Mad Maria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o livro de Márcio Souza, veja Mad Maria (livro).
Mad Maria
Madeira-Mamoré (PT)
Mad Maria (BR)
Informação geral
Formato Minissérie
Duração 40 minutos por capítulo, aproximadamente
Criador(es) Benedito Ruy Barbosa[1]
Baseado em Mad Maria de Márcio Souza
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Ricardo Waddington
Elenco Antônio Fagundes
Fábio Assunção
Ana Paula Arósio
Priscila Fantin
Cássia Kiss
Fidelis Baniwa
Tony Ramos
Cláudia Raia
Walmor Chagas
Juca de Oliveira
ver mais
Tema de abertura "Mad" - Coral Brasil
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Transmissão original 25 de janeiro de 2005 - 25 de março de 2005
N.º de episódios 35[1]

Mad Maria é uma minissérie brasileira produzida e exibida pela Rede Globo e pelo Canal Futura entre 25 de janeiro e 25 de março de 2005 em 35 capítulos. Escrita por Benedito Ruy Barbosa[2], com direção de Ricardo Waddington, baseada no romance homônimo de Márcio Souza[3], que retrata a incrível construção da impossível Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), entre 1907 e 1912.[2] A minissérie foi gravada nas cidades de Porto Velho e Guajará-Mirim, no Estado de Rondônia na Região Norte e as cenas finais rodadas na cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais.

Contou com o primeiro time de atores da Rede Globo, como Antônio Fagundes, Priscila Fantin, Fábio Assunção, Ana Paula Arósio, Tony Ramos, Cássia Kiss, Fidelis Baniwa, Cláudia Raia e Juca de Oliveira nos papéis principais.

Suas chamadas para o início da minissérie, veiculadas na programação da Globo e Globo Internacional, usaram a expressão: "Uma das mais fantásticas páginas da História do Brasil".[carece de fontes?]

Produção[editar | editar código-fonte]

A minissérie Mad Maria esteve engavetada por 20 anos,[4] quando o diretor artístico da emissora José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, mostrou o livro homônimo do escritor amazonense Márcio Souza[5] a Benedito Ruy Barbosa e pediu que ele o transformasse em uma minissérie. Escrita entre 1980 e 1981, a minissérie deixou de ser produzida, uma vez que na época não existiam os recursos necessários para o empreendimento.

Para as primeiras gravações, foram usadas locações em Rondônia: Abunã e Porto Velho. Para gravações feitas em Abunã foi necessário reconstruir seis quilômetros de trilhos que estavam soterrados por barro e mato, e reformar a Mad Maria, nome da locomotiva que há um século abria a estrada de ferro[6].

Ao todo, a minissérie mobilizou cerca de 400 funcionários em Rondônia. Elenco e técnicos geraram só nos trinta dias que ficaram em Guajará-Mirim, uma das bases de gravações, o impacto de um milhão de reais da economia local. A minissérie, como um todo, foi orçada em cerca de doze milhões de reais, uma das mais caras da história da emissora.[7][1]

A minissérie também foi exibida pela Globo Internacional, e a Globo Marcas lançou o livro Uma Saga Amazônica Através da Minissérie Mad Maria, que retrata as gravações.

A trilha sonora foi produzida especialmente para a minissérie.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Entre os anos de 1907 e 1912, no coração da inóspita selva amazônica, mais de 20 mil trabalhadores de 50 nacionalidades constroem a estrada de ferro Madeira Mamoré (EFMM), sob o comando do empreendedor americano Percival Farquhar. A ferrovia atende a interesses políticos e comerciais de autoridades nacionais e estrangeiras, e contempla clásulas do Tratado de Petrópolis, firmado com a Bolívia. Como legado, garante a fronteira com o país vizinho e permite a colonização de vastas áreas da Amazônia a partir de Porto Velho e Guajará-Mirim, cidades fundadas pela EFMM.

O governo brasileiro investiu na ferrovia para compensar a Bolívia pela perda do território do Acre. A ferrovia deveria superar dezenove cachoeiras do Rio Madeira, que dificultavam o transporte de borracha da Bolívia para o Atlântico, via Amazonas. Mas, ao ser concluída, a borracha entrava em decadência, com o início da produção de borracha do oriente.

Indo contra os interesses de Farquhar, está o ministro Juvenal de Castro, amigo pessoal do então presidente da República, o marechal Hermes da Fonseca. Planejando derrubar o ministro e tirá-lo do seu caminho, Farquhar descobre o romance extra-conjugal de Castro com a jovem Luísa, e tira proveito desse segredo.

Enquanto isso, na Amazônia, o engenheiro inglês Stephan Collier comanda com mãos de ferro a construção da ferrovia, liderando um enorme grupo de homens de todo o mundo, indispostos entre si, no meio de uma floresta selvagem, ameaçados por toda a sorte de infortúnios, principalmente doenças.

A mudar este panorama, está a chegada de novos personagens: o Dr. Finnegan, um jovem médico idealista que bate de frente com a autoridade de Collier; e a bela Consuelo, encontrada na floresta entre a vida e a morte após o naufrágio do barco onde viajava com seu noivo.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Antônio Fagundes Ministro Juvenal de Castro[8][1]
Priscila Fantin Luíza[9]
Fábio Assunção Dr. Richard Finnegan[10]
Ana Paula Arósio Consuelo[11]
Cláudia Raia Teresa[12]
Juca de Oliveira Stephan Collier[13]
Othon Bastos Marechal Hermes da Fonseca[14]
Cássia Kiss Amália[15]
Tony Ramos Percival Farquhar[16]
Walmor Chagas Dr. Lovelace[1]
Renato Borghi Ruy Barbosa
Edwin Luisi Alexander Mackenzie[17]
Eliana Guttman Inês[18]
Marcelo Serrado Jim[19]
José Rubens Chachá Coronel Agostinho
Genézio de Barros Thomas
Fidelis Baniwa Joe Caripuna[20]
André Frateschi Ted
Bukassa Kabengele Jonathan
Camilo Bevilacqua Hans
Evandro Soldatelli Harold
Esther Jablonski Maria
Luciano Chirolli Adams
Marcos Suchara Gunther
Gilbert Stein Antônio
Créo Kellab Dick
Milton Andrade Gustav
Débora Olivieri Harriet
Eddie Jansen Joseph
Felipe Kannenberg Martin
Márcio Ricciardi Dr. Hudson
Nicolas Rohring Mike
Ricardo Blat Jackson Francisco Miller

Elenco de apoio[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Márcio Vito Cabral
Aisha Jambo Sofia
Arthur Kohl King John
Almir Martins Juan
Gabriel Tacco Alonso
Luciano Quirino Andorinha
Tácito Rocha Pierre
Serafim Gonzalez Souza
André Bankoff Werner
Gláucio Gomes Gilberto

Reprises[editar | editar código-fonte]

Foi reexibida na íntegra pelo Canal Viva de 9 de setembro a 25 de outubro de 2013, substituindo A Casa das Sete Mulheres e sendo substituída por O Primo Basílio[21]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Capa: Ana Paula Arósio, Fábio Assunção, Antonio Fagundes, Priscila Fantin e Tony Ramos

  1. Os Homens e a Floresta
  2. Valsa de Luiza
  3. Consuelo e Joe
  4. O Trem de Rondônia
  5. Amália
  6. Despedida de Luiza
  7. Conspirações
  8. Consuelo
  9. Fugas e Regressos
  10. Segredos de Tereza
  11. Noite em Santo Antônio

Referências

  1. a b c d e Redação O Estado do Paraná (22 de janeiro de 2005). «Minissérie vai contar a história da ferrovia Madeira-Mamoré». Paraná-Online 
  2. a b c «Mad Maria - História». Tele História 
  3. Redação Terra (28 de junho de 2004). «Cláudia Raia e Celulari farão minissérie Mad Maria». Terra 
  4. Redação Rede Globo (23 de março de 2009). «VOCÊ SABIA?: Mad Maria foi escrita vinte anos antes de ser produzida» 
  5. «Mad Maria: Luiza vê seu destino mudar». Jornal da Mídia. 19 de janeiro de 2005 
  6. «Equipe de "Mad Maria" grava em Rondônia». Terra. 28 de outubro de 2004. Consultado em 26 de agosto de 2017 
  7. Edney Silvestre (19 de janeiro de 2005). «Mad Maria». Globo.com 
  8. «Mad Maria - Personagens - Ministro J. de Castro (Antônio Fagundes)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  9. «Mad Maria - Personagens - Luíza (Priscila Fantin)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  10. «Mad Maria - Personagens - Dr. Richard Finnegan (Fábio Assunção)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  11. «Mad Maria - Personagens - Consuelo (Ana Paula Arósio)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  12. «Mad Maria - Personagens - Teresa (Cláudia Raia)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  13. «Mad Maria - Personagens - Stephan Collier (Juca de Oliveira)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  14. «Mad Maria - Personagens - Marechal Hermes da Fonseca (Othon Bastos)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  15. «Mad Maria - Personagens - Amália (Cássia Kiss)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  16. «Mad Maria - Personagens - Percival Farquhar (Tony Ramos)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  17. «Mad Maria - Personagens - Alexander Mackenzie (Edwin Luisi)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  18. «Mad Maria - Personagens - Inês (Eliana Guttman)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  19. «Mad Maria - Personagens - Jim (Marcelo Serrado)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  20. «Mad Maria - Personagens - Joe Caripuna (Fidelis Baniwa)». Estrelando. 27 de agosto de 2008 
  21. «A história da Madeira-Mamoré será contada no VIVA». Canal Viva. 19 de agosto de 2013. Consultado em 26 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]