Make Trade Fair

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Make Trade Fair é uma campanha a favor da igualdade no comércio entre países de primeiro mundo e países subdesenvolvidos.

Qualquer pessoa pode se cadastrar no site, comprar camisetas ou enviar mensagens à governantes para que a causa seja ouvida.

Já há mais de 19 milhões de pessoas cadastradas. A campeã de cadastros é a Índia, com mais de 5.500.000 cadastros, o Brasil tem 15.388 pessoas cadastradas.

O símbolo oficial da campanha são duas listras horizontais que representam a igualdade.

Principais eventos da campanha[editar | editar código-fonte]

The Big Noise[editar | editar código-fonte]

Lançado em abril de 2002, The Big Noise é uma petição mundial que apela aos governos para ajudar a acabar com as práticas comerciais desleais. Até o final de 2005, cerca de 17,8 milhões de assinaturas foram recebidas[1]. Desmond Tutu foi o signatário honorário número 1.000.000 da petição em 2003. Outras celebridades que incluíram seus nomes na petição são o Dalai Lama, o Secretário-Geral Kofi Annan, e os músicos Bono e Coldplay [6], especialmente Chris Martin, que realiza viagens como fez ao Haiti, por exemplo, para divulgar a campanha..

A petição foi também acompanhada de uma campanha popular de fotos, onde as celebridades doram sujas com diferentes materiais, "despejados" sobre elas, para destacar a prática de dumping, que alguns consideram ser injusta. Colin Firth, Thom Yorke, Jamelia e Haile Gebrselassie foram algumas das celebridades que participaram dessa campanha.[2]

Shows[editar | editar código-fonte]

Em 2002 e 2004, shows beneficentes especiais foram realizados em Londres para promover a campanha Make Trade Fair. Os shows ajudaram as campanhas promovidas pela Oxfam. Artistas do "Fairplay 2002" incluem Chris Martin e Jonny Buckland do Coldplay, Noel Gallagher, e Ms. Dynamite, enquanto o evento de 2004 incluiu Michael Stipe, Razorlight e The Thrills[3].

Em 2008, o Make Trade Fair produziu o CD "The Cake Sale". As 9 músicas foram feitas por Lisa Hannigan, Nina Persson, Gary Lightbody, Gemma Hayes, Glen Hansard, Josh Ritter, Conor Deasy e Neil Hannon, e compostas por Deasy,Hansard, Gryner Emm, Paul Noonan, Ollie Cole, Damien Rice e outros[4].

Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio de 2005[editar | editar código-fonte]

A campanha Make Trade Fair estava ativa na Conferência Ministerial da OMC de 2005, realizada em Hong Kong, na China. Diversas manifestações e atividades foram realizadas, incluindo a entrega de 17.800 assinaturas da petição Big Noise para diretor geral da OMC, Pascal Lamy[5].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Make Trade Fair» (em inglês). Oxfam.com. Consultado em 16 de julho de 2010. Arquivado do original em 4 de janeiro de 2006 
  2. «Dumped Thom Yorke» (em inglês). Oxfam.com. Consultado em 16 de julho de 2010 
  3. «Make Trade Fair Concert 2004» (em inglês). Oxfam.org. Consultado em 16 de julho de 2010. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2006 
  4. «The Cake Sale» (em inglês). Cake Sale. Consultado em 16 de julho de 2010 
  5. «Oxfam Make Trade Fair» (em inglês). Make Trade Fair. Consultado em 16 de julho de 2010. Arquivado do original em 6 de julho de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.