Mafia III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mafia III
Produtora(s) Hangar 13[nota 1]
Editora(s) 2K Games
Distribuidora(s) Take-Two Interactive
Diretor(es) Haden Blackman[2]
Produtor(es) Andy Wilson[1]
Escritor(es) Bill Harms[2]
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Série Mafia
Data(s) de lançamento 7 de Outubro de 2016
Género(s) Acção-aventura
Modos de jogo Um jogador[3]

Mafia III é um jogo eletrônico de ação e aventura produzido pelo estúdio Hangar 13 e lançado pela 2K Games em 7 de outubro de 2016 para as plataformas Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. É o terceiro jogo da série Mafia e o primeiro desenvolvido pela Hangar 13.

Os acontecimentos de Mafia III decorrem em 1968 no New Bordeaux, uma recriação fictícia de Nova Orleães, onde os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que procura vingar os seus amigos assassinados por mafiosos locais ao mesmo tempo que constrói uma nova organização criminosa.

Mafia III obteve uma recepção mista por parte da crítica especializada. Enquanto os gráficos, a recriação histórica da época, o enredo e a trilha sonora foram elogiados, as críticas recaíram principalmente sobre a estrutura repetitiva das missões, a pobre inteligência artificial e o elevado número de erros de design, com alguns críticos chamando o jogo de "funcional". Ainda assim, foi um sucesso comercial, tornando-se o jogo que mais rapidamente vendeu na história da 2K Games.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Mafia III é um jogo de ação-aventura numa perspectiva de terceira pessoa, no qual os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que quer vingar os seus amigos assassinados pelos mafiosos locais. O jogo decorre em 1968 em New Bordeaux, uma recriação fictícia de New Orleans , que é um mundo aberto e pode ser livremente explorado pelos jogadores. Os jogadores podem completar os objectivos de vários modos. Por exemplo, podem usar armas, como revolveres e caçadeiras, para eliminarem os inimigos, ou alternativamente, podem utilizar uma abordagem mais furtiva em toda a missão sem que sejam notados pelos inimigos. A jogabilidade centra-se sobretudo sobre o jogo de armas. Como adição, também há a possibilidade de matar com movimentos que executam e através do combate corpo-a-corpo. Mafia III também tem um sistema de cobertura, que permite aos jogadores se esconderem por detrás de objectos para prevenirem ataques.[4] Para completarem os objectivos, os jogadores também podem fazer interrogatórios a outros personagens para conseguirem obter informações.[5]

Os jogadores podem atacar e controlar locais propriedade da máfia italiana, e responsabilizar pelo local um dos seus comandantes. Os comandantes disponíveis são Cassandra, Burke e Vito Scaletta.[6]

Segundo Haden Blackman da Hangar 13, o jogo não tem multijogador porque a equipa de produção quer focar-se em desenvolver a personagem de Lincoln, as bases de cobertura e tiroteios da jogabilidade, mais a física da condução perigosa.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A acção de Mafia III decorre em 1968 e conta a história de Lincoln Clay, um órfão multirracial e um veterano de guerra. Como órfão, esteve sempre à procura de uma família até se alistar para a Guerra do Vietname. Depois da guerra regressa a Nova Orleães, e junta-se à "The Black Mob".[6] Como a "black mob" ha ligações à Máfia local, houve um confronto, e o que mais perto Clay teve de uma família foi violentamente arrancada de si.[7] Em vez de fugir, Clay decide ripostar e vingar-se, e forma uma pequena equipe para desmantelar a máfia da cidade e construir uma nova família para si. Clay tem três aliados, Cassandra, Burke e Vito Scaletta, introduzidos em Mafia II.[5][6]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Os primeiros rumores ao jogo acontecerem em Agosto de 2012.[8] Em Novembro de 2012, 2K Czech, o produtor do original Mafia: The City of Lost Heaven e Mafia II, anunciou que a empresa estava a trabalhar num "jogo AAA, ultra secreto".[9] No entanto, a companhia foi reestruturada em Janeiro de 2014 e o estúdio de Praga foi encerrado,[10] com os recursos a serem deslocados para Novato, Califórnia.[11] No mesmo ano e no mesmo local foi criado o estúdio Hangar 13. Chefiado por Haden Blackman, que já tinha trabalhado na LucasArts, o estúdio referiu que estava a trabalhar num novo projecto.[12]

O jogo foi oficialmente revelado pela 2K a 28 de Julho de 2015,[13][14] e mostrado formalmente durante a Gamescom 2015 com um vídeo. Mafia III foi lançado em 2016 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.[15]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 
Resenha crítica
Publicação Nota
Destructoid 5/10[16]
Forbes 8.1/10[17]
Game Informer 6.75/10[18]
GameSpot 6/10[19]
Hardcore Gamer 4/5[20]
IGN 7.5/10[21]
PC Gamer 54/100[22]
PlayStation LifeStyle 7.5/10[23]
The Guardian 2 de 5 estrelas.[24]
Time 2.5/5[25]
Trusted Reviews 2.5 de 5 estrelas.[26]
USGamer 3.5 de 5 estrelas.[27]
Pontuação global
Publicação Nota média
Metacritic (PC) 61/100[28]
(PS4) 68/100[29]
(XONE) 68/100[30]
OpenCritic 66/100[31]

Críticas profissionais[editar | editar código-fonte]

De acordo com o website de pontuacoes agregadas Metacritic, Mafia III recebeu analises "mistas ou medias".[28][29][30]

Vendas[editar | editar código-fonte]

Mafia III estreou-se em #2 na lista de vendas de software do Reino Unido (atras de FIFA 17), registando uma melhoria de 58.7% em relação ao seu antecessor, Mafia II, que se tinha estreado em #1.[32] Mafia III tornou-se o titulo da história da 2K Games que mais rapidamente vendeu, ultrapassando séries como NBA 2K, Borderlands e BioShock. De acordo com a Take Two Interactive o jogo vendeu mais de 4,5 milhões de cópias durante a primeira semana de vendas.[33]

Notas

  1. Com a colaboração do estúdio 2K Czech.[1]

Referências

  1. a b Ben Hanson (14 de outubro de 2015). «"Who The Hell Is Mafia III Developer Hangar 13?"». Game Informer. Consultado em 21 de dezembro de 2015. 
  2. a b Ben Hanson (12 de outubro de 2015). «"How Mafia III's Story "Pushes Boundaries""». Game Informer. Consultado em 13 de outubro de 2015. 
  3. a b Mike Holmes (10 de agosto de 2015). «"Hangar 13 confirma que Mafia III só será virado para a campanha"». Gamereactor. Consultado em 11 de agosto de 2015. 
  4. Hartup, Andy (5 de agosto de 2015). «Mafia 3 - a heady mix of violence, '60s rock, and feeding foes to the 'gators». GamesRadar. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  5. a b Cork, Jeff (5 de agosto de 2015). «A Blow-By-Blow Look At Mafia III's Deadly Take On New Orleans». Game Informer. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  6. a b c Brown, Peter (5 de agosto de 2015). «Mafia 3 Tackles Racism and the Vietnam War in 1960's New Orleans». GameSpot. CBS Interactive. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  7. Tyrrel, Brandin (5 de agosto de 2015). «Gamescom 2015: Mafia 3 Exposes The Dirty New Face Of Organized Crime». IGN. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  8. Cook, Dave (1 de novembro de 2012). «Mafia 3: 2K Czech hiring for new 'top secret, super interesting' triple-a title». VG 247. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  9. Makuch, Eddie (1 de novembro de 2012). «Mafia studio hiring for top secret, AAA game». GameSpot. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  10. Purchese, Robert (10 de janeiro de 2014). «2K Czech restructuring, Mafia 3 moving to US?». Eurogamer. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  11. Pereira, Chris (10 de janeiro de 2014). «Mafia 2 Dev 2K Czech Restructured, Sending Resources To U.S.». IGN. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  12. Carter, Chris (4 de dezembro de 2014). «2K announces new studio Hangar 13, working on a new game». Destructoid. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  13. MafiaGame (28 de julho de 2015). «"See the worldwide reveal of the #Mafia3 announcement trailer on 8/5/15 here: YouTube.com/MafiaGame"». Twitter. Consultado em 6 de agosto de 2015. 
  14. Futter, Mike (28 de julho de 2015). «First Mafia III Trailer Coming August 5». Game Informer. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  15. McWhertor, Michael (5 de agosto de 2015). «Here's our first look at Mafia 3». Polygon. Consultado em 5 de agosto de 2015. 
  16. Brett Makedonski (10 de outubro de 2016). «Review: Mafia III». Destructoid. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  17. Brian Mazique (8 de outubro de 2016). «'Mafia III' Review: A Story Of Revenge, Beauty, Hate And Imperfection». Forbes. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  18. Andrew Reiner (12 de outubro de 2016). «Mafia III - An Offer Worth Refusing». Game Informer. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  19. Scott Butterworth (12 de outubro de 2016). «Mafia III Review: Bored on the bayou.». GameSpot. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  20. Matt Whittaker (10 de outubro de 2016). «Review: Mafia III». Hardcore Gamer. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  21. «Mafia III Review». IGN. 10 de outubro de 2016. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  22. Andy Kelly. «Mafia 3 Review». PC Gamer. Consultado em 12 de outubro de 2016. 
  23. Paulmichael Contreras. «Mafia III Review – Born to Be Wild (PS4)». PlayStation LifeStyle. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  24. Sam White (10 de outubro de 2016). «Mafia III review: how can a super stylish 1960s shooter be this boring?». The Guardian. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  25. Matt Peckham (12 de outubro de 2016). «Review: 'Mafia 3' Squanders One of the Year's Best Stories on Stale Gameplay». Time. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  26. Kirk McKeand (10 de outubro de 2016). «Mafia 3 review». Trusted Reviews. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  27. Mike Williams (11 de outubro de 2016). «Mafia 3 PC Review». USGamer. Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  28. a b «Mafia III for PC Reviews». Metacritic. Consultado em 13 de outubro de 2016. 
  29. a b «Mafia III for PlayStation 4 Reviews». Metacritic. Consultado em 10 de outubro de 2016. 
  30. a b «Mafia III for Xbox One Reviews». Metacritic. Consultado em 10 de outubro de 2016. 
  31. «Mafia III for PS4, XB1, PC Reviews». OpenCritic. Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  32. «GFK Chart-Track: UK News: Brace for FIFA». GFK Chart-Track. Consultado em 11 de outubro de 2016. 
  33. Hayley Tsukayama (2 de novembro de 2016). «'Mafia III' took a risk by choosing a black protagonist, and it has really paid off». The Washington Post. Consultado em 3 de novembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]