Maitaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicamaitaca
Pionus maximiliani

Pionus maximiliani
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae
Género: Pionus
Espécies
Ver texto

Os termos curica, baitaca, maitá, maitaca, maritaca e suia são designações comuns para diversas espécies de aves psitaciformes da família dos Psittacidaes do gênero Pionus. São neotropicais, de corpo atarracado e cauda curta, semelhantes aos papagaios. Têm, em média, uma expectativa de vida de trinta anos. Medem de 27 a 29 centímetros e podem pesar de 230 a 250 gramas.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Maitaca" e "baitaca" originam-se do termo tupi mba'é taka, que significa "coisa ruidosa, barulhenta"[1].

Descrição[editar | editar código-fonte]

As maitacas caracterizam-se pela cauda curta e azul, pela zona sem penas em volta dos olhos, pelo bico cinza-escuro com marcas vermelhas nas laterais das mandíbulas. São semelhantes aos papagaios do género Amazona, mas menores. Ocorrem no Brasil da região nordeste (Maranhão, Piauí, Pernambuco, Alagoas) na região sudeste (Espirito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo) e região sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul), passando pela região centro-oeste (Goiás e Mato Grosso). Ocorrem, também, na Bolívia, no Paraguai e na Argentina.

Vivem em uma variedade de habitat que inclui florestas úmidas, de galeria, savanas e áreas cultivadas, até os 2 000 metros de altitude. Geralmente, voam em bando de seis a oito indivíduos, por vezes até de cinquenta aves quando a comida é muito abundante. Costumam banhar-se em lagos para se refrescar. Se alimentam de frutos e sementes, tais como pinhão do pinheiro-do-brasil e frutos da figueira. Também se alimentam de mangas quando apresentam frutos em formação.

A reprodução das maitacas costuma ocorrer de agosto a janeiro. O casal afasta-se do grupo à procura de um oco formado nas árvores. A fêmea põe de três a cinco ovos brancos com um período de incubação de 23 a 25 dias e o macho, geralmente, permanece no ninho durante o dia. As crias são totalmente dependentes dos pais (altriciais) e saem do ninho com aproximadamente 55 a sessenta dias.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Espécies
Nome comum e binomial Image
Maitaca-de-cabeça-azul
(Pionus menstruus)
Pionus menstruus 3.JPG
Maitaca-de-peito-vermelho
(Pionus sordidus)
Pionus sordidus -two captive-4a.jpg
Maitaca-verde
(Pionus maximiliani)
Pionus maximiliani -pet-8a.JPG
Maitaca-de-testa-branca
(Pionus senilis)
Pionus senilis -pet parrot27g07.jpg
Maitaca-de-cara-manchada
(Pionus tumultuosus)
Pionus tumultuosus -La Merced Zoo-2a-2.jpg
Maitaca-asa-de-bronze
(Pionus chalcopterus)
Bronze-winged Parrot (Pionus chalcopterus).jpg
Maitaca-roxa
(Pionus fuscus)
Pionus fuscus-0.jpg


Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. pp.1 066, 220
  2. «Parrots». IOC World Bird List. Consultado em 19 de Setembro de 2011