Madame Min

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Madame Min
Personagem de Quadrinhos Disney
Nome original Mad Madam Min
Sexo feminino
Amigo(s) Maga Patalógika
Mancha Negra
Bafo de Onça
Primeira aparição A Espada era a Lei
Projecto Banda desenhada  · Portal Disney

Madame Min (Madam Mim, também conhecida por Mad Madam Mim, no original em inglês), é um personagem da Disney, uma bruxa do bosque velha, simpática e muito poderosa.

Aparece pela primeira vez no desenho clássico A Espada era a Lei [1] . Nessa ocasião, enfrentou num duelo de magia o Mago Merlin, mestre do jovem Rei Artur, que no desenho atendia pelo apelido de Verruga (Wart, em inglês).

Ao passar aos quadrinhos, foi adaptada à época atual. Enfrentou em outro duelo o Professor Pardal. Nessas histórias, o que acontece com mais frequência é ser enganada pelos vilões Irmãos Metralha e Mancha Negra, que buscam tirar proveito de seus poderes mágicos, mas que no fim sempre se dão mal.

Mancha Negra tornou-se sua paixão não correspondida.

Já fez dupla com Maga Patalógica, a famosa feiticeira criada por Carl Barks. Tornou-se sua melhor amiga e mora junto a ela em um antigo castelo medieval, com um dragão preso no calabouço. Outros animais de estimação da dupla são dois corvos, Perácio e Apolônio, e o gato Mefistófeles.

Quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Almanaques[editar | editar código-fonte]

A Madame Min nunca teve uma revista regular no Brasil, mas protagonizou algumas edições especiais. Houve o Almanaque da Madame Min, com duas edições, outubro de 1988 e agosto de 1989. Além deste título próprio, esteve presente em um Almanaque das Bruxas, onde dividiu histórias com outras bruxas famosas, como sua inseparável amiga Maga Patalógika. Essa edição, única, é de outubro de 1990[2].

Manuais Disney[editar | editar código-fonte]

Além dos almanaques, Madame Min esteve novamente com sua amiga Maga Patalógika no Manual da Maga & Min, uma das edições dos Manuais Disney lançados na década de 1970 pela Editora Abril. Esse, em específico, foi publicado em 1973. Depois, relançado em 1988 pela Editora Nova Cultural, com o mesmo nome.

O manual fala sobre mágicas, feitiços, assombrações e tudo mais relacionado ao mundo das bruxas e outros seres imaginários. Mais tarde, este e outros manuais foram reunidos na Biblioteca do Escoteiro-Mirim, em 1985. As capas eram diferentes, mas com o mesmo conteúdo.

Madame Min em outras línguas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Inducks». Madame Min (em inglês). Consultado em 23/12/2009. 
  2. «Vila Xurupita». Almanaque da Madame Min. Consultado em 23/12/2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]