Maillé-Brézé (D627)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation arrow.svg
Este artigo resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «French destroyer Maillé-Brézé (D627)» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. (Data da tradução: 26 de março de 2018)Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maillé-Brézé (D627)
O Maillé-Brézé em Nantes em 2002.
Carreira  França
Operador  Marinha Nacional da França
Homônimo Jean Armand de Maillé-Brézé
Estaleiro Arsenal de Lorient
Batimento de quilha fevereiro de 1951
Lançamento outubro de 1953 (65 anos)
Comissionamento 4 de maio de 1957
Descomissionamento 1988
Indicativo visual D627
Fatalidade Transformado em Navio-museu
Características gerais
Tipo de navio Contratorpedeiro
Classe Contratorpedeiro francês classe T-47
Deslocamento 2 750 t (6 060 000 lb) (padrão)
3 740 t (8 250 000 lb) (carga completa)
Comprimento 128,7 m (422 ft)
Boca 12,7 m (41,7 ft)
Calado 5,4 m (17,7 ft)
Propulsão Turbinas a vapor
2 eixos
4 caldeiras
Velocidade 34 kn (63,0 km/h)
Autonomia 5 000 m.n. (9 260 km) à 18 kn (33,4 km/h)
Armamento 3 x torres duplas com 6 x canhões de 127 mm (5,00 in)
3 x torres duplas com 6 x canhões de 57 mm (2,24 in)
4 x canhões antiaéreos singelos de 20 mm (0,787 in)
4 x lançadores com três tubos de torpedo para torpedos de 550 mm (21,7 in)

O Maillé-Brézé é um contratorpedeiro francês da classe T-47, pertence a Marinha da França. Foi construído no Arsenal de Lorient em Lorient, França e comissionado em 4 de maio de 1957, recebeu em homenagem o nome do almirante Jean Armand de Maillé-Brézé (1619-1646).

História[editar | editar código-fonte]

Em 2 de março de 1962 o Maillé-Brézé, junto com outros quatro contratorpedeiros da classe desembarcaram tropas em Argel, Argélia para lutarem contra insurgentes da Organisation Armée Secrète (OAS).[1] Assistido pelo seu navio irmão Surcouf (D621), ele estava prestes a bombardear o bairro de Bab-el-Oued sede da OAS quando recebeu uma contra-ordem para cancelar as operações. Após esta contra-ordem os contratorpedeiros permaneceram na costa em estado de batalha como um impedimento para prevenção de ataques.[2]

Em 1988 o Maillé-Brézé foi descomissionado e foi transformado em navio-museu da cidade de Nantes. Ele foi nomeado como Monumento histórico da França pelo Ministério da Cultura francês desde Outubro de 1991.[3]

Em 21 de fevereiro de 2016 o diretor Christopher Nolan anuncio planos de estrelar o navio em seu próximo filme sobre a Segunda Guerra Mundial o filme Dunkirk.[4]. Neste filme o Maillé-Brézé representaria o navio HMS Vivacious (D36) e o HMS Vanquisher (D54) simultaneamente com o número de amura D36 do Vivacious à bombordo e o D54 do Vanquisher a estibordo.[5]

Referências

  1. Labour research, Volumen 51, p. 112. Labour Research Department, 1962
  2. Roche, Jean-Michel (2010). "Escorteur d'Escadre Surcouf" [Fleet Escort Surcouf] (em francês). Netmarine.net.
  3. Ministério da Cultura francês base de dados - (em francês)
  4. Le Maillé Brézé vedette du prochain film de Christopher Nolan - m.france3-regions.francetvinfo.fr
  5. "Dunkirk (2017)".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maillé-Brézé (D627)