Maicon de Andrade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maicon de Andrade
Maicon de Andrade em 2016
Informações pessoais
Nome completo Maicon de Andrade Siqueira
Modalidade Taekwondo
Nascimento 9 de janeiro de 1993 (24 anos)
Justinópolis, MG, Brasil[1]
Nacionalidade brasileiro
Compleição Peso: 90kg Altura: 1,90
Clube São Caetano
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Rio 2016 Acima de 80kg
Universíada
Prata Taipei 2017 +87 kg
Bronze Gwangju 2015 +87 kg

Maicon de Andrade Siqueira (Justinópolis, 9 de janeiro de 1993)[1] é um taekwondista do Brasil. Ele ganhou uma medalha de bronze na categoria acima de 87 kg, na Universíada de Verão de 2015 e nas Olimpíadas de 2016.[2][3] Maicon é o primeiro taekwondista brasileiro a ganhar uma medalha em Olimpíadas entre os homens.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Inicio[editar | editar código-fonte]

Nascido em Justinópolis, distrito de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais, Maicon é o caçula de 12 filhos - quatro já falecidos - de um taxista e uma dona de casa. Incentivado por sua única irmã, que fazia capoeira, e por sua mãe que queria manter o menino agitado sob controle inscrevendo-o em aulas de artes marciais, Maicon se empolgou com o Taekwondo, iniciando seus treinamentos em dias de terças e quintas no Projeto Mestre Bento no ano de 2007 (parceria com a Secretaria de Esportes de Ribeirão das Neves); paralelo aos treinamentos do Projeto, passou a frequentar a União Academia, onde treinava com a equipe de competição do local, orientado pelo Mestre Bento, chegando à faixa preta em dezembro de 2011.[4][5] Com dificuldades financeiras, aos dezoito anos trabalhava de segunda à sexta-feira como auxiliar de pedreiro, aos sábados de garçom. Chegou também a dar aulas de Taekwondo na Escola Estadual Francisco Labanca, onde estudou. Com o pouco dinheiro que sobrava, pagava as suas inscrições para campeonatos de Taekwondo, até que em 2013 despertou o interesse dos irmãos Clayton e Reginaldo dos Santos, técnicos da academia Two Brothers Team em São Caetano do Sul, após seu desempenho nos Jogos Abertos do Interior de 2012.[6][7]

Ciclo olímpico[editar | editar código-fonte]

Após sete meses da chegada a São Paulo para representar a Associação Desportiva São Caetano, Maicon já disputava a seletiva para a Seleção brasileira. Tendo terminado apenas o primário até o momento, fez supletivo,[8] entrou para a Aeronáutica do Brasil para conseguir o patrocínio militar, e começou a estudar Geografia na Faculdade Anhanguera.[9]

Em 2015 tem a oportunidade de disputar a Universíade de verão de 2015, em Gwangju na Coreia do Sul, venceu as suas três primeiras lutas na competição, Abubakar Abdulrahman, nigeriano, Arman-Marshall Silla, bielorusso. E nas quartas de finais enfrentou o mexicano Erick Gutierrez. Acabou perdendo as semi finais para o atleta da casa, Yoonkeun Park, assim acabou recebendo a medalha de bronze[10] Por uma disputa entre a Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD) e a Two Brother Team, acabou deixado de fora da equipe que iria para os Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, Canadá.[7]

Em janeiro de 2016 disputou a primeira seletiva brasileira para disputar os Jogos Olímpicos de Verão de 2016. Em março participa da última parte da seletiva brasileira, vence sete de oitos lutas e classifica-se para o Rio 2016.

Rio 2016[editar | editar código-fonte]

Nas Olimpíadas, venceu a sua primeira luta contra o norte americano Stephen Lambdin, nas quartas de finais perdeu para o atleta do Níger, Abdoul Razak Issoufou. Quando o nigerino se classificou para a final, Andrade pôde disputar a repescagem. Após vencer o francês M’Bar N’Diaye, foi para a disputa do bronze contra Mahama Cho, do Reino Unido, e venceu por um ponto após golpes no final.[11] Maicon acabou ganhando a medalha de bronze, sendo o primeiro taekwondista masculino brasileiro a conquistar uma medalha olímpica, e a segunda conquista do Brasil no esporte após Natália Falavigna levar o bronze em Pequim 2008.

Referências