Maki Engineering

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Japão Maki
Nome completo Maki Engineering
Sede Tóquio, Japão
Chefe de equipe Japão Kenji Mimura
Diretores Japão Masao Ono
Pilotos Nova Zelândia Howden Ganley
Japão Hiroshi Fushida
Austrália Dave Walker
Reino Unido Tony Trimmer
Chassis Maki F101
Maki F101A/Maki F101C
Motor Ford Cosworth
Pneus Firestone, Goodyear
Histórico na Fórmula 1
Estreia Reino Unido GP da Grã-Bretanha de 1974 (não-classificado)
Último GP Japão GP do Japão, 1976 (não-classificado)
Grandes Prêmios 8 (0 largadas)
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Posição no último campeonato
(1976)
21º (0 pontos)

Maki Engineering foi uma construtora japonesa de Fórmula 1. Fundada por Kenji Mimura, participou das temporadas de 1974, 1975 e 1976.

História[editar | editar código-fonte]

O Maki F101.

Com a saída da equipe Honda da Fórmula 1, no final de 1968, o Japão ficou sem representantes na categoria, até que no início de 1974, Kenji Minura anunciou a construção do Maki. O modelo F101, equipado com motor Ford Cosworth, e pilotado pelo neozelandês Howden Ganley, ficou pronto para o GP da Grã-Bretanha, mas o carro fez apenas o 32º tempo na classificação, ficando de fora da corrida. Duas semanas depois, nos treinos para o GP da Alemanha, Ganley sofreu um grave acidente, fraturando os tornozelos depois da suspensão do carro quebrar.

Depois de tentar se inscrever para os GPs de Bélgica e Suécia com o australiano Dave Walker (desistiu posteriormente), o carro só voltaria a aparecer, revisado e denominado Maki F101-C no GP da Holanda de 1975, com o japonês Hiroshi Fushida, que também tentou classificar o carro para o GP da Inglaterra antes de passar a condução do carro para o inglês Tony Trimmer, que também falhou em três tentativas, na Alemanha, Áustria e Itália. A única oportunidade de efetivamente disputar um GP foi durante o GP da Suíça (não-oficial) de 1975, quando o carro terminou em 13º.

Trimmer ainda tentou classificar o carro para o primeiro GP disputado no Japão, em 1976, que deu o título da temporada ao seu compatriota James Hunt, mas novamente falhou. Os carros da Maki tentaram se classificar para a largada em oito GP's. A única prova que teve a participação um carro da equipe no grid foi no Grande Prêmio da Suíça de 1975 (corrida extracampeonato), em Dijon-Prenois, com Trimmer largando em 16º lugar e chegando em 13º, 6 voltas atrás do vencedor Clay Regazzoni (Ferrari).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.