o fato de eles fazerem parte de moléculas essenciais para o vegetal, ou seja, possuem um papel estrutural. Por outro lado, os Micronutrientes estão mais relacionados à ativação de certas enzimas, sendo que possuem um papel regulatório.[3] Seis elementos químicos são considerados Macronutriente minerais para as plantas superiores:Nitrogênio (N), Fósforo (P), Potássio (K), Cálcio (Ca), Magnésio (Mg), Enxofre(S). Os elementos Carbono (C), Hidrogênio (H) e Oxigênio (O) são Macronutrientes orgânicos, pois não são obtidos através do solo.

Funções dos Macronutrientes para as plantas

Constituinte dos ácidos nucléicos. Fosfatos de uridina, citosina e guanidinasíntese de sacarose, fosfolipídeos e celulose. Fosfolipídeo de membrana celular.[2]

Citoplasma: Ca-calmodulina como ativadora de enzimas (fosfodiesterase cíclica de nucleotídeo, ATPase de membrana e outras). Mensageiro secundário de estímulos mecânicos, ambientais, elétricos. Atua na manutenção da estrutura funcional do plasmalema[2]




Referências

  1. “Os Nutrientes” no site rg nutri.com.br acessado a 22 de junho de 2009
  2. a b c d e f MALAVOLTA, E. O futuro da nutrição de plantas tendo em vista aspectos agronômicos, econômicos e ambientais. Informações Agronômicas, v.121, p.1-10, 2008 Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "malavolta" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "malavolta" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "malavolta" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "malavolta" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "malavolta" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  3. [PERES, L. E. P. Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz]
  4. [FAQUIN, V. Nutrição Mineral de Plantas. Curso de pós-graduação “lato sensu” (especialização) a distância solos e meio ambiente. Universidade Federal de Lavras - UFLA Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão - FAEPE Lavras – MG, 2005.]

[1] [2] [3]

Ícone de esboço Este artigo sobre Fisiologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. MALAVOLTA, E. O futuro da nutrição de plantas tendo em vista aspectos agronômicos, econômicos e ambientais. Informações Agronômicas, v.121, p.1-10, 2008
  2. [PERES, L. E. P. Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz]
  3. [FAQUIN, V. Nutrição Mineral de Plantas. Curso de pós-graduação “lato sensu” (especialização) a distância solos e meio ambiente. Universidade Federal de Lavras - UFLA Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão - FAEPE Lavras – MG, 2005.]